Marrazes depediu-se dos padres Augusto Gonçalves e Marco Brites

A Praça de São Tiago, nos Marrazes, recebeu uma Missa campal, no domingo 28 de agosto, que juntou centenas de fiéis de todos os lugares da paróquia, com vista à despedida dos padres Augusto Gonçalves e Marco Brites, respetivamente, pároco e vigário paroquial.

Sete, segundo o pároco, o número bíblico da perfeição, foram os pontos da mensagem de despedida, deixada durante a Eucaristia, aos paroquianos. “Agradeço a toda a comunidade e a todos os voluntários; contem com a minha amizade, não fiz distinção de ninguém. A paróquia dos Marrazes fica muito bem servida com os novos padres. Eu estava em Leiria de cima, agora vou para Leiria de baixo” referiu o pároco, que não se cansou de agradecer aos que “ofereceram um pouco da sua vida”. E lembrou: “ser comunidade hoje é difícil, mas é necessário. Há 13 anos não vim para mandar, mas para amar. Que critérios hoje aceitamos: materialista ou espiritual? Algum dos presentes viu um orgulhoso ser feliz?”. Três outros foram os critérios por si referidos na passagem pelos Marrazes: “o diálogo, a proximidade e o respeito”. Com recados para dentro da Igreja, o padre Augusto referiu estarmos num “cristianismo demasiado tradicionalista” e a necessidade de “sermos novidade e diferentes; precisamos de um mundo muito mais humano e mais próximos uns dos outros”.

Também o padre Marco Brites dirigiu à comunidade dos Marrazes uma mensagem de “obrigado por ao longo destes nove anos me terem ajudado a crescer como homem e como padre”.

No final da Eucaristia, foi entregue a ambos um livro de dedicatórias, por uma catequista que leu também uma mensagem de agradecimento de toda a paróquia.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress