Bagão Félix defende legislação mais próxima da ética

A ética só ganha verdadeira dimensão quando parte de dentro da pessoa, que se obriga a si mesma a cumprir um código de valores em que acredita. E esse é o exercício que permitirá encontrá-la na economia, na política e noutros âmbitos da vida social. Não existindo, terá de ser a legislação a ir melhorando para a garantir.

Este será um dos resumos possíveis da conferência “Ética e Economia”, proferida por Bagão Félix, no passado dia 9 de junho, no Seminário de Leiria. O economista e político aproveitou para clarificar alguns conceitos essenciais à discussão e foi apontando algumas das características próprias da ética e, especificamente, da ética cristã. Sem “soluções mágicas”, partiu da sua experiência de vida para indicar caminhos possíveis para uma sociedade mais justa e considerou que “estamos no bom caminho, a nível da legislação, para responder aos desafios cada mais exigentes da sociedade de hoje”.

Esta conferência encerrou o ciclo “Escuta-me” deste ano pastoral, promovido pelo grupo Cáritas Jovem, da Diocese de Leiria-Fátima. Mais pormenores sobre o que disse o convidado poderão ser consultados na reportagem alargada que o jornal Presente publicará na edição de 22 de junho.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress