Ser cristão nas férias

“A vida cristã não tem férias” é já uma frase batida. Toda a gente a terá ouvido em homilias, conferências ou numa simples conversa com alguém que não dispensa a Missa ao domingo seja por que motivo for.

Mas não é só a frequência dominical que está em causa. Como lembra a nota da Pastoral do Turismo que publicamos na íntegra nesta edição, ser cristão – e, em especial, ser família cristã – implica aproveitar o tempo de descanso para viver ainda mais intensamente a relação consigo, com os outros e com Deus.

 

A nota da Obra Nacional da Pastoral do Turismo (ONPT) para a época balnear deste ano apresenta uma reflexão sobre a importância de aproveitar o tempo de férias para consolidar a relação familiar e desenvolver uma pastoral que contribua para esse objectivo. Pegando no tema do próximo Sínodo dos Bispos – com particular atualidade na diocese de Leiria-Fátima, onde foi desenvolvido no programa pastoral dos últimos dois anos – o diretor da ONPT, padre Carlos Godinho, começa por sublinhar o papel fundamental que a família desempenha na sociedade e na Igreja, para depois apontar algumas pistas para uma ação pastoral que esteja verdadeiramente ao serviço das comunidades domésticas.
Em especial neste tempo de verão, aproveitado por muitos para uns dias de descanso, passeio e atividade turística, o primeiro passo deve ser dado pelos próprios membros da família, numa programação que promova o enriquecimento de cada um e o encontro entre todos, sem esquecer a relação com Deus. Mas também as comunidades e os agentes da pastoral devem ter o cuidado de promover uma pastoral que responda às necessidades específicas das famílias em férias, nomeadamente, pela integração das que estão em viagem ou em estadia temporária.
Pela pertinência da mensagem, optamos pela sua publicação integral, até como sugestão para uma leitura interessante na preparação das próximas férias.

Na Diocese

A propósito deste tema, fizemos uma breve ronda pelas paróquias da diocese de Leiria-Fátima que têm uma maior afluência de turistas ou veraneantes. Constatamos que não há uma pastoral organizada especificamente para o turismo, mas, ainda assim, há exemplos de cuidado em acolher os visitantes e, sobretudo, de garantir celebrações litúrgicas que respondam à maior procura.
É o caso das praias, cuja população se multiplica exponencialmente nesta altura do ano. Nas quatro com centro de culto na Diocese, o factor comum é o aumento das celebrações, sempre com muita participação. Em S. Pedro de Moel, paróquia da Marinha Grande, há todo o ano uma Missa dominical às 12h30, mas de 15 de julho a 15 de setembro celebra-se a Missa vespertina aos sábados às 20h30 e, no mês de agosto, também às quartas-feiras à mesma hora. Nas Paredes da Vitória, paróquia de Pataias, só durante a época balnear se celebra a Missa, às 08h30 dos domingos, aproveitando a abertura da igreja para a venda de alguns livros e publicações religiosas. Na praia da paróquia da Vieira de Leiria, também só neste período há duas Missas, a vespertina às 19h00 e a dominical às 12h00. Na Praia do Pedrógão, paróquia do Coimbrão, a Missa dominical das 16h00 passa para as 17h00 no horário de verão e, conforme a necessidade, é reforçada com outra vespertina às 18h00.
Outro ponto comum é a realização de uma festa, que além de congregar a comunidade local acolhe sempre muitos veraneantes. Este ano será em S. Pedro de Moel de 24 a 26 de julho, na Vieira de 31 de julho a 2 de agosto, nas Paredes no dia 15 de agosto, e no Pedrógão a 23 de agosto.
Além das praias, o turismo traz mais pessoas a outras paragens diocesanas, sobretudo onde há santuários ou grandes monumentos. É o caso de Leiria, da Batalha, dos Milagres, das Misericórdias – Ourém, do Santuário e da paróquia de Fátima. Muitos destes locais têm serviços prestados pelo Turismo de Portugal e não encontrámos, também, uma ação pastoral especialmente direccionada para os visitantes. Ainda assim, há exemplo de alguma organização nesse sentido, como na Sé de Leiria, onde se procura garantir, entre maio e outubro, uma equipa de acolhimento e acompanhamento dos visitantes que o solicitam. Também no Santuário dos Milagres, o pároco e alguns leigos estão disponíveis para esse serviço durante todo o ano, mediante marcação prévia, com a possibilidade de uso gratuito de instalações para convívio e refeições.
Com outra dimensão, o Santuário de Fátima oferece um conjunto mais organizado de atividades, desde roteiros de visita, propostas de celebrações e formação, até ações como as Oficinas Musicais Criativas para crianças ou as férias para pais com filhos deficientes.

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.