Vigília de oração no Seminário Diocesano de Leiria

O Bispo diocesano, D. António Marto, vai presidir a uma vigília de oração pelas vocações sacerdotais, no dia 11 de novembro, sexta-feira, às 21h00, na igreja do Seminário de Leiria. A iniciativa está integrada no programa da Semana dos Seminários, a decorrer de 6 a 13 deste mês.

Um dos momentos desta vigília será o testemunho do seminarista António Cardoso, que será ordenado diácono no domingo 20 de novembro. Embora já fora do período da Semana dos Seminários, esta será, assim, outra data importante neste contexto, com a ordenação diaconal, presidida pelo Bispo, na Sé de Leiria, às 15h30.

Na celebração deste domingo, Festa de Cristo Rei, será ainda feito o encerramento solene da Porta Santa da Sé e do Ano Jubilar da Misericórdia, em união com o Papa Francisco e com toda a Igreja universal.

Seminário em “dia aberto”

Também neste domingo 20 de novembro, o Seminário Diocesano está em “dia aberto”, com o lema “Vem ver +”. Trata-se de um convite a todos, especialmente grupos de catequese, de adolescentes, de jovens e famílias, a virem conhecer mais sobre o Seminário e sobre o tema da vocação sacerdotal, na companhia dos seminaristas e pré-seminaristas.

O programa será o seguinte:
10h00: acolhimento
10h30: oração
11h00: trilhos da Misericórdia
13h00: almoço (o Seminário oferece sopa e bebidas, cada um traz algo mais para partilhar)
15h30: Eucarístia de encerramento do Ano da Misericórdia e Ordenação de Diácono do António Cardoso.

A atividade está a ser preparada em colaboração com vários departamentos diocesanos e a Cáritas Diocesana, com várias propostas de atividades pelos corredores do Seminário. Para uma melhor preparação pede-se, na medida do possível até dia 13, a inscrição de pessoas e grupos que queiram aceitar este convite. Os contactos são: fo.seminario@gmail.com ou 244 832 760.

“É belo ser padre!”

Vai continuar a iniciativa de divulgação e promoção da vocação sacerdotal, do Seminário e do Pré-Seminário pelas paróquias da Diocese, sob o lema “É belo ser padre!”. Este ano, estará na vigararia de Monte Real. É uma oportunidade para contactar com os adolescentes, com os pais, com os catequistas e com a comunidade em geral, convidando-os à oração e alertando-os para o papel essencial que têm no despontar da vocação sacerdotal junto dos mais novos.

 

“Movidos pela Misericórdia de Deus”

A vocação só nasce em quem sabe
o que é “andar perdido”

“Movidos pela Misericórdia de Deus” é o tema da Semana dos Seminários, a decorrer de 6 a 13 de novembro, promovida pela Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios (CEVM). Na sua mensagem para esta ocasião, o presidente desta comissão, D. Virgílio Antunes, refere que o lema escolhido é indicador da “origem de todas as vocações na Igreja”. Partindo das parábolas da misericórdia, lembra que “a única realidade capaz de transformar alguém que, na vida, se encontra perdido, sem esperança nem salvação, é o encontro com a misericórdia dos outros, reflexo da misericórdia de Deus”. Nesse sentido, “nenhuma lei deste mundo, nenhum conselho, nenhum raciocínio da razão têm a mesma capacidade para mover a mente, a vontade e o coração do filho perdido”.

Assim, também “a vocação sacerdotal não nasce somente de um chamamento, de um desejo ou de um impulso interior (…) e só pode desabrochar em quem humildemente conhece aquilo que é e sabe que tudo deve à grandeza do amor de Deus” e não em quem toma a decisão de ser sacerdote convencido dos próprios méritos. “As crianças e os jovens, potenciais candidatos à vocação sacerdotal, precisam de ser longa e profundamente introduzidos na vivência da relação com o Deus da misericórdia”, continua D. Virgílio Antunes, concretizando que “se nunca se sentiram perdidos na vida nem mortos por causa do pecado, se nunca se encontraram com a necessidade do perdão, do abraço, da alegria de Deus pelo seu regresso, não podem desejar pôr-se ao seu serviço para que outros experimentem a mesma salvação”.

O segredo estará numa educação cristã que favoreça  “experiências fortes de encontro com Deus nos momentos de espiritualidade, de oração, de reconciliação, de perdão, de partilha das misérias humanas”, na vivência familiar de “relações de comunhão a partir da fé e onde cada um não está disposto a acolher, compreender e perdoar”, numa pastoral das vocações assente na promoção dessa experiência de um “Deus que se alegra com cada um dos filhos que reencontra”.

Na mesma linha, “a decisão de entrar no Seminário, devidamente acompanhada pela Igreja, e a caminhada que ali se faz, têm como primeiro objetivo ajudar os jovens a crescer no conhecimento da misericórdia de Deus para consigo mesmos”, defende o presidente da CEVM, considerando o Seminário como “casa de misericórdia”, ou seja, “um lugar, um tempo, uma comunidade cristã, que favorece o crescimento dos candidatos ao sacerdócio na alegria do encontro com a misericórdia de Deus que os move no sentido da misericórdia para com os irmãos”.

 

Por cá…

Conhecer o Seminário Diocesano

Partindo deste tema, esta semana será ocasião especial para “rezar pelos nossos seminaristas para que, ao longo da sua experiência de Seminário, se encontrem com o Deus da Misericórdia e se sintam impelidos a entregar as suas vidas para que Ele seja assim reconhecido, celebrado e testemunhado entre o Povo de Deus”, refere o reitor do Seminário, padre José Augusto Rodrigues.

A propósito desta ocasião, o Seminário Diocesano de Leiria apresentou algumas informações sobre a sua condição atual, desde as pessoas que o constituem e as iniciativas pastorais que está a promover até à situação económica da instituição, que alberga o Centro Pastoral Diocesano.

Seminaristas2016-11-08 seminario1

Este ano a nossa diocese tem 6 seminaristas (foto no cartaz “Vem Ver +): o Inácio Batista, de Fátima, que entrou para o Tempo Propedêutico, e o Micael Ferreira, de Monte Redondo, que frequenta o 2.° ano, residem no Seminário de S. José, em Caparide; no Seminário Maior de Cristo Rei, nos Olivais, estão o Jorge Fernandes, do 3.° ano, o Rui Ruivo e o Dany Gil do 5.° ano e o Eduardo Caseiro do 6.° ano.

Pré- seminaristas2016-11-08 seminario2

O Pré- Seminário continua com as suas atividades, a exemplo dos anos anteriores. No primeiro encontro deste ano (23 de outubro), o grupo Samuel (6.° ao 8.° ano) teve 11 participantes, 5 dos quais pela primeira vez. O grupo S. Paulo (do 9.° ao 12.° ano) teve 6 jovens no primeiro encontro, 2 deles a frequentarem o 12.° ano.

Apesar do máximo empenho no acompanhamento destas idades, os frutos do Pré-Seminário dependem de muitos fatores que ultrapassam a equipa formadora, nomeadamente, as caraterísticas e indefinições próprias da adolescência, a realidade familiar dos rapazes e a experiência cristã que fazem nas suas comunidades cristãs.

Relatório de Contas

Na apresentação anual das suas contas, o Seminário reconhece que “vivemos tempos de grandes dificuldades económicas” e agradece “sinceramente o contributo das comunidades cristãs”.

Segundo o Relatório da Administração Diocesana relativo a 2015, praticamente todas as paróquias entregaram o respetivo ofertório. Mas há dois valores que devem fazer refletir, uma vez que é responsabilidade do povo de Deus contribuir economicamente para a formação dos seus futuros pastores: Despesas com os seminaristas: 55.466,59 euros; Ofertório da Semana dos Seminários: 26.330,32 euros. O saldo é evidente.

As despesas com a estadia e formação dos seminaristas tem vindo a aumentar. Por isso, pede-se que as comunidades paroquiais promovam devidamente o peditório das Missas do Dia dos Seminários.

No edifício do Seminário funciona também o novo Centro Pastoral Diocesano, que esteve em obras de dezembro de 2014 a agosto de 2015, e foi inaugurado em outubro do ano passado. Foi um investimento significativo, na ordem dos 1,6 milhões de euros, assumido também pela Diocese e pelo Santuário de Fátima e que contou ainda com a solidariedade das comunidades e dos fiéis diocesanos.

 

Mensagem do reitor do Seminário de Leiria

Serenidade e inquietação

Celebramos a Semana dos Seminários na reta final do Ano Jubilar da Misericórdia. Esta feliz coincidência permite-nos olhar para as alegrias, dificuldades e desafios que se colocam à promoção e acompanhamento da vocação sacerdotal de uma forma muito especial. Ao longo deste período, celebrámos e reavivámos a certeza de que Deus ama o Seu Povo e, por isso, não o abandona. Quem acredita em Deus Misericórdia não pode deixar de olhar com coragem e esperança para o Seminário e tudo aquilo que ele implica.

Às perguntas “Como está o nosso Seminário?”, “Quantos seminaristas temos?”, “Onde vivem?” ou “Para que serve agora aquele casarão?”, podemos responder: “O nosso Seminário está bem. Temos seis seminaristas a viver e a estudar em Lisboa. Atualmente, o edifício do Seminário serve para Casa de Retiros, residência permanente para oito sacerdotes diocesanos, residência ocasional e espaço de trabalho, formação e oração para seminaristas e pré-seminaristas, e Centro Pastoral Diocesano.”

A vocação sacerdotal, à semelhança da vocação religiosa e mesmo da matrimonial, atravessa um período de grande indefinição e turbulência. Não só deixou de ser socialmente atrativa, como perdeu muito do seu suporte familiar e comunitário. Os adolescentes e jovens, mesmo quando se sentem atraídos por Cristo e desenvolvem as capacidades humanas e cristãs indispensáveis ao acolhimento da vocação sacerdotal, não se sentem capazes de dar o salto e entrar para o Seminário. Os seis seminaristas que temos neste momento entraram para o Seminário em idades mais avançadas: o mais novo tinha 20 anos e o mais velho 38 anos. Damos graças a Deus por cada um deles, mas são sinais que devemos saber interpretar.

Talvez nos falte também a nós dar um salto que ainda não demos: ter a coragem e encontrar formas e ocasiões para que esta proposta chegue com mais clareza aos jovens, aos universitários, aos jovens-adultos em geral. Deus não deixou de chamar!

Serenidade e inquietação. Apesar de parecerem opostos, são sentimentos que não podem deixar de coabitar no olhar daqueles que pensam e vivem a realidade do Seminário e das vocações sacerdotais nos dias de hoje: “Pedi, e ser-vos-á dado; procurai, e encontrareis; batei, e hão-de abrir-vos.” (Mt 7, 7)

P. José Augusto Rodrigues

 

Orações para a Semana dos Seminários

Oração a Deus Pai

Deus, Pai de misericórdia,
nós vos damos graças porque
nos esperais quando saímos de casa,
nos acolheis quando regressamos,
vos alegrais e fazeis festa quando perdoais.
Fazei dos seminários casas de misericórdia,
Comunidades de escuta e comunhão,
Escolas de fé, esperança, amor e serviço.
Deus, Pai de misericórdia, nós vos pedimos
Jovens disponíveis para o sacerdócio,
Seminaristas fiéis à graça do chamamento,
Famílias abertas ao amor,
Paróquias vivas na comunhão,
Padres felizes no ministério.
Ó Maria, Mãe de Misericórdia,
Dai-nos muitos e santos sacerdotes.
Ámen.

Oração Mariana

Maria, Senhora da Mensagem e do Rosário,
Profecia do amor misericordioso de Deus,
Primícia e figura da Igreja fiel e crente:
Intercedei por todas as Famílias a Deus Pai
Para que nelas resplandeça a fé e a ternura
A alegria da comunhão e da fidelidade
E sejam fecundas na sua identidade e missão.
Maria, Senhora do Imaculado Coração,
Mãe do Amor belo e da Misericórdia,
Humilde Serva e discípula do Senhor:
Intercedei por todos os Seminaristas a Deus Pai
Para que, movidos pela misericórdia do Senhor,
Respondam com generosidade à sua vocação
No cumprimento da vontade e do amor de Deus.
Maria, Senhora mais brilhante que o Sol,
Imagem da Igreja revestida da luz Pascal,
Mãe do Evangelho Vivente e Mãe da Igreja:
Intercedei por todos os Sacerdotes a Deus Pai
Para que sejam homens de Deus e arautos da fé
E fiéis no seu ministério sejam servos de todos,
Pastores fortalecidos no coração de Cristo, Bom Pastor.
Ámen.

Leia esta e outras notícias na...

Receba os nossos destaques no seu email

Não precisa de vir ao site da Diocese para estar informado das notícias mais importantes. Basta indicar o seu email neste formulário:

Nota: para garantir a segurança e proteção dos seus dados, deve confirmar a sua inscrição. As instruções estão num email que irá receber. Depois de confirmar, começará a receber emails a partir de info@leiria-fatima.pt com média regularidade. A qualquer momento pode cancelar subscrição.

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.