Mensagem de D. António Marto para vivermos uma Quaresma “diferente”

“A Quaresma de 2016 não pode ser simplesmente como as anteriores”, escreve o Bispo de Leiria-Fátima na abertura da sua mensagem quaresmal deste ano,  a que deu o título de “Caminhos de Misericórdia”. Citando a mensagem do Papa Francisco para este tempo de preparação para a Páscoa, aponta depois algumas “propostas concretas”: a escuta da Palavra, o sacramento da Reconciliação e a prática das Obras de Misericórdia.
O contributo penitencial deste ano será para ajuda às grávidas, num serviço coordenado pela Cáritas Diocesana.

  

Escuta da Palavra

A primeira proposta para esta Quaresma é a escuta da Palavra de Deus, para “descobrir o rosto misericordioso do Pai, aprofundar a riqueza da misericórdia e as atitudes correspondentes no nosso estilo de vida e nas relações”.

Uma ajuda nesse sentido é o retiro popular: “Peço encarecidamente a todas as comunidades o melhor empenho na organização desta caminhada espiritual”, escreve D. António Marto.

Outra ajuda é a iniciativa ”24 horas para o Senhor”, nos dias 4 e 5 de março, momento que “deverá ser bem preparado para que tenha qualidade e envolvência de grupos e movimentos das comunidades”.

 

Sacramento da Reconciliação

Outra proposta do Papa reforçada pelo Bispo diocesano é a valorização do sacramento da Reconciliação, para a redescoberta da sua importância como “o momento e o lugar em que experimentamos a compaixão de Deus do modo mais direto, mais imediato, mais íntimo e mais concreto e recebemos o dom do perdão”.

Colocando o acento “na confiança na graça do perdão”, D. António recomenda que “na catequese e na pastoral deve-se evidenciar que se trata de um sacramento da cura e, por isso, da alegria: a alegria do perdão, do regresso à casa do Pai, da cura das feridas interiores, da reconciliação com Deus e com os outros, de reencontrar e aprofundar o gosto do bem, de readquirir a serenidade e a paz interior, de progredir no caminho da conversão”. Nessa linha, “a atitude dos ministros do sacramento – os confessores – deve ser a de um pai”, manifestando “um acolhimento cordial, compassivo, paciente e respeitador da dignidade e da história pessoal de cada penitente”.

 

Contributo penitencial para ajuda às grávidas

Como “gestos concretos”, os melhores são as Obras de Misericórdia, que importa conhecer e praticar, não como “uma devoção”, mas sim “concretização de como os cristãos devem pôr em prática o espírito de misericórdia”.

Nesta perspectiva, o Bispo diocesano anuncia que “o contributo penitencial desta Quaresma se destina a uma iniciativa de apoio social e económico a grávidas em dificuldade, que vamos implementar na nossa diocese através da Cáritas Diocesana”. Isto porque “não basta lamentar-se da chaga do aborto; são precisas iniciativas concretas para prevenir”.

A mensagem termina com a ligação ao tema mariano deste ano pastoral, com D. António Marto a convidar todas comunidades a prepararem bem a Peregrinação Diocesana a Fátima, no dia 13 de março.

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.