Acendei no mundo o fogo da Misericórdia

Homilia da Missa do Dia do Consagrado

 

Acendei no mundo o fogo da Misericórdia

† António Marto

Bispo de Leiria-Fátima

Basílica de Nossa Senhora do Rosário,

2 de fevereiro de 2016

Refª: CE2016B-001

É motivo de particular alegria celebrarmos a festa da Apresentação de Jesus no templo neste dia da reabertura ao culto da Basílica de Nossa Senhora do Rosário com a dedicação do altar – após as obras de restauro – e do encerramento do Ano da Vida Consagrada. Com fraterna alegria saúdo todos os fiéis presentes e, de modo particular, os caríssimos consagrados e consagradas dos vários institutos.

1. Hoje, Jesus quer entrar no templo da nossa vida

O mistério da apresentação de Jesus no templo é cheio de beleza, de ternura e encanto. Contemplemos antes de mais Jesus que, levado por Maria e José, entra pela primeira vez no templo como menino recém nascido para aí ser oferecido ao Pai.

Lendo a cena evangélica mais em profundidade, compreendemos que, naquele momento, é o próprio Deus a apresentar e oferecer o seu Filho Unigénito através de Maria sua mãe que o entrega nos braços do velho Simeão e da profetisa Ana. Os braços de Simeão são os do povo que o acolhe; a sua exclamação é o grito de júbilo de quem descobre no menino a consolação do povo de Israel, a salvação da humanidade e a luz de todos os povos.

Com a procissão de velas queremos significar que a Igreja encontra na fé Aquele que é a luz dos homens e o acolhe para levar esta luz que ilumina a vida dos homens e a história no caminho da verdade e do amor.

Hoje, Jesus quer entrar também no templo da nossa vida, no coração de cada um de nós para acender a chama e o fogo do amor com o seu Espírito Santo.

2. No altar da eucaristia celebramos o dom do amor misericordioso

Nesta festa da apresentação, Jesus convida-nos também a participar na oferta de si ao Pai, que havia de culminar na oferta total da sua vida na cruz pelos homens, como nos lembra a carta aos hebreus: “Ele não veio em auxílio dos anjos mas dos homens. Por isso fez-se em tudo semelhante aos seus irmãos para ser sumo sacerdote misericordioso e fiel no serviço de Deus para resgate e redenção do povo. Porque foi provado pelo sofrimento, pode socorrer aqueles que sofrem provação” ( 2, 16-18).

Aqui encontramos o tema da misericórdia. Na entrega de Jesus trata-se da oferta do amor misericordioso de Deus que excede todo o cálculo e toda a medida. Ele dá-se todo e dá tudo para eliminar todas as distâncias e fazer-se próximo, para  oferecer o perdão, restabelecer a comunhão, vencer o ódio e a violência, curar as feridas do coração humano, dar vida nova, trazer a paz.

Oh que amor tão grande e tão belo da entrega de Cristo! É este mistério do seu “corpo dado e sangue derramado” que celebramos no altar da eucaristia onde nos é oferecido em comunhão. Por isso dedicamos o novo altar com a oração de consagração e com a simbólica eloquente da unção com o óleo, do braseiro aceso e do incenso para exprimir a beleza, o calor e o suave odor que este amor misericordioso irradia para o mundo.

A dedicação do altar também nos interpela a participar nesta oferta com aquele mesmo pedido que Nossa Senhora fez aos pastorinhos: “Quereis oferecer-vos a Deus?”, colaborar com a sua misericórdia na reparação do pecado do mundo? Sim, Deus procura colaboradores em favor dos outros para a transformação do mundo e pede uma resposta também a nós hoje e aqui.

3. Vida consagrada, escola privilegiada de misericórdia

Por fim, a apresentação de Jesus  é ícone, por excelência, da vida consagrada e convida a renovar a oferta total dos consagrados, de modo particular hoje no encerramento do Ano da Vida Consagrada.

Não é este o momento oportuno para fazer o balanço deste ano. Quero sublinhar apenas o feliz cruzamento do Ano da Vida Consagrada com o Ano Santo da Misericórdia. Este último não eclipsou aquele; antes, veio fazer sobressair a vida consagrada como um dom precioso da misericórdia para a Igreja e para o mundo e veio também alargar-lhe o horizonte da missão.

Neste momento da história creio que a vida consagrada, na pluralidade dos seus carismas, é chamada a ser “escola privilegiada da ternura e da misericórdia de Deus”, de confiança no seu amor que nunca abandona, para este mundo tão ferido, dilacerado, dividido, violento à busca de fraternidade para se poder viver juntos. Destaco apenas dois aspetos. Em primeiro lugar, a missão profética de quem, com a sua entrega inteira ao Senhor, é capaz de despertar no mundo distraído e indiferente uma abertura do coração ao Deus misericordioso, à dimensão transcendente da vida sem a qual a Europa e a nossa sociedade correm o risco de perder o espírito humanista e fraterno como estamos a verificar em relação ao drama dos refugiados.

Em segundo lugar, o espírito missionário de uma Igreja em saída para ir ao encontro dos outros, a todas as periferias humanas possíveis, a levar a ternura e a misericórdia de Deus, a luz e o calor do evangelho: “Há uma humanidade inteira que espera: pessoas que perderam toda a esperança, famílias em dificuldade, crianças abandonadas ou órfãs de afeto, jovens sem horizontes de futuro, doentes e idosos sós ou abandonados, pobres com fome e carenciados, gente rica com o vazio no coração, homens e mulheres à busca do sentido da vida, sedentos do divino…”(Papa Francisco).

Irmãs e irmãos consagrados, convosco queremos elevar ao Senhor um hino de ação de graças pelo dom da vida consagrada. Se ela não existisse, como seria mais pobre o mundo e a Igreja! Mas desejaria lembrar-vos que “há caminhos não andados que esperam por alguém”, que esperam por vós. Como velas acesas acendei, por toda a parte, a luz e o fogo da misericórdia do Senhor. Com o auxilio materno de Maria renovai os propósitos e reavivai os sentimentos que inspiraram e inspiram  o sim da vossa doação inteira ao Senhor para o serviço do seu povo.

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.