Lectio divina para o 17º Domingo do Tempo Comum

Uma multidão entusiasmada a escutar as palavras sábias de um mestre espiritual. De tal modo entusiasmadas que nem se ocuparam de se alimentarem. O mestre está atento.

“Onde havemos de comprar pão para lhes dar de comer?”

Lectio Divina para o Domingo XVII do Tempo Comum (Ano B), 25-07-2021

Breve introdução

Uma multidão entusiasmada a escutar as palavras sábias de um mestre espiritual. De tal modo entusiasmadas que nem se ocuparam de se alimentarem. O mestre está atento. Os discípulos não conseguem arranjar solução, não têm dinheiro suficiente para comprar pão para tanta gente; um rapazito tinha algumas sobras disponíveis, mas o que era isso para tamanha multidão? O mestre, animado pela sua sensibilidade e poder divino, não só alimenta a multidão como dá aos discípulos uma lição de partilha.

1. Invocação

Senhor Jesus, 
sempre atento às necessidades de quem te deseja seguir
ensina-me a lição da partilha 
e faz-me pensar sempre nos meus irmãos mais necessitados, 
cuja sobrevivência depende do meu amor. 
Ámen.

2. Escuta da Palavra de Deus

2.1. Vamos escutar uma passagem do Evangelho segundo São João.

Este excerto do Evangelho de João é o primeiro de uma sequência que ao longo dos próximos domingos nos vai fazer acompanhar o capítulo 6 em que Jesus se apresenta como o pão da vida. Depois de alimentar a multidão e de aparecer aos discípulos caminhando sobre as águas, Jesus faz o discurso sobre o pão da vida.

2. 2. Leitura do Evangelho segundo São João (Jo 6, 1-15)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, Jesus partiu para o outro lado do mar da Galileia, ou de Tiberíades. Seguia-O numerosa multidão, por ver os milagres que Ele realizava nos doentes. Jesus subiu a um monte e sentou-Se aí com os seus discípulos. Estava próxima a Páscoa, a festa dos judeus. Erguendo os olhos e vendo que uma grande multidão vinha ao seu encontro, Jesus disse a Filipe: «Onde havemos de comprar pão para lhes dar de comer?». Dizia isto para o experimentar, pois Ele bem sabia o que ia fazer. Respondeu-Lhe Filipe: «Duzentos denários de pão não chegam para dar um bocadinho a cada um». Disse-Lhe um dos discípulos, André, irmão de Simão Pedro: «Está aqui um rapazito que tem cinco pães de cevada e dois peixes. Mas que é isso para tanta gente?». Jesus respondeu: «Mandai-os sentar». Havia muita erva naquele lugar e os homens sentaram-se em número de uns cinco mil. Então, Jesus tomou os pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, fazendo o mesmo com os peixes; e comeram quanto quiseram. Quando ficaram saciados, Jesus disse aos discípulos: «Recolhei os bocados que sobraram, para que nada se perca». Recolheram-nos e encheram doze cestos com os bocados dos cinco pães de cevada que sobraram aos que tinham comido. Quando viram o milagre que Jesus fizera, aqueles homens começaram a dizer: «Este é, na verdade, o Profeta que estava para vir ao mundo». Mas Jesus, sabendo que viriam buscá-l’O para O fazerem rei, retirou-Se novamente, sozinho, para o monte.

(momento de silêncio para interiorizar a Palavra)

2.3. Breve comentário

Nas primeiras palavras de Jesus enunciadas neste texto ouvimos um verbo pouco comum na boca de Jesus: o verbo “comprar” (“Onde havemos de comprar pão para esta gente comer?”). É estranho e incomum ouvir Jesus falar deste tema, para mais na primeira pessoa. Jesus parece estar a provocar em Filipe uma solução para matar a fome à multidão que o próprio Jesus sabia qual seria. 

Mais à frente, uma outra tentativa de solução, agora proposta pelo apóstolo André: havia um rapazito que tinha cinco pães e dois peixes, uma solução que o próprio se apressa a considerar inútil pela desproporção da oferta em relação à necessidade daquela multidão materialmente dependente de Jesus.

A solução que Jesus tinha para oferecer não estava na compra nem na quantidade de pão. A solução para alimentar e saciar, a ponto não faltar e ainda sobrar, está na PARTILHA. Naquele cenário, Jesus, sem dizer nada, mostra quem é e para o que vem. Jesus é aquele cuja única forma de agir que conhece e pode viver é a lei da doação livre e total de si mesmo. Jesus faz acreditar na força do dom.

Este episódio tem muitos elementos que nos remetem para a Eucaristia. A Eucaristia, é o sinal  da oferta livre e total de Deus, por Jesus, que se faz pão eucarístico, vivo, que sacia plenamente os seus fiéis. 

3. Silêncio meditativo e diálogo

“Jesus disse a Filipe: «Onde havemos de comprar pão para lhes dar de comer?». Dizia isto para o experimentar, pois Ele bem sabia o que ia fazer.”

Jesus parece que está a brincar com Filipe, mas no fundo Jesus faz uma pergunta pedagógica, procurando que Filipe e os outros fossem aprendendo a intuir os sentimentos do mestre. 

  • Quantas vezes parece que não vês saída para os teus dramas, mas a única coisa que te falta é o exercício de intuição para que os teus sentimentos sejam os mesmos sentimentos de Jesus. Pede ao Senhor essa graça.

“«Duzentos denários de pão não chegam para dar um bocadinho a cada um»”

Filipe ficou preso à lógica do vender e comprar. Quantas vezes nos deixamos amarrar pelo nosso estilo de vida consumista e não chegamos a saborear a lógica da gratuidade…

  • Olha à tua volta e procura aqueles bens que vendeste ou compraste apenas preso(a) pela lógica do consumismo. A partir deles, faz um propósito de desprendimento.

«Está aqui um rapazito que tem cinco pães de cevada e dois peixes. Mas que é isso para tanta gente?»

André desistiu rapidamente da sua solução proposta a Jesus, porque agiu como nós hoje, que desvalorizamos os dons que descobrimos nos outros, nomeadamente nos nossos irmãos mais pequeninos. Jesus olhou para a generosidade da partilha daquele rapazito com uma força diferente, com o olhar de quem sabe que a doação e partilha são a solução para todas as fomes, físicas e espirituais.

  • Olha à tua volta e descobre aquelas pessoas verdadeiramente generosas sempre disponíveis para partilhar a vida contigo e com todos. Agradece ao Senhor pelas vezes em que essas pessoas alimentam a tua existência.

4. Propósito e Oração final

– Ao longo desta semana, procura estar atento(a) às necessidades de quem está ao teu redor. Leva essas pessoas como intenção particular para a Missa do próximo Domingo.

– Pai Nosso

Repositório LECTIO DIVINA
https://bit.ly/2W4uDI6

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.