Novo Secretariado Nacional inicia funções com consagração a Nossa Senhora

A passagem de testemunho do anterior para o novo assistente-nacional foi vivida em ambiente de festa, com a participação do padre Manuel Antunes em todos os trabalhos da jornada.

O novo Secretariado Nacional do Movimento da Mensagem de Fátima (MMF) entrou oficialmente em funções a 8 de dezembro, com uma jornada de trabalho, oração e celebração realizada no Santuário de Fátima e que culminou na Capelinha das Aparições com a recitação do terço, seguida da consagração pessoal e dos trabalhos do secretariado a Nossa Senhora de Fátima.

D. António Marto não pôde estar presente, mas endereçou ao grupo uma mensagem de ânimo e o apelo para que o movimento nacional, com cerca de cem mil mensageiros em todo o país, continue a viver e a divulgar a mensagem de Fátima, em resposta ao apelo da Virgem e a exemplo dos Três Pastorinhos.

O novo presidente do Secretariado Nacional do MMF é Filipe Ferreira, da paróquia de Pousos, na diocese de Leiria-Fátima, que coordena uma equipa nacional de 15 elementos, de diferentes idades, formações e experiências de vida. Entrou também oficialmente em funções o novo assistente-nacional do MMF, o padre Daniel Mendes, natural da diocese de Coimbra e atualmente ao serviço no Santuário de Fátima como capelão.

As atividades para o ano de 2022 estão definidas para as várias áreas de pastoral e sectores em que o movimento serve a Igreja portuguesa, nomeadamente nas áreas da Oração, Peregrinações e Doentes, e nos sectores Crianças, Jovens e Comunidades de Vida, com encontros de formação e oração, peregrinações e retiros a partir do mês de janeiro e ao longo de todos os meses do ano.  A Peregrinação Nacional do Movimento da Mensagem de Fátima mantém-se agendada para o terceiro domingo de julho, em 2022 nos dias 16 e 17.

O tema do ano pastoral 2021-2022 no Santuário de Fátima, “Levanta-te! És testemunha do que viste”, é também adotado pelo MMF, que lançou na mesma jornada de 8 de dezembro o Boletim anual do MMF nº 38, no qual são publicados vários artigos informativos e formativos sobre o tema do ano, e são propostos esquemas mensais para as reuniões, assim como para as atividades nos diversos sectores.

“Não faz sentido sermos secretariado nacional, se não existirmos para servir os secretariados paroquiais e diocesanos. A nossa liderança deve ser uma liderança de serviço, devemos ajudar a servir melhor quem trabalha localmente”, referiu Filipe Ferreira, que entende que outro elemento deve caraterizar o trabalho e a ação da equipa nacional: “A oração, se não for a oração isto não funciona, porque a oração é que nos põe em movimento”.

Parte da equipa do Secretariado Nacional com o Assistente-Nacional, o presidente e o assistente nacional estão na foto ao centro

Cardeal D. António Marto pede dinamismo

Não tendo podido participar na jornada por motivos de agenda, D. António Marto, que por ser o bispo de Leiria-Fátima é o assistente-geral do MMF, endereçou ao grupo, por intermédio do presidente do secretariado, uma mensagem de agradecimento e de estímulo para as novas funções. Destacou, transmitiu Filipe Ferreira, que a mensagem de Fátima mantém a sua importância e atualidade e pediu uma nova forma de a comunicar, de a tornar próxima das pessoas, mais dinâmica e adaptada aos novos tempos. Na mensagem publicada no Boletim MMF para o ano de 2022, D. António Marto deixou expresso o seu “reconhecimento a todos quantos se dedicam com entusiasmo, de alma e coração, a dinamizar as diversas atividades e aos que participaram com a sua presença viva” nas atividades realizadas.

Padre Manuel Antunes despediu-se com alegria

passagem de testemunho do anterior para o novo assistente-nacional foi vivida em ambiente de festa, com a participação do padre Manuel Antunes em todos os trabalhos da jornada, onde lhe foi dado papel de destaque. Um momento especialmente significativo teve lugar na Eucarística celebrada ao final da manhã, na qual, a convite do novo assistente-nacional, o padre Manuel Antunes deu o seu testemunho de serviço ao MMF e deixou alguns conselhos.

“Estou comovido por ver isto [da transição para um novo assistente-nacional] realizado na minha vida e estou tranquilo, porque vejo um futuro tranquilo para o Movimento, (…), as coisas ficam num patamar seguro”, afirmou o padre Manuel Antunes, com 93 anos de idade e que serviu o MMF mais de 40 anos.

“Na nossa vida apostólica podemos muitas vezes ficar na admiração (de Nossa Senhora e dos Pastorinhos), mas não chegar à ação”, referiu, para indicar que “o segredo da eficácia de uma vida apostólica não está só na técnica, na palavra que se diz, mas na vivência dessa palavra; de tal maneira que a gente nunca diga ou ensine o que não vive, e isto é para leigos e para padres, o que dizem devem vivê-lo”.

O Movimento da Mensagem de Fátima é uma associação canónica de fiéis, aprovada pela Conferência Episcopal Portuguesa, de formação e de apostolado. Tem cerca de cem mil associados e alguns milhares de grupos de ação paroquial em todas as dioceses portuguesas, incluindo nos Açores e da Madeira. O novo Secretariado Nacional entrou em funções para um triénio; o presidente do secretariado foi eleito em inícios de setembro; o novo assistente-nacional foi nomeado no final de outubro.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress