Agrupamento 877 dos Pousos com atividade intensa

No último fim de semana de 28 e 29 de Dezembro, os Lobitos do agrupamento 877 da paróquia dos Pousos realizaram a sua caçada de Natal em Óbidos.

No último fim de semana de 28 e 29 de Dezembro, os Lobitos do agrupamento 877 da paróquia dos Pousos realizaram a sua caçada de Natal em Óbidos. Durante o fim de semana aprenderam com o “Dumbo” que ser diferente pode ser bom, que a diferença pode trazer algo especial e permite aprender com os outros. Como foram bons e ajudaram o novo amigo acabaram a celebrar esta época especial que é o Natal: depois de conhecerem a Vila no jogo de sábado foram celebrar o Natal no domingo, primeiro na Eucaristia e depois fomos até à Vila Natal. Foi uma atividade de alegria e celebração no final deste trimestre de atividades com a Alcateia.

Os Exploradores do nosso Agrupamento também incursaram às Serras, numa atividade envolvente e motivadora. Também a capacidade de confecionar alimentos em ambiente quase selvagem foi um dos objetivos temáticos, realizado com assinalável sucesso.

No domingo, 22 de dezembro, elementos do Agrupamento 877-Pousos estiveram presentes no Centro Sénior do CSPP, na Celebração da Palavra. Esta visita serviu levar a Luz da Paz de Belém a todos no CSPP; Luz que assinala a presença de Deus e o seu amor por todos os Homens neste momento tão especial que é a celebração do Natal. Este momento foi mais um momento de prazer e partilha para todos, mais e menos novos; um especial agradecimento a todos os que no Centro Sénior receberam os escuteiros com tanta alegria e amor e com eles quiseram partilhar este momento.

Os Caminheiros estiveram quatro dias em Janeiro de Cima, Pampilhosa da Serra, em atividade de interação e colaboração com a população. O Chefe da IV (Nuno Dias), Daniela Crespo, Miguel Órfão, João Ribeiro, Simão Gaspar, Patricia Ramalho, Ana Maria Lourenço, Diana Pereira, Félix Bernardino e Tiago Gameiro, saúdam todo o Agrupamento, neste início de ano. E anunciam desde já o regresso às “Janeiras”.

Na Sede prosseguem as obras de construção de um espaço polivalente, em substituição do que foi destruído pelas chamas. Esta é uma fase de obra que, por agora, ainda exclui a reconstrução da casa principal da propriedade: a antiga Casa da Guarda Florestal. Ainda nesta fase, já se programam algumas atividades que permitam angariar mais algum dinheiro para fazer face ao encargo que está cometido ao Agrupamento.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress