Sete casais em retiro no Seminário

Num primeiro momento, fica o registo de que o “amor normal”, não é sinónimo de irrelevância ou mediocridade.

“Nazaré o espaço do amor normal”, foi o mote para o último dos retiros, de reflexão e oração, promovidos na Casa de Retiros São José, no Seminário de Leiria.

Corresponderam a este convite, sete casais da nossa diocese, que ao longo do dia, meditaram a partir de três temas propostos, pela Pastoral Familiar:

  • Tornar o amor normal
  • Chamados à santidade conjugal
  • Nazaré, casa de portas abertas

Num primeiro momento, fica o registo de que o “amor normal”, não é sinónimo de irrelevância ou mediocridade, multo pelo contrário, tornar o “amor normal”, é introduzir no espaço natural de vida, a vocação da família., é trazer Jesus para o seio da vida familiar.

Confiar na providência de Deus, aconteça o que acontecer, é o caminho do “amor normal”, Deus está presente, não nos abandona.

Deus é bom, é o ponto de partida, para a entrega, para a santidade conjugal, onde não apenas individualmente, mas em casal, se coloca os esforços na mão de Jesus, pois é Ele que nos faz santos, felizes.

Abrir as portas da família a Cristo, é sair para ir ao encontro dos outros, “aprender a descobrir Jesus no rosto dos outros, na sua voz, nas suas reivindicações” (Evangelii Gaudium, 91)

Tornar o amor normal, é ser-se  genuíno, autêntico, na vida diária, é deixar que a família seja o espaço onde se chora de tristeza e alegria, sem medo de mostrar o que vai no coração.

O dia terminou, com a Adoração ao Santíssimo e a oração de vésperas, tal como tinha começado com as laudes, e ainda durante a manhã com a participação na Eucaristia.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress