Marinha Grande retoma celebrações com o povo

As últimas notícias e os números positivos da evolução da pandemia, associados ao bom tempo e às imagens do desconfinamento, deixam o nosso coração menos aflito. E é com enorme alegria que voltaremos a celebrar com a presença do povo de Deus.

Todos sabemos o quão estranhas e exigentes foram as últimas semanas. E sabemos bem as saudades que temos de estar juntos a celebrar a nossa Fé.
As últimas notícias e os números positivos da evolução da pandemia, associados ao bom tempo e às imagens do desconfinamento, deixam o nosso coração menos aflito. E é com enorme alegria que voltaremos a celebrar com a presença do povo de Deus.

No entanto, recordemos as palavras do santo Padre há umas semanas que referia a importância da obediência às autoridades de saúde. Recordemos ainda que apesar de já não pesar sobre nós o estado de emergência, mantém-se o estado de calamidade.
A nossa cidade foi exemplar na forma como se comportou nestas semanas e precisamos de o continuar a ser.
Infelizmente ainda muito nos falta para regressar aos hábitos que nos enchem o coração e aquela proximidade que tanta falta nos faz.

Deste modo, seguindo as recomendações da Direção Geral de Daúde e da Conferência Episcopal, vamos retomar no próximo fim de semana 30 e 31 as celebrações com a presença do povo de Deus.
Inevitavelmente haverá várias restrições e indicações a ter em conta, nomeadamente:

  • As pessoas de grupos de risco ou que estejam doentes devem ficar em casa.
  • O número de pessoas por celebração é de cerca de 100 pessoas, quer na igreja Paroquial da Marinha Grande, quer na igreja de Picassinos.
  • O uso obrigatório de máscara.
  • A desinfeção obrigatória das mãos com gel à entrada e no momento da comunhão.
  • Os lugares a ocupar estão devidamente marcados.
  • Haverá, em cada Eucaristia, uma equipa de acolhimento que dará as indicações práticas.
  • As igrejas abrem 30 minutos antes de cada Eucaristia.

No que diz respeito à nossa paróquia, a equipa de padres, deseja muito que impere o bom senso e a cautela. É certo que temos saudades da Eucaristia, de visitar o sacrário, de estar juntos. Mas é verdade que estas semanas, em que sentimos a “normalidade da nossa Fé” virada do avesso, nos desafiaram. Tem sido um espanto o crescer das nossas “Igrejas domésticas”, a oração que se tornou tão mais especial, as iniciativas dos meninos da catequese… Muitos paroquianos diziam ter sido uma grande surpresa o tríduo pascal. Pela primeira vez viram na “fila da frente” e viram pormenores que nunca antes tinham conseguindo contemplar. E em abono da verdade, a avaliar pelos dados das transmissões o nosso tríduo foi muito mais participado que habitualmente.

Pensamos por isso, que apesar desta pequenina abertura das regras, mas sendo ainda tempo de cuidado para com a saúde pública, esta pode ser uma oportunidade de ouro para continuar a encontrar este Jesus não apenas no íntimo do nosso coração, mas no coração da nossa casa, da nossa família. Deus arranja sempre forma de chegar até nós, com pandemia ou sem pandemia.

Para já o plano que assumimos passa pelo seguinte: o número de celebrações possíveis nos espaços maiores para que mais pessoas possam participar. Alguns verão outras paróquias com mais celebrações e grandes aberturas. No nosso contexto, procurando a prudência e os devidos cuidados que nos são exigidos, pensamos que tanto a Igreja Paroquial como a igreja de Picassinos reúnem as melhores condições.
Recordamos também que para já, após cada celebração será necessário fazer o arejamento e limpeza/desinfeção dos espaços, o que naturalmente implica um grande esforço, assumido pelas comissões.

Como anunciado teremos este sábado missa na igreja Paroquial às 19h00, e no domingo em Picassinos às 09h30 e na igreja Paroquial às 11h00 e às 19h00.
Para já mantemos transmissão para as redes sociais da eucaristia das 11h00 de domingo como é hábito. À terça-feira e à quinta-feira teremos missa na Igreja Paroquial às 19h00 e à quarta-feira transmitiremos a partir da casa paroquial para o facebook, para permitir que as pessoas que não podem sair de casa possam participar na Eucaristia. Quanto às intenções de missas, podem ser feitas no cartório, por telefone ou pela página de internet da nossa paróquia.

Tudo isto será ajustado mediante dois fatores importantes:
O regresso ao trabalho do padre Patrício, assim que os médicos aconselharem nesse sentido;
e o evoluir da situação da pandemia, com as normas da DGS e da Conferência Episcopal.

Aceitemos o desafio de viver este tempo de forma especial. De uma maior proximidade.
Aproxima-se o Pentecostes, e recordamos uma Igreja fechada em casa, pequenina e tão incerta do seu futuro, mas que se vai abrindo à ação do Espírito Santo. Certamente que todos nos identificaremos este ano com essa Igreja primitiva, sobretudo no encontro com Deus.

Leia esta e outras notícias na...

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.