Próximo ano escutista centrado no “agir na comunidade”

No passado dia 26 de maio, em Porto de Mós, reuniu-se o Conselho Regional (CR) do Corpo Nacional de Escutas (CNE) da Região de Leiria-Fátima, com a presença de 127 membros, provenientes de 30 dos 34 agrupamentos da Região.

De referir que a esta Região do CNE pertencem agrupamentos dos concelhos de Alcanena, Alcobaça, Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, tendo estado todos eles representados.

O CR, composto pelos dirigentes, noviços a dirigentes e caminheiros, é o órgão máximo de uma região, competindo-lhe funções de gestão como o debate e votação do Relatório e Contas e do Plano e Orçamento para cada ano. Foi isso que fizeram nesta assembleia, aprovando por unanimidade o Plano e Orçamento para o ano escutista de 2018-2019.

O encontro serviu, assim, para a preparação de mais um ano escutista, em que o tema será “Somos Agir”, relacionado com “uma nova maravilha do escutismo” aprovada na 41.ª conferência mundial: “Envolvimento na Comunidade”. Nessa linha, o movimento tentará implementar algumas abordagens diferentes, em que os escuteiros são convidados a “Ser Mais Comunidade no Agir, na Construção do Homem Novo”.

O presidente da mesa do CR, Albertino Rainho, salienta que nesta assembleia, “apesar da uma ordem de trabalhos longa, conseguiu-se muita fluidez nos assuntos e nos debates”. Os escuteiros demonstram, assim, que estão empenhados na construção de uma Região mais unida, fraterna e na construção da comunidade em que se inserem.

Paula Pereira Pio (C.)

Receba as notícias do SÍNODO em tempo real

Pode, ainda, escolher quais as notícias que quer receber: destaques, lectio divina, catequese, da sua paróquia…

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

Leia esta e outras notícias na...