Festa da Cruz da Areia envolve os dinamismos da comunidade

A paróquia da Cruz da Areia celebrou, nos passados dias 5, 6 e 7 de julho, a festa da sua padroeira, a Rainha Santa Isabel de Portugal.

Este ano a cargo dos catequistas da adolescência, os festejos tiveram início, na sexta-feira, pelas vinte e uma horas, com a Eucaristia seguida da Procissão das velas. Depois, o convívio continuou com serviço de bar, quermesse, a barraca da amizade, música e, este ano, com uma novidade as “raspadinhas”.

No dia seguinte, sábado, os festejos continuaram tendo contado também com o serviço de restaurante, dinamizado pelos escuteiros.

O ponto mais alto das festividades foi atingido no domingo com a Eucaristia, presidida pelos padres Gonçalo e Fábio, seguida de procissão, que contou com uma assembleia bastante numerosa, com os andores, a relíquia e a imagem da padroeira, acompanhada pela filarmónica da paróquia da Caranguejeira, terminando com a bênção no exterior da igreja.

De salientar este ano, também a presença e um grupo de pessoas da Paróquia de Amor, com a sua bandeira a integrar a processão, em sinal da geminação estabelecida há um ano com esta paróquia. Na procissão, esteve também presente a bandeira da Comunidade de São Romão e Guimarota, que agora integra a nossa comunidade. Várias pessoas que fazem parte desta comunidade marcaram presença durante os três dias, o que foi um sinal de comunhão e de esperança para a nova etapa que estamos a iniciar em conjunto.

Para que tudo isto tenha sido possível, muita gente teve de ser mobilizada. Por isso, a comissão agradece a todos aqueles que, de uma forma ou de outra, contribuíram para que festa tenha sido uma realidade e todos aqueles que nela tentaram imprimir um são ambiente.
Saibamos seguir o exemplo de generosidade, partilha e pacificidade de Santa Isabel!

Com a ajuda dos jovens e da catequese

O Grupo de Jovens da Cruz da Areia esteve mais uma vez presente na festa da paróquia, mas, este ano, a responsabilidade foi a dobrar, ou a triplicar!

Além da habitual preparação dos prémios da quermesse, rifas e toda a logística e disponibilidade de manter a “barraca” aberta ao longo dos festejos, estivemos também com a barraca das raspadinhas, no bar e na própria comissão de festas, já que vários elementos do grupo pertencem também ao grupo de catequistas que organizou este ano a Festa. Aliado a todos os preparativos antes e durante o evento, este foi um ano de muito trabalho!

Isto tudo foi possível graças à participação de vários elementos dos grupos de catequese do 9º e 10º anos da Cruz da Areia que se juntaram a nós quando lhes lançámos o desafio de estarem presentes na festa da Padroeira. E mais do que estarem presentes, eles foram incansáveis a ajudar todo o fim de semana, sempre guiados pelos nossos membros mais novos no grupo.

Vamos dar lugar agora às arrumações e rescaldos, mas podemos já garantir que foi uma oportunidade chave para reforçar o espírito de grupo e descobrir novos talentos que tanto nos surpreenderam pela dedicação e liderança.

Data significativas de Santa Isabel

  • Ano 1271 (talvez antes), nasce em Saragoça. Não há certeza nem do lugar nem do ano.
  • 16 novembro 1276, seus pais são coroados solenemente como reis de Aragão.
  • 11 fevereiro 1281, faz-se em Barcelona o seu casamento com D. Dinis, por procuração.
  • 24 junho 1282, chegada a Trancoso, com grande festa e celebração das bodas.
  • 10 novembro 1285, morte de seu pai, em Villafranca de Panadés, Aragão.
  • 3 janeiro 1290, nascimento da filha D. Constança, futura rainha de Leão e Castela.
  • 8 fevereiro 1291, nascimento do filho D. Afonso, futuro herdeiro do trono.
  • 9 abril 1302, morte de sua mãe D. Constança de Hohenstaufen, em Barcelona.
  • 18 novembro 1313, morte, aos 23 anos, da filha Constança, rainha de Leão e Castela.
  • Ano de 1324, reconciliação do filho Afonso com o rei D. Dinis.
  • 7 janeiro 1325, morte de D. Dinis, em Santarém, sendo sepultado em Odivelas.
  • 25 julho 1325, peregrina até Compostela e oferece a sua coroa e outras joias a S. Tiago.
  • 2 novembro 1327, morte do seu irmão preferido, o rei D. Jaime II, em Barcelona.
  • 4 julho 1336, morre em Extremoz, sendo sepultada em Coimbra (igreja de S.ta Clara).
  • 15 abril 1516, beatificação em Roma, pelo Papa Leão X.
  • 25 maio 1625, soleníssima canonização em Roma, pelo Papa Urbano VIII.
  • 29 outubro 1677, trasladação do seu túmulo para a igreja de S.ta Clara-a-Nova.

Leia esta e outras notícias na...

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.