Centro de Cultura e Formação Cristã: Uma escola de fé à medida de todos

No início de mais um ano pastoral, o Centro de Cultura e Formação Cristã (CCFC) da Diocese de Leiria-Fátima apresenta as suas propostas formativas, especialmente dirigidas aos vários agentes da pastoral e a todos os que desejam aprofundar os seus conhecimentos de fé e teologia.

 

A formação cristã tem sido uma das mais fortes apostas da Diocese de Leiria-Fátima, com múltiplas propostas que permitem acompanhar diferentes ritmos de participação e proporcionar diversos graus de aprofundamento da fé e da doutrina da Igreja.

No início de cada ano, renova-se o convite aos fiéis para que aproveitem essa oferta formativa nos vários modelos possíveis, sempre em atualização e com especial cuidado no tratamento do tema que marca o ritmo pastoral da Diocese. No caso deste ano 2016-2017, será dado particular destaque à temática de Fátima.

 

Escola Diocesana Razões da Esperança

A Escola Diocesana Razões da Esperança (EDRE) será a proposta mais abrangente e adaptada à maioria das pessoas, nomeadamente, os colaboradores dos vários setores da pastoral nas paróquias. Será também a primeira a iniciar, já no dia 27 de setembro, marcando o início das atividades letivas do CCFC.

A sessão inaugural começará pelas 21h00, na aula magna do Centro Pastoral Diocesano, com a  apresentação pública da Exortação Apostólica pós-sinodal “Amoris Laetitia” (A alegria do Amor), recentemente publicada pelo Papa Francisco. A apresentação será feita pelo Bispo diocesano, D. António Marto, e comentada pelo casal Antónia Ribeiro e Tomás Domingues, da equipa da Pastoral Familiar da Cruz da Areia. Seguir-se-á um breve diálogo com os presentes. Ainda nesta sessão, serão entregues os diplomas aos finalistas da EDRE no ano passado e apresentadas as propostas formativas para este semestre, cujas sessões começarão no dia 11 de outubro.

Como habitualmente, a EDRE funcionará às terças-feiras, a um ritmo quinzenal, das 21h00 às 23h00, até 30 de maio. Na primeira hora (21h00-21h50), serão lecionadas duas cadeiras: “Ler o Antigo Testamento hoje” (do curso base), pelo padre Gonçalo Diniz, e “Fátima, escola de fé” (complementar), pela irmã Ana Luísa Castro.

Na segunda hora (22h00-23h00), funcionam diversos grupos, conforme a área de interesse de cada um. No caso dos catequistas, porventura o grupo mais numeroso, poderão aproveitar uma das cinco propostas: Curso de Iniciação de Catequistas; Psicologia do Curso Geral de Catequistas; Catequese Familiar; Catequeses da Fé; e Catequese da Adolescência. O Departamento de Liturgia coordena outras três propostas: Escola de Leitores, Escola de Ministros Extraordinários da Comunhão e Canto Litúrgico. Inclui-se ainda o grupo da Escola do Movimento dos Cursos de Cristandade.

Uma novidade neste ano será a formação intitulada “A alegria do amor. Introdução à exortação apostólica pós-sinodal”, desenvolvida pela Pastoral Familiar. Na continuidade de tema da sessão inaugural, propõe-se uma leitura acompanhada deste documento papal, aprofundando as suas principais linhas orientadores e os seus desafios pastorais.

 

Bíblia e Teologia Cristã

O Curso Geral de Teologia é a proposta mais intensiva e completa do CCFC. Trata-se de um ciclo de estudos que pretende ser “uma sólida introdução ao estudo da Teologia, oferecendo os instrumentos hermenêuticos para a compreensão dos fundamentos bíblicos e sistemáticos do pensamento cristão, com um alcance espiritual e pastoral”. Como refere Pedro Valinho, diretor do CCFC, “aprender Teologia é disponibilizar-se a aprofundar as raízes da tradição cristã que alicerçam a nossa fé e a nossa cultura; ao franquear essa porta, é de esperar encontrar uma herança rica de vida e pensamento que nos ajude a compreender quem somos e o que acreditamos”.

Procurando “adequar essa formação teológica às necessidades dos agentes de pastoral da Diocese” e também motivar novos públicos, o CCFC reformulou este curso, transformando-o no ciclo diocesano de estudos “Bíblia e Teologia Cristã”. Procurou-se, particularmente, “um maior destaque ao estudo bíblico e uma articulação do estudo com temáticas atuais”.

O ciclo reparte-se por quatro anos, em oito semestres, apresentando duas modalidades disciplinares: as disciplinas fundamentais e os módulos interdisciplinares. As primeiras, 2 por semestre em 12 encontros cada, oferecem “uma fundamentação sistematizada para um olhar sobre o mistério de Deus, a sua economia salvífica na história do homem e para uma visão cristã integral da pessoa”. Os segundos, um por semestre, em três sessões duplas, proporcionam uma “abordagem teológica articulada, frequentemente em relação com problemáticas contemporâneas”.

Os alunos que completarem com avaliação positiva as 16 disciplinas, num prazo máximo de oito anos, terão direito a um Diploma Diocesano. Há também a possibilidade de inscrição como “ouvinte”, sem a avaliação e o referido diploma, recebendo no final um certificado de frequência.

O curso deste ano terá início a 6 de outubro, com duas cadeiras fundamentais, sempre à quinta-feira: “Um Deus que se revela”, pelo padre Gonçalo Diniz, das 19h15 às 20h45, e “A vida como dom: criação e salvação”, pelo padre José Henrique, das 21h00 às 22h30.

Um Deus que se revela

Segundo a tradição bíblica, o crente assume-se, antes de mais, como aquele que vive à escuta da revelação de Deus. Ainda antes de se fazer palavra escrita, a revelação de Deus dá-se no coração e na carne do povo de Israel, no acontecer da história dos patriarcas, dos reis, dos sábios e dos profetas, na vida de um povo que acolhe o Filho e que se abre a todos os que no Filho recebem uma adoção filial. Que palavra é esta em que Deus se revela e que instrumentos temos para que ela chegue a iluminar as nossas vidas? Que língua é esta em que Deus fala e como chegamos a discernir a sua presença na Palavra?

A vida como dom: criação e salvação

O que é o homem? Que sentido tem a sua vida? A resposta da tradição bíblica coloca este mistério diante do Mistério de Deus, com a intuição de que apenas neste confronto se há de iluminar a verdade plena sobre a vida. Nas narrativas da criação, o homem encontra a sua verdade diante do olhar de Deus, descobre-se à imagem, como que à semelhança do Criador. No Cristo, esta imagem cumpre-se na plenitude e ele oferece-se, portanto, como chave de entrada no mistério do homem que «só no mistério do Verbo encarnado se esclarece verdadeiramente» (GS, 22). Mesmo se esta imagem do Criador presente no homem é distorcida pelo pecado, ela é restabelecida pela graça de Cristo, num caminho entre o “já” e o “ainda não” até à consumação escatológica.

O módulo interdisciplinar deste semestre tem como tema “O Cristianismo como estilo? A fé como chave-de-leitura”, com “várias vozes” a ajudar os participantes a encontrar caminhos de resposta.

 

Encontros da Espera

Uma outra proposta para este ano será um ciclo breve de conferências, de entrada livre, intitulado “Encontros da Espera”. Com o tema geral “Fátima, sinal de esperança”, constará de duas conferências, nos dias 9 e 16 de dezembro, às 21h00, no Centro Pastoral Diocesano.

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.