D. António Marto pede para rezar pela Igreja

“Hiroshima é um nome simbólico e, de certo modo, mágico”. Foi com estas palavras que D. António Marto deu início à apresentação da peregrinação aniversária a Fátima. O nome da cidade japonesa foi um dos assuntos principais da conferência de imprensa realizada no Santuário por ser o seu bispo, D. Alexis Mitsuru Shirahama, a presidir à peregrinação.

O bispo anfitrião não quer esquecer esta memória histórica da II Guerra Mundial também pela sua centralidade na mensagem de Fátima como mensagem de apelo à paz e à concórdia entre os povos.

O Cardeal apontou ainda várias efemérides que, por estes dias, estão a ser lembradas e que, de diferentes maneiras, têm relação com Fátima. Lembrou que, dentro de um mês faz cem anos que terminou a Primeira Guerra Mundial e exprimiu a sua gratidão pela canonização, no dia 14 de outubro, do Papa Paulo VI, que tem uma marca forte na história de Fátima, e de D. Oscar Romero, mártir do século XX que, em São Salvador, foi testemunho de uma Igreja que privilegia os mais fracos, pobres e desamparados. 

Uma Igreja atacada por dentro

Um dos pontos fortes da conferência de imprensa abordados por D. António Marto foi o momento conturbado que a Igreja vive na actualidade com o que considera ser “um ataque ignóbil contra a pessoa do Papa, que não passa de uma montagem de contornos políticos, sem fundamento real”. Segundo ele, “há uma oposição que se tornou mais aguda e aguerrida, servindo-se do fenómeno dos escândalos para lançar a culpa sobre a pessoa do Papa”. Nesta linha, a peregrinação deste fim de semana servirá para dar resposta ao pedido de Francisco para intercederem pelo mundo católico. Um pedido que se estende a todos os sectores do mundo actual, onde o “cancro da corrupção” se instalou, juntamente com a “batota no desporto”, o “populismo na política” e a “hipocrisia na Igreja”. Daí que tenha dirigido uma palavra de apreço a todos os que lutam com coragem e determinação num ambiente de pressão de valores contrários.

D. António Marto pede para rezar pela Igreja

“Hiroshima é um nome simbólico e, de certo modo, mágico”. Foi com estas palavras que D. António Marto deu início a apresentação da peregrinação aniversária a Fátima. O nome da cidade japonesa foi um dos assuntos principais da conferência de imprensa realizada no Santuário por ser o seu bispo, D. Alexis Mitsuru Shirahama, a presidir à peregrinação. O bispo anfitrião não quer esquecer esta memória histórica da II Guerra Mundial também pela sua centralidade na mensagem de Fátima como mensagem de apelo à paz e à concórdia entre os povos.

O Cardeal apontou ainda várias efemérides que, por estes dias, estão a ser lembradas e que, de diferentes maneiras, têm relação com Fátima. Lembrou que, dentro de um mês faz cem anos que terminou a Primeira Guerra Mundial e exprimiu a sua gratidão pela canonização, no dia 14 de outubro, do Papa Paulo VI, que tem uma marca forte na história de Fátima, e de D. Oscar Romero, mártir do século XX que, em São Salvador, foi testemunho de uma Igreja que privilegia os mais fracos, pobres e desamparados.

Uma Igreja atacada por dentro

Um dos pontos fortes da conferência de imprensa abordados por D. António Marto foi o momento conturbado que a Igreja vive na actualidade com o que considera ser “um ataque ignóbil contra a pessoa do Papa, que não passa de uma montagem de contornos políticos, sem fundamento real”. Segundo ele, “há uma oposição que se tornou mais aguda e aguerrida, servindo-se do fenómeno dos escândalos para lançar a culpa sobre a pessoa do Papa”. Nesta linha, a peregrinação deste fim de semana servirá para dar resposta ao pedido de Francisco para intercederem pelo mundo católico. Um pedido que se estende a todos os sectores do mundo actual, onde o “cancro da corrupção” se instalou, juntamente com a “batota no desporto”, o “populismo na política” e a “hipocrisia na Igreja”. Daí que tenha dirigido uma palavra de apreço a todos os que lutam com coragem e determinação num ambiente de pressão de valores contrários.

Receba as notícias do SÍNODO em tempo real

Pode, ainda, escolher quais as notícias que quer receber: destaques, lectio divina, catequese, da sua paróquia…

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Leia esta e outras notícias na...

Escrito por:

Partilhar / Print

Share on facebook
Share on twitter
Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.


Obrigado a quem nos ajuda!

Estes são os nossos mais recentes benfeitores:

Se quiser fazer o seu donativo...

Por Multibanco:

Entidade: 21 800
Referência: 351 617 062
Valor: (*)

Obs:
* o mínimo permitido com esta referência é de 10,00€
Os donativos feitos por esta via não permitem identificar o remente.
Se não pretenderem anonimato, devem enviar um email ou sms a informar a oferta: 
gic@leiria-fatima.pt