Nascentes de Luz faz 12 anos

No próximo dia 29 de janeiro na Eucaristia paroquial da Maceira pelas 18h15, a associação "Nascente de Luz" irá festejar o seu 12º aniversário.
http://lefa.pt/?p=46281

No próximo dia 29 de janeiro na Eucaristia paroquial da Maceira pelas 18h15, a associação “Nascente de Luz” irá festejar o seu 12º aniversário. “Vamos agradecer a Deus o vivido, entregar-Lhe todas as pessoas que fazem parte da Família NL, lembrar aqueles e aquelas que já partiram para a Casa do Pai e renovar a nossa disponibilidade para realizarmos em comunhão o que Deus quer”.

Todos são convidados a estarem presentes neste dia de agradecimento e oração.

Como nasceu a Nascentes de Luz?

Era setembro de 2009. O arquiteto José Fava terminara o projeto de restauro e adaptação da casa que era dos meus pais. Ele mesmo propôs e promoveu um evento festivo com familiares e pessoas amigas para o apresentar. Após o lanche, e sem pré-aviso, disse-me que falasse do meu projeto. Fiquei um tanto atarantada, mas falei e disse, pela primeira vez em público, o que me tinha trazido do convento .

Todos me escutavam com muito interesse e mesmo admiração. Quando terminei, o meu primo Jorge, disse com voz firme e convicta:

– O teu projeto é lindo, bom e necessário na nossa terra. Nós vamos ajudar-te, mas à Margarida não é possível. Cria uma associação.

Estremeci da cabeça aos pés. Jamais me tinha passado pela cabeça criar o quer que fosse. Queria apenas um espaço para receber e ajudar as pessoas a descobrirem as nascentes de vida, de paz e amor que estão dentro de si. Mesmo sem perceber, nem saber nada, acolhi. Apoiada pela minha família e algumas pessoas amigas, demos os passos necessários para criar a associação Nascentes de Luz.

A 29 de janeiro de 2010 com a solicitadora Susana Serrano, as minhas irmãs, Fátima e Edite e o meu cunhado Abel fomos ao notário a Leiria assinar a escritura.

Passaram já 12 anos!

Olho maravilhada e agradecida para este tempo vivido! Olho maravilhada e agradecida para tantas pessoas que comigo sentiram, sentem e constatam que no mais profundo de si mesmas há nascentes luminosas que querem jorrar e dar um sentido novo à sua vida. São nascentes de felicidade que nada nem ninguém nos pode tirar. E aquelas tantas outras que vieram sedentas procurar essa água escondida!

Experimento uma gratidão imensamente agradecida a todas elas e a Deus por me ter trazido para esta obra tão linda.

Escrito pela Ir. Margarida

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress