Reguengo do Fétal acolhe escola de guias da Cruz da Areia

Francisco Breda, guia da patrulha hipopótamo, disse-nos que “ neste raide as patrulhas apreciaram as paisagens e os guias conseguiram mostrar aos elementos como orientarem-se a partir de uma bússola.”
http://lefa.pt/?p=50648

Nos dias 15 e 16 de outubro, os guias e sub-guias da Expedição do agrupamento 776 da Cruz da Areia, tiveram a sua atividade de formação no Reguengo do Fétal. Durante a manhã de dia 15 montaram as tendas, construíram uma mesa, prepararam lenha para confeccionar o jantar e fazer o fogo de conselho. Depois destas tarefas iniciais, os guias e sub-guias iniciaram a formação sobre orientação, liderança e cargos na patrulha. Durante a tarde, receberam a visita dos restantes exploradores, escuteiros com idades compreendidas entre os 10 e 14 anos, tendo realizado um raide com início na Igreja matriz, percorrendo 6 postos que tinham desafios e informação referentes a cada um dos cargos da patrulha e respetivas funções: secretário, tesoureiro, guarda material, cozinheiro, socorrista e animador.

Francisco Breda, guia da patrulha hipopótamo, disse-nos que “ neste raide as patrulhas apreciaram as paisagens e os guias conseguiram mostrar aos elementos como orientarem-se a partir de uma bússola.”

O guia da patrulha tigre, André Ribeiro, referiu que ”gostou muito desta atividade pois permitiu estar em sintonia com a natureza, sem a poluição das grandes cidades, que é uma coisa que eu sempre apreciei e gostei de fazer. Esta atividade também me ajudou a relembrar o trabalho de equipa dos escuteiros, porque sempre que alguém da minha patrulha se sentia mal, nós esperávamos até ela ficar melhor para continuar o trajeto, e se alguém se sentisse cansado, nós diminuímos um pouco o ritmo para que essa pessoa conseguisse recompor-se e continuar o trajeto sem problemas.”

No final do raide, após os elementos regressarem a suas casas, os guias e sub-guias continuaram a sua atividade com a preparação do jantar e das apresentações para o Fogo de Conselho. O jantar, comido à luz de luminárias alusivas à festa da padroeira da localidade, antecedeu o Fogo de Conselho onde foram partilhados alguns dos momentos do dia bem como a reflexão dos guias acerca da partilha de conhecimentos feita pela chefia, tendo sido destacadas três ideias: o respeito, a responsabilidade e importância dos cargos.

No domingo de manhã, após a ginástica matinal e o pequeno almoço, os guias e sub-guias estiveram em formação sobre vida em patrulha, à qual se seguiu a desmontagem de campo e participação na missa paroquial do Reguengo do Fétal.

Esta foi uma atividade em que, como nos disse Francisco Breda, “ todos saíram com novos conhecimentos e ideias para melhorar e ajudar a sua patrulha”.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress