Museu de Arte Sacra e Etnologia conquista certificação

O Museu de Arte Sacra e Etnologia (MASE), do Instituto Missionário da Consolata, em Fátima, foi um dos 26 bens culturais do Médio Tejo a conquistar a certificação internacional da Herity.

O anúncio foi feito numa cerimónia realizada no Convento de Cristo, em Tomar, no passado dia 1 de novembro.

A Herity é uma organização mundial, criada em 2002, com sede em Roma, reconhecida pela UNESCO para a avaliação e certificação da qualidade na gestão do património cultural. O processo de avaliação e de certificação inclui uma análise da gestão patrimonial e do valor cultural dos sítios, da sua conservação, das informações transmitidas ao público e da qualidade dos serviços prestados. Dentro dos níveis de classificação de 1 a 5, o MASE obteve o nível 4 em “relevância”, 4 em “conservação”, 3 em “comunicação” e 3 em “serviços”.

Desta forma, o Médio Tejo será uma das três regiões do mundo, a par de Lázio, na Itália, e do norte do Brasil, com o reconhecimento da certificação da Herity.

A proposta desta certificação partiu do município de Ourém, no âmbito do projeto “Afirmação Territorial do Médio Tejo”, da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, apresentada com uma outra candidatura para o Centro Histórico de Ourém.

A certificação agora obtida estará patente ao público na receção do MASE. A classificação é válida para os anos 2014-2016, altura em que será feita nova avaliação da qualidade atingida.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress