Missa Crismal – Bispo encoraja sacerdotes a trabalhar com e pela família

D. António Marto presidiu, na manhã de hoje (2 de abril), na Sé de Leiria, à Missa Crismal, concelebrada com sacerdotes diocesanos e religiosos, que renovaram, perante o Pastor, as promessas sacerdotais.

Na celebração, às portas do Tríduo Pascal, o Bispo consagrou o Santo Crisma e benzeu o óleo dos catecúmenos e o óleo dos enfermos.

No ano dedicado pelo Papa Francisco à Vida Consagrada e, na nossa Diocese, também à “ beleza e alegria de viver em família”, D. António Marto encorajou os sacerdotes a “trabalhar com as famílias e pela família”.

Presidida por D. António Marto, a Missa Crismal reuniu, nesta quinta-feira, na Catedral, cerca de 120 sacerdotes diocesanos e religiosos que, perante a assembleia de diocesanos, renovaram as promessas sacerdotais.

 

A alegria de ser padre

Em pleno ano dedicado pelo Papa à Vida Consagrada e na nossa Diocese à “ beleza e alegria de viver em família”, D. António Marto meditou, na homilia, sobre a “graça da alegria e da fraternidade na vida e na missão do padre”.

Naquele que é “ por excelência, o dia da festa do presbitério”, o Bispo diocesano falou da alegria, que acompanhar a missão de anunciar o Evangelho, como “critério de aferimento da vitalidade da fé” dos cristãos em geral e dos padres em particular. “É uma alegria que se revela quando o pastor está no meio do seu rebanho e dá a vida por Cristo e pelo seu povo; é sinal da presença de Cristo Bom Pastor e, por isso, deve configurar o estado habitual de um padre.”

Dirigindo-se ao “cenáculo”, D. António Marto falou da alegria do sacerdote como um “bem precioso” e lembrou as palavras do Papa Francisco sobre a alegria contagiante do anúncio do Evangelho. “O apóstolo deve esforçar-se por ser uma pessoa gentil, serena, entusiasta e alegre, que transmite alegria onde quer que esteja.” Neste sentido, alertou para o perigo dos sacerdotes se tornarem “ meros funcionários de Deus, burocratas frios, prestadores de serviços religiosos”.

 

Confiar nas famílias

Destacando a riqueza do presbitério na sua diversidade de “ personalidades, dons, proveniências, idades e talentos”, D. António Marto indicou a necessidade deste ministério ser vivido em comunhão e fraternidade. Em contraponto, advertiu para a tentação da “cultura do subjetivismo que exalta o ‘eu’” e do “individualismo pastoral, que cria separação”.

A terminar a sua homilia, evocando os encontros vicariais realizados no presente ano, o Bispo diocesano encorajou os sacerdotes a “trabalhar com as famílias e pela família”, acompanhando-as e confiando-lhes responsabilidades pastorais “ com um olhar acolhedor, respeitoso e cheio de compaixão que encoraje e ajude a amadurecer na vida cristã”.

 

Reportagem Fotográfica

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.