Dia da Mãe com emoções, nos Marrazes

As leituras e o ofertório estiveram a cargo das crianças da catequese, que também abrilhantaram o momento de ação de graças com um cântico a Maria, enquanto lhe ofereciam uma rosa.

No domingo dia 1 de maio, a igreja paroquial dos Marrazes teve uma celebração diferente. A presidir a celebração do Dia da Mãe, esteve o frei José Pinto, a quem agradecemos por toda a vivência , alegria e entusiasmo durante a celebração.
As leituras e o ofertório estiveram a cargo das crianças da catequese, que também abrilhantaram o momento de ação de graças com um cântico a Maria, enquanto lhe ofereciam uma rosa.

Dia da Mãe com emoções nos Marrazes

Depois, seguiu-se um momento dedicado a Maria Santíssima e a todas as mães. Foi um momento muito sentido, pois quando se é autêntico, verdadeiro e humilde, não se conseguem esconder as emoções.
Transcrevemos a mensagem que foi acompanhada pelo Avé Maria:
“Hoje é o Dia da Mãe. Maria Santissima, damos graças a Deus, porque fez de Ti a nossa Mãe.
Do Teu Sim, veio o Redentor para ser o Nosso Salvador.
Maria deu à luz aquele que ilumina toda a terra, bendita sejas, porque Ela amamentou ao peito, Aquele que nos sacia com o Pão dos Anjos.
Maria, mãe zelosa, maravilhosa, mestre divina, mão que guia, mel que adoça, madrinha protetora, maestrina, majestosa, manhã de sol, manto que nos aquece, mar que tranquiliza, melodia da nossa vida, mensageira de Deus, minimiza as nossas dores, minimiza os nossos sofrimentos, missionária do Amor, modelo de perfeição, modifica o nosso ser, motivadora do perdão, multiplica as nossas alegrias coloca-nos no Teu colo, afaga-nos com o Teu carinho, aconselha-nos, ama-nos, ensina-nos, auxilia-nos, que saibamos seguir o Teu exemplo, aceita-nos.
Lembramos hoje todas as mães…
As presentes e as ausentes…
Mas lembremos de um modo especial, as mães coragem da Ucrânia, perante o cenário de conflito do país, com milhares de mortes e milhões de refugiados.
Este ano não podemos ficar indiferentes aos muitos relatos provocados pela guerra na Ucrânia e feitos por tantas e tantas mães, obrigadas a opções dolorosas para salvarem os filhos dos perigos e porventura da morte.
Porque Jesus partilhou connosco a Sua Mãe, saudemo-la como filhos muito queridos.”

No final, as crianças presentearam todas as mães presentes na Celebração com uma lembrança feita por elas mesmas. Momentos destes ficam guardados no melhor lugar, no coração. E quando se faz as coisas com Amor e por Amor, só podia ter resultados assim.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia