Editorial Malaposta* 142

Malaposta é o boletim mensal da paróquia dos Pousos.

E quando cheira a Natal?

Estou quase a dormitar sobre as teclas, depois de querer assinalar, desde já, a importância das semanas que se aproximam, na ótica da temática natalícia.

Estes dias já apareceram eventos vários em agenda, já se falou de presépios, de angariação alimentar, de temáticas catequéticas natalícias, já se reviu a anotação da Festa da Luz, e já se contrataram umas galinholas giras para botarem uns ovos premium. E bem! Somos sortudos porque nos entretemos com qualidade!

Mas continuo a pensar junto destas teclas envelhecidas, como que a querer acolher algo mais.

Desejaria outras coisas. Como por exemplo: acabar com a guerra, a doença ou a fome! Parece que estou a brincar. E desejaria não ter dito, pensado, condicionado, confundido, realizadas… umas quantas coisas pela vida fora, quer a de há muito tempo, quer a de há umas horas! Parece que não estou a brincar. Pois não. Mas também sei que não é brincadeira ter tais desejos; sobretudo porque há “tempo” que não voltará para trás, mesmo que a voz do cantor ecoe até doer.

Que está ao alcance? A contrição. Com ato e tudo. Reaprendi isso há umas semanas. Mas soa-me muito pessoal, particular; não envolve o suficiente; não abraça; não implica olhar; tu não precisas de saber… Mas a contrição é um passo para corajosos; isso é.

Que está ao alcance? A prossecução. Teimar no que se acredita como sendo bom, válido, gratuito, presente… porque tu vales ouro. Prosseguir no que não nasceu de ti; apenas nasceu em ti, porque Alguém aí o gerou (é mais seguro assim). Prosseguir, contornando o impacto de alguma frustração que venha de algum lado.

Qual está ao alcance? A relação. Que seja com Deus, até porque fica bem escrever isso; e fica melhor se sentes isso. E que seja contigo, porque sem “tigo” perco-me ainda mais no “migo”.

Que está ao alcance? Contemplar, sem compor, sem repintar por cima. Contemplar que lá para Belém as coisas se trataram com elevação, requinte e em tons suaves, simples e serenos. Ao alcance? Contemplar e regressar.

* Malaposta é o boletim mensal da paróquia dos Pousos

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress