Lectio divina para o 16º Domingo do Tempo Comum

Neste Domingo, Jesus mostra compaixão pela multidão, que é como um rebanho sem pastor. Já no Antigo Testamento, Deus se tinha revelado como o Bom Pastor do seu Povo.

Jesus Cristo é o meu Pastor

Lectio Divina para o Domingo XVI do Tempo Comum (Ano B)

Breve Introdução

Neste Domingo, Jesus mostra compaixão pela multidão, que é como um rebanho sem pastor. Já no Antigo Testamento, Deus se tinha revelado como o Bom Pastor do seu Povo. É uma comparação muito cara à cultura bíblica, ao povo de Israel que vive dos seus rebanhos. Mesmo que hoje em dia já tenhamos alguma dificuldade em nos identificar com um estilo de vida pastoril, a imagem de Deus como o nosso Pastor continua a ser de uma atualidade e profundidade impressionantes. Tiremos um pouco de tempo para mergulhar no Salmo Responsorial. Neste tempo, marcado pelo abrandar dos ritmos de trabalho, os poemas contidos no Livro dos Salmos podem ser um verdadeiro bálsamo para a nossa alma e preparar-nos para a Eucaristia dominical. Só Deus nos faz “descansar em verdes prados”.

1. Invocação

Quando Te encontro, descanso.
Tu reconfortas a minha alma.
Porque, Tu, Senhor és o guia,
o Bom Pastor, que me conduz,
minha Vida e minha Luz.
Amén.

2. Escuta a Palavra de Deus

2.1. Vamos escutar o Salmo 23 (22)

Este salmo é uma pequena pérola! A confiança que ele inspira vêm-lhe talvez da sua extrema simplicidade. Diante de algum tipo de ameaça, o autor sabe onde está colocado o seu coração.

2.2. Do Livro dos Salmos (Sl 23(22))

O Senhor é meu pastor: nada me falta. 
Leva-me a descansar em verdes prados, 
conduz-me às águas refrescantes 
e reconforta a minha alma.

Ele me guia por sendas direitas por amor do seu nome. 
Ainda que tenha de andar por vales tenebrosos, 
não temerei nenhum mal, porque Vós estais comigo: 
o vosso cajado e o vosso báculo 
me enchem de confiança.

Para mim preparais a mesa 
à vista dos meus adversários; 
com óleo me perfumais a cabeça, 
e o meu cálice transborda.

A bondade e a graça hão-de acompanhar-me 
todos os dias da minha vida, 
e habitarei na casa do Senhor 
para todo o sempre. 

2.3. Breve Comentário

O Salmista vê em Deus o pastor, que tudo provê às suas ovelhas, e que as leva a descansar em verdes prados, as conduz às melhores águas, as guia pelo melhor caminho, as protege de todos os males. É ainda o Senhor que lhes prepara a mesa abundante, as acompanha durante a vida e as quer conduzir à Sua Casa Eterna. Do princípio ao fim, é Deus, e só Ele, quem está em ação, e tudo faz por amor do Seu Nome, porque ama as ovelhas.

Qualquer pessoa de boa vontade pode encontrar nestas palavras um novo vigor. Rezado, cantado, citado em livros, escrito em paredes, este Salmo não deixa ninguém indiferente.

Cada versículo deste Salmo só em Jesus encontra o seu pleno sentido. De facto, Jesus Cristo é o Bom Pastor, que nos conduziu às “águas refrescantes” do Batismo, porta da fé, da graça e da vida eterna. Jesus guia a Sua Igreja “por sendas direitas”, porque o seu maior desejo é que todos sejam um só rebanho, sob a guia de um só Pastor. Foi Ele que desceu aos vales tenebrosos do pecado e da morte, para procurar a ovelha perdida. É Ele que continua a “preparar para mim a mesa” da Eucaristia, e a perfumar-me a cabeça com o “óleo” do Espírito Santo. Jesus ressuscitado acompanha cada pessoa, especialmente cada cristão, todos os dias da sua vida. O seu maior desejo é fazer-nos habitar na sua casa, essa Luz e Felicidade perfeitas e eternas, que o nosso coração, mesmo inconscientemente, anseia profundamente.

3. Silêncio meditativo e diálogo

O Senhor é meu Pastor…

Independentemente do meu passado, das minhas feridas, dos meus erros e pecados, da minha saúde, da saudade daqueles que já partiram, acredito que não estou sozinho? “Quem tem fé, nunca está só…” (Bento XVI).

Nada me falta!

O que falta na minha vida? Consigo ver que esse vazio que por vezes carrego, e que procuro saciar com bens materiais, comida, bebida, vícios, afetos, é afinal uma profunda sede de Deus? Estou em paz com o meu coração? Acredito que Deus sabe, melhor do que eu, o que me faz falta?

– Leva-me a descansar…

Entendo a necessidade de descanso na minha vida, para poder estar bem, em casa, no trabalho, na Igreja? Encontro descanso na oração? Como vou viver as minhas férias? Levo Jesus comigo? Já vi os horários e locais das eucaristias para esses dias?

– Reconforta a minha alma!

Já senti a profunda paz que a presença de Jesus traz à minha vida?… Sei aceitar também das mãos de Deus os tempos de deserto e aridez espiritual? O que posso fazer para reconfortar os outros?

4. Oração final e gesto familiar

Nesta semana, em casa, de férias, na Igreja, no trabalho, porque não partilhar este salmo com alguém, que intuímos que esteja a precisar de o ler?…

Pai Nosso.

Repositório LECTIO DIVINA
https://bit.ly/2W4uDI6

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.