Lectio divina para o Domingo de Pentecostes, Ano A

Na oração Coleta do Domingo de Pentecostes, encontramos a afirmação de que Deus santifica a Igreja no mistério do Pentecostes.
http://lefa.pt/?p=52879

«Soprou sobre eles»

Breve introdução

Na oração Coleta do Domingo de Pentecostes, encontramos a afirmação de que Deus santifica a Igreja no mistério do Pentecostes. O Espírito Santo é, de facto, o Santificador da Igreja. A oração continua com a súplica sobre a Igreja para que aconteçam, nos corações dos fiéis, os mesmos prodígios de outrora, quando o Espírito impeliu os apóstolos a anunciarem Cristo e a serem portadores dos seus dons. Aconteceram curas, libertações, conversões, e toda a espécie de Graça de Deus foi derramada na Igreja, desde os primeiros tempos, pela ação do Espírito Santo. Deste modo, somos chamados hoje, e incessantemente, a orar assim, de modo simples, mas com poder: “Vinde Espírito Santo!”

  1. Invocação

Vem, Espírito Santo, renovar o meu viver,
vem moldar todo o meu ser.
Vem, Espírito Santo!
Toca o coração do Teu povo
e torna-nos num vaso novo.
Enche-nos de Ti e do teu Amor.
Dá-nos o que mais precisamos,
a Tua doce paz procuramos.
Em Ti vamos louvar a Jesus e ao Pai.
Ámen.

2. Escuta da Palavra de Deus

2.1. Vamos escutar uma passagem do Evangelho de João (Jo 20,19-23)

Nesta sua aparição, Jesus, que é Deus, sopra sobre os discípulos e renova-os, torna-os novas criaturas. Nasce a Igreja, a nova Jerusalém, o novo Israel, o novo Povo de Deus. O Espírito Santo vem transformar o medo na alegria e na paz, tão necessárias para que os discípulos assumam a sua missão de continuadores da obra salvífica de Jesus.

Leitura do Evangelho de João (Jo 20,19-23)

«Na tarde daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas da casa onde os discípulos se encontravam, com medo dos judeus, veio Jesus, apresentou-Se no meio deles e disse-lhes: “A paz esteja convosco». Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor. Jesus disse-lhes de novo: «A paz esteja convosco. Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós». Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo: àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos”».  

 (momento para ler de novo em silêncio e interiorizar a Palavra de Deus. Ter atenção ao texto em negrito: o que me diz?)

2.3. Breve comentário

Depois da morte de Jesus, os discípulos tiveram medo. O medo acobarda, intimida e coloca o homem, na encruzilhada da vida, a decidir diante daquilo que teme: render-se ou enfrentar. Os discípulos estavam rendidos. De alguma forma tinham também eles morrido com Jesus. Mas Ele ressuscitou. Jesus “soprou sobre eles” e, como sucedeu com aquele sopro da criação divina no Génesis, surgem novas criaturas. Jesus devolve-lhes a vida, renova-os. O medo foi vencido. Agora reina a alegria e paz, frutos do Espírito, que impulsiona os discípulos a abrirem as portas fechadas por causa do medo. Na liberdade de filhos de Deus e discípulos do Senhor, os discípulos podem, agora, realizar as mesmas maravilhas que Jesus realizou e anunciar: Ele está vivo!

  • Silêncio meditativo e diálogo

«… estando fechadas as portas da casa onde os discípulos se encontravam, com medo dos judeus, veio Jesus, apresentou-Se no meio deles»

As portas fechadas. O medo por causa dos outros… e vem Jesus, que se apresenta no meio deles.

– Que portas fechadas tenho na minha vida, por causa dos meus medos, principalmente medos relacionados a pessoas? Preocupo-me com o que dizem de mim? Percebo que Jesus se apresenta diante de mim quando tenho medo?

«‘A paz esteja convosco’. Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado».

A paz bíblica é sinónimo de salvação. A salvação apresenta-se com Jesus. Jesus mostra as mãos e o lado, sinais concretos de que é Ele mesmo. Sinais tangíveis e sensíveis de uma salvação que custou o seu sangue e pagou-nos a dívida do nosso pecado. Sacramentos de um Deus que se fez Homem para salvar a humanidade.

– Sinto, na minha vida espiritual, a graça dessa Paz (salvação) da qual fui beneficiado por Jesus? Na minha relação (eucarística) com Ele, toco as suas chagas como quem toca um tesouro?

 «Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós».

Jesus envia os discípulos assim como Ele foi enviado pelo Pai. Trata-se de uma missão divina confiada aos homens.

– A minha relação (Eucarística) com Jesus leva-me a sair de mim e ir ao encontro dos outros? Tenho assumido a minha adesão a Cristo também como uma missão de levar aos outros a mesma graça que recebi?

«Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo».

O sopro, o vento que sopra onde quer; o Espírito Santo leva o medo e eleva a alma. Nascem novos discípulos, naquele sopro santo.

Invoco todos os dias o Espírito Santo? Em tudo o que faço, antes do meu trabalho ou de qualquer coisa, digo: “Vem, Espírito Santo!”?

«a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados»

O perdão é essencial. Perdoar a alguém não é esquecer o erro da pessoa, mas é ligá-la de novo … é colocar-se pronto para fazer o bem sem olhar a quem.

– Tenho que perdoar a alguém?

  • Propósito e oração final

A partir desta palavra proponho-me a:

– Invocar todos os dias o Espírito Santo: «Vem, Espírito Santo!»

– Perdoar

– Ir ao encontro de quem precisa.

Oração:

Senhor Jesus, eis-me aqui, diante de Ti.
Enche-me do Teu Santo Espírito.
Abre todas as portas fechadas,
por causa do medo e do pecado.
Vem, Espírito Santo!
Dá-me os teus dons,
para que eu possa abrir as portas, sair de mim
e ir ao encontro do outro, de quem precisa.
Que eu saiba mostrar as minhas mãos
e estar ao lado daqueles que precisam da mesma paz;
da Paz que recebi do sopro santo de Jesus,
naquela feliz tarde, que se renova todos os dias na minha vida.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo …

Repositório LECTIO DIVINA
https://bit.ly/2W4uDI6
O módulo não pode ser fornecido porque o conteúdo solicitado não é (por mais tempo) acessível. Entre em contato com o administrador para obter acesso.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress