Dominicanas inauguraram celebração do jubileu em Fátima

Teresa de Saldanha foi declarada Venerável, pelo Papa Francisco, a 15 de dezembro de 2015. Este é o primeiro passo para a sua canonização. No dia nove de Janeiro, na Igreja da Santíssima Trindade, fez-se memória do acontecimento, na Eucaristia presidida pelo Cardeal Patriarca, D. Manuel Clemente, e concelebrada por outros bispos e um grande número de sacerdotes.

 

Teresa Saldanha a caminho da canonização

 Foi este o dia do jubileu de cem anos sobre a partida para Deus de Teresa de Saldanha e da projeção da sua vida, através da Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, que ela fundara há cento e cinquenta anos.

 O dia nove de Janeiro foi um dia repleto de memórias. As irmãs dominicanas estão hoje espalhadas pelos quatro continentes, onde nas suas instituições continuam o ideal de Teresa de Saldanha: Fazer o Bem Sempre.

No auditório do Centro Pastoral Paulo VI, repleto, ressoou o hino a Madre Teresa de Saldanha, composto por João Mota Oliveira, cantado nos quatro continentes, e, ao vivo, por alunos do nosso Colégio e doutras Instituições. Os jornalistas Padre António Rego, Paulo Rocha e Maria Alberta, antiga aluna do externato de S. José e mãe de ex-aluna, testemunharam e manifestaram o seu sentir sobre a obra e a pedagogia do afeto de Teresa de Saldanha.

A dimensão da Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena foi amplamente apresentada através de um DVD gravado nos quatro continentes. Os nossos meninos, num belíssimo coral, ensaiado pelos professores de música, Ana Rita Lopes e Pedro Castelhano, a encerrar a sessão, uniram-se aos meninos de outras instituições cantando o hino a Teresa de Saldanha.

Teresa vive hoje na ação das Irmãs e dos amigos que continuam a sua missão, fazendo o bem sempre: aquecendo o mundo com o calor do coração, cuidando dos mais frágeis e desprotegidos, dos que não têm pão, dos que não têm família, dos que não têm cultura, dos que desconhecem Deus. E daqueles que querem ser educados para a felicidade, nos valores do Evangelho e na pedagogia do afeto, que ela seguiu, a exemplo de Jesus.

 

Quem foi Teresa de Saldanha?

Nascida da nobreza, em 1837, em pleno liberalismo, educada pela sua mãe no amor a Deus e na atenção às periferias existenciais da sociedade, à medida que cresce, Teresa não passa indiferente à miséria de tantas meninas pobres, privadas dos seus direitos e forçadas a servir as famílias de mais recursos, para que as suas pudessem sobreviver. “Rodeada de tudo quanto se pode chamar grande”, Teresa escuta o seu grito de sofrimento e interroga-se: Como poderei eu ser feliz quando tantos crucificados da História vivem ao abandono? Num impulso de misericórdia, decide deixar o palácio e fazer da solidariedade um programa de vida, na dedicação aos mais frágeis da sociedade. Colabora com as Irmãs de S. Vicente de Paulo, no apoio a estas meninase jovens; o seu ideal aprofunda-se quando pensa fundar uma Congregação de Irmãs consagradas a Deus e disponíveis para se dedicarem totalmente às crianças e adolescentes sem recursos. Numa época de perseguição religiosa, esta era uma meta difícil de atingir. No entanto, possuída por uma grande coragem e confiança em Deus, tudo ultrapassa. Fundada a Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, Teresa cria escolas, luta pela dignidade das operárias de fábricas, escravizadas; visita pobres e doentes nos hospitais e nos seus domicílios. Pensava nas muitas necessidades de Portugal mas, na revolução de 1910, sendo perseguida e espoliada de todas as suas obras e bens, decide enviar as irmãs para outros países onde a semente da Fé e do Bem passa a desenvolver-se.

Foi há cem anos que Teresa partiu para Deus. A sua obra não morreu mas cresceu, floresceu como a semente que dá árvores e frutos abundantes.

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.