Novos equipamentos e cor na missão do Gungo

Há cerca de um ano que está a ser preparada na metalúrgica Ancol, em Albergaria dos Doze, uma máquina para a fabricação de blocos de terra comprimida, com destino marcado para a missão da diocese de Leiria-Fátima no Gungo, em Angola…

Esses tijolos serão de terra local e apenas 10% de cimento, mas aptos para a construção segura de edifícios.

No passado dia 5 março, foi já carregada a prensa hidráulica, com respetivo carrinho de transporte e elevador, e o crivo, que servirá para preparar a terra e a areia, bem como as rampas que permitirão carregar e descarregar os equipamentos no camião da missão. Segundo lemos em ondjoyetu.blogspot.pt, “à espera de vez fica ainda a betoneira (uma misturadora de eixo vertical), em que falta fazer uns últimos retoques, mas que seguirá brevemente”.

No mesmo blogue, o padre Vítor Mira conta que a equipa do grupo Ondjoyetu que o acompanha no terreno andou em “embelezamentos” na sede da missão, no passado fim de semana. Por iniciativa do voluntário Luís Matias, com o patrocínio da Mopic, que ofereceu a cal, e a ajuda de alguns colaboradores, a Donga ficou mais branca e bonita. “Esta é uma missão… com pintaaa!”, comentava um “poeta” do grupo.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress