Janela sobre a Missão: 10 anos de Geminação com o Sumbe

Estamos a passar a data da assinatura do protocolo de geminação que foi em 25 de março de 2006. Apenas foi tornada pública uns dias mais tarde, mas esta data recorda-nos que este compromisso assumido entre as duas dioceses, de Leiria-Fátima e do Sumbe, já foi assumido há dez anos.

No protocolo de geminação estava o prazo “dez anos renováveis”. Estes dez anos foram assumidos e cumpridos. Com falhas, certamente, com pontos mais ou menos cumpridos, com muita gente envolvida e com um testemunho à Igreja e ao Mundo de que a fé não tem fronteiras e a missão é de todos e para todos.

Na minha recente deslocação a Angola, pude acompanhar, de perto, os últimos passos dados até então. A missão avança, com as dificuldades próprias do terreno e dos tempos que vivemos, mas fazendo memória dos passos dados, sentimos que valeu a pena e continua a valer a pena que a mensagem de Cristo se torne em gestos concretos. Valeu e continua a valer a pena cada ajuda, cada contributo.

Há mudanças e contributos que fazem a diferença nas vidas daqueles que usufruem delas. Há vidas que são seguramente diferentes pelo facto de haver missionários que foram até ao Gungo e que estão no Gungo.

Podemos dizer que o compromisso está a ser cumprido. A missão tem sempre mais etapas a cumprir. Bem haja a todos os que têm colaborado com a sua costela missionária e com o contributo das suas vidas. Isso é testemunhar a ressurreição de Cristo e mostrar que Ele está vivo.

Termino com o convite a todos para uma sessão de apresentação da missão e do grupo Ondjoyetu, no dia 9 de abril, às 21h00, no Seminário de Leiria.

2016-04-05 missao1

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress