“Palavra ao Doente” na peregrinação de outubro

Querido irmão e querida irmã que te encontras doente: ao longo destes anos em que sou Bispo desta Diocese, distribuí muitas vezes a Sagrada Comunhão aos peregrinos doentes. Vi muitos rostos sofredores, mas que transmitiam uma grande confiança no Senhor.

Muitas vezes me comovi, porque me senti fortalecido pelo testemunho de uma fé grande vivida no sofrimento; senti-me amparado pela oração e entrega de vida de tantos e tantas; outras vezes interrogava-me a mim mesmo: porquê este sofrimento tocou àquele ou àquela e não a mim? Porquê?

Quantas vezes desejei dirigir uma mensagem aos doentes ou dizer obrigado, pessoalmente, a cada um/a de vós, por quanto sustentais a Igreja. Mas faltavam-me as palavras e a coragem. É tão difícil falar sobre o sofrimento e a quem sofre! Agora chegou o momento. Hoje, no encerramento do centenário das aparições de Nossa Senhora, não podia, de modo algum, deixar de vos dirigir uma palavra pessoal.

Em primeiro lugar, uma palavra de gratidão, em nome da Igreja e no meu pessoal, por quanto a vossa entrega, unida à entrega de Jesus, sustenta o trabalho e as canseiras apostólicas de quem vive para difundir o evangelho no seguimento de Jesus.

Vós escreveis, com as vossas lágrimas e dores, o evangelho do sofrimento que consiste em fazer bem a quem sofre e a fazer bem com o próprio sofrimento. Olhando para vós, que procurais viver na fé o mistério do sofrimento, tornais-vos memória viva de Cristo que se entregou por nós. O vosso exemplo e testemunho ensina-nos, a nós que ainda temos força, a aprender a viver os limites e os fracassos amparados em Jesus e na sua e nossa Mãe, a Virgem Maria, e no apoio fraterno de uns aos outros.

Em segundo lugar, deixo-vos uma palavra de encorajamento, aquela mesma palavra de consolação e conforto que Nossa Senhora deixou à Irmã Lúcia: “E tu, sofres muito? Não desanimes, eu nunca te deixarei. O Meu Coração Imaculado será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus”! Tem sido esta, ao longo destes cem anos, a esperança maior de Fátima: o Coração Imaculado da Mãe não deixa que a solidão seja vivida como abandono.

Querido irmão e querida irmã que te encontras doente: peço ao Senhor presente na Eucaristia, que a bênção que Ele deu ao mundo, precisamente há cem anos na visão do milagre do Sol, desça hoje sobre o teu corpo, o teu coração, a tua mente, a tua alma e te infunda a paz e a fortaleza que prometeu. Ámen!

† António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

Receba as notícias do SÍNODO em tempo real

Pode, ainda, escolher quais as notícias que quer receber: destaques, lectio divina, catequese, da sua paróquia…

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Leia esta e outras notícias na...

Escrito por:

Partilhar / Print

Share on facebook
Share on twitter
Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.


Obrigado a quem nos ajuda!

Estes são os nossos mais recentes benfeitores:

Se quiser fazer o seu donativo...

Por Multibanco:

Entidade: 21 800
Referência: 351 617 062
Valor: (*)

Obs:
* o mínimo permitido com esta referência é de 10,00€
Os donativos feitos por esta via não permitem identificar o remente.
Se não pretenderem anonimato, devem enviar um email ou sms a informar a oferta: 
gic@leiria-fatima.pt