Jornal Presente vai fechar no final deste ano

E ao fim de quase seis anos de existência o jornal Presente Leiria-Fátima vai publicar o seu último número no dia 27 de dezembro. 

Esta decisão, que deixa a Diocese sem meio de informação impresso, foi tomada oficialmente pelo Bispo após prolongada ponderação, análise de dados financeiros e auscultação dos diversos órgãos consultivos da Diocese, tais como “o Conselho Diocesano para os Assuntos Económicos, o Colégio de Consultores, representantes do Conselho Pastoral e do Conselho Presbiteral bem como os responsáveis da Fundação Signis que suporta institucionalmente o jornal”.

Embora seja evidente o pesar por se abandonar um projeto que, desde o início, mereceu o carinho de todos os diocesanos e, sobretudo dos seus leitores, as dificuldades de tesouraria e a acumulação do défice ao longo da existência do jornal, foram as razões que levaram a esta decisão. A estas razões económicas, juntar-se-ão razões de ordem moral que derivam da necessidade de gerir os bens da diocese de acordo com os valores da justiça e da equidade.

De acordo com o comunicado do cardeal D. António Marto, e sendo certo que esta situação irá afetar “uma determinada faixa de assinantes já habituados a ele (…), a comunicação passará a ser feita através dos meios digitais, estando prevista uma forma de informação que possa ser impressa em casa ou nas comunidades de modo a incluir nos destinatários aquelas pessoas que não têm acesso às plataformas de comunicação informática”.

Comunicado

Publicamos o comunicado na íntegra, que também pode ser acedido por aqui: https://goo.gl/Dkj1aV

Caros Diocesanos
Sabemos todos que a comunicação social, tão importante na sociedade atual e na Igreja, está a passar por um grande processo de transformação com os novos meios tecnológicos para difundir notícias, artigos de opinião, análises e tomadas de posição sobre a realidade do nosso tempo. A inevitável mudança na comunicação chega também à Igreja e até nós.
Quando, em 2006, cheguei a esta Diocese, fui confrontado com a situação de termos dois jornais eclesiais, que constituíam um pesado encargo económico difícil de sustentar. Recordo que, desde os inícios da década de ’90, nos diversos órgãos diocesanos se questionava a existência de dois semanários numa diocese com poucos recursos como a nossa.
Depois de ouvir o Conselho Presbiteral e o Conselho Diocesano para os Assuntos Económicos, que se pronunciaram no sentido de se manter apenas um órgão de comunicação diocesano, em 2012, nomeei uma comissão com a tarefa de avaliar a situação dos dois jornais e de elaborar um plano de remodelação dos meios de comunicação da Diocese.
Esta comissão concluiu ser necessária uma remodelação substancial dos meios de comunicação, de modo a procurar sustentabilidade económica e a renovar a forma de comunicar. Foi proposto que se encerrassem os dois jornais existentes, criando um novo jornal, centrado no campo eclesial. Estabeleceu-se um prazo de 5 anos para verificar se este novo órgão poderia ser financeiramente sustentável.
O jornal «Presente», que teve início em maio de 2013, cumpriu claramente, no campo da comunicação, os objetivos que tinham sido assumidos e prestou um bom serviço à Diocese, através de uma imagem renovada e de conteúdos bem elaborados. Foi, sem dúvida, um bom meio de informação e comunicação que ajudou muitas pessoas a sintonizar com a Igreja diocesana.
No entanto, durante estes 5 anos de atividade, o Jornal apresentou sempre um pesado saldo negativo, resultado dos inevitáveis encargos financeiros e das reduzidas receitas que conseguiu garantir, não obstante terem sido feitas inúmeras iniciativas que não obtiveram o resultado desejado, entre as quais uma campanha de assinaturas nas paróquias e a passagem da edição de semanal a quinzenal.
Desta forma, não sendo possível durante mais tempo sustentar uma estrutura com um défice muito acima do que a Diocese consegue suportar financeiramente, foi consultado o Conselho Diocesano para os Assuntos Económicos, o Colégio de Consultores, representantes do Conselho Pastoral e do Conselho Presbiteral bem como os responsáveis da Fundação Signis que suporta institucionalmente o jornal. Tendo em conta os elevados encargos associados à sua publicação, a queda de assinaturas, o facto de se usar cada vez mais a informação digital, e face à atual situação financeira da Diocese, foi decidido encerrar, no final do próximo mês de dezembro, o jornal «Presente Leiria-Fátima».
Estamos conscientes de que a falta do jornal vai afetar uma determinada faixa de assinantes já habituados a ele, aos quais pedimos benévola compreensão. Todavia, a comunicação passará a ser feita através dos meios digitais, estando prevista uma forma de informação que possa ser impressa em casa ou nas comunidades de modo a incluir nos destinatários aquelas pessoas que não têm acesso às plataformas de comunicação informática.
Em meu nome pessoal e em nome da Diocese agradeço muito reconhecidamente a todos aqueles que ao longo destes anos colaboraram neste projeto de comunicação e dedicadamente se empenharam para que ele pudesse integrar-se na missão evangelizadora da Igreja. Espero que a nova forma de informação digital possa corresponder também a esta missão evangelizadora e possibilite sintonizar com a Igreja diocesana.

Leiria, 12 de novembro de 2018
† António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.