Lectio divina para o 18º Domingo do Tempo Comum (Podcast)

Descarregue o podcast da Lectio Divina no seu telemóvel e faça a sua reflexão em qualquer lugar e a qualquer hora...

Texto: Pedro Viva, P.
Vozes: Sílvia Malta e Pedro Figueiredo

O amor de Deus que se faz Pão: do espanto à gratidão

Lectio divina para o XVIII Domingo do Tempo Comum – Ano B, 1.8.2021

Introdução

O texto do Livro do Êxodo, que escutaremos como primeira leitura neste domingo XVIII do Tempo Comum, é uma oportunidade que temos de dar graças a Deus pelos benefícios que d’Ele recebemos e louvar o Senhor por tudo aquilo que nos dará. A bondade de Deus completar-se-á no dom do Seu Próprio Filho, Pão vivo descido do Céu, para dar a vida ao mundo, prefigurado no Maná do deserto. É esse dom que recebemos em cada Eucaristia.

Palavra de Deus (Êxodo 16, 2-4.12-16)

Vamos escutar uma passagem do Livro do Êxodo

Naqueles dias,
toda a comunidade dos filhos de Israel
começou a murmurar no deserto contra Moisés e Aarão.
Disseram-lhes os filhos de Israel:
«Antes tivéssemos morrido às mãos do Senhor na terra do Egipto,
quando estávamos sentados ao pé das panelas de carne
e comíamos pão até nos saciarmos.
Trouxestes-nos a este deserto,
para deixar morrer à fome toda esta multidão».
Então o Senhor disse a Moisés:
«Vou fazer que chova para vós pão do céu.
O povo sairá para apanhar a quantidade necessária para cada dia.
Vou assim pô-lo à prova,
para ver se segue ou não a minha lei.
Eu ouvi as murmurações dos filhos de Israel.
Vai dizer-lhes:
‘Ao cair da noite comereis carne
e de manhã saciar-vos-eis de pão.
Então reconhecereis que Eu sou o Senhor, vosso Deus’».
Nessa tarde apareceram codornizes,
que cobriram o acampamento,
e na manhã seguinte havia uma camada de orvalho
em volta do acampamento.
Quando essa camada de orvalho se evaporou,
apareceu à superfície do deserto uma substância granulosa,
fina como a geada sobre a terra.
Quando a viram, os filhos de Israel perguntaram uns aos outros:
«Man-hu?», quer dizer: «Que é isto?»,
pois não sabiam o que era.
Disse-lhes então Moisés:
«É o pão que o Senhor vos dá em alimento».

Meditação

É o pão que o Senhor vos dá em alimento, responde Moisés ao povo admirado. 

Este episódio crucial na vida e na identidade de Israel, que dele fará para sempre memória, manifesta o profundo amor de Deus pelo seu Povo, que libertou do Egipto, da casa da escravidão. 

Se nos identificamos com Israel nos sentimentos e atitudes, em tantos momentos: 

– no desejo de desistir e voltar atrás; no preferir as nossas seguranças frágeis em vez dos horizontes de liberdade; no permanecer num comodismo de escravos em vez de arriscar a liberdade de filhos; na ganância do ter em vez da confiança na liberalidade de Deus…

Não menos devemos deixar de ver como o agir de Deus para com o Povo de Israel é o mesmo modo misericordioso com que Deus nos trata:

– quer-nos filhos e não escravos; não se limita a dar-nos o pão que nos sustenta, mas oferece-nos razões de viver e esperar; educa-nos à caridade e a sermos agradecidos; a sabermos esperar d’Ele não apenas o pão, mas também a Palavra, que é o Seu Filho, com que nos sacia as fomes mais profundas.

Nos desertos da vida saibamos crescer na fé e confiança, na certeza de que Deus providenciará.

Oração

E na confiança de filhos, rezemos como Jesus nos ensinou: 

Pai-nosso…

OUVIR
https://anchor.fm/leiria-fatima
DESCARREGAR
http://l-f.pt/podlec

Esquemas alternativos em texto: https://lectio.leiria-fatima.pt

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.