Lectio divina para o 6º Domingo do Tempo Comum, Ano C (Podcast)

Descarregue o podcast da Lectio Divina no seu telemóvel e faça a sua reflexão em qualquer lugar e a qualquer hora...

Texto: Marcelo de Moraes, P
Vozes: Sónia Duarte, João Rodrigo, Paulo Adriano, Afonso Miguel
Pós-Produção: José Simões, Rádio Canção Nova

«BENDITO QUEM CONFIA NO SENHOR»

Breve introdução

A oração coleta do 6º Domingo do Tempo Comum leva-nos a pedir a Deus que nos conceda a graça de viver de tal modo que mereçamos ser a sua morada. Por isso, a liturgia da Palavra deste Domingo exorta à confiança em Deus. A leitura do livro do profeta Jeremias (Jer 17,5-8), muito ligada ao salmo responsorial (Sal 1), coloca-nos diante de uma decisão a tomar: estar em Deus ou estar longe d’Ele. Confiar n’Ele ou simplesmente confiar no que é humano. A conclusão é taxativa: «Maldito quem confia no homem; bendito quem confia no Senhor».  

Palavra de Deus (Jer 17,5-8)

Vamos escutar uma passagem do livro do profeta Jeremias 

«Eis o que diz o Senhor:
«Maldito quem confia no homem
e põe na carne toda a sua esperança,
afastando o seu coração do Senhor.
Será como o cardo na estepe,
que nem percebe quando chega a felicidade:
habitará na aridez do deserto, terra salobre, onde ninguém habita.
Bendito quem confia no Senhor e põe no Senhor a sua esperança.
É como a árvore plantada à beira da água,
que estende as suas raízes para a corrente:
nada tem a temer quando vem o calor
e a sua folhagem mantém-se sempre verde;
em ano de estiagem não se inquieta
e não deixa de produzir os seus frutos».

Meditação

«Eis o que diz o Senhor». 

Senhor, eu quero ouvir-Te. Dá-me sempre a graça de procurar e encontrar a Tua voz. Fala-me. Orienta-me.  Exorta-me. Eu preciso e quero ouvir-Te e ser orientado por Ti. 

– Tenho procurado a voz de Deus? Tenho ouvido o que Ele me diz? Procuro ouvi-l’O através da sua Palavra?

«Maldito quem confia no homem e põe na carne toda a sua esperança, afastando o seu coração do Senhor». 

Confiar em Deus é necessário para a sobrevivência de Israel. Eu também quero confiar em Deus, mas muitas vezes o mundo fala-me, dá-me instruções e as suas leis falam mais alto. 

– Confiar no ser humano: em que sentido tem acontecido na minha vida e com que resultado? Quando e como ponho a minha esperança nos seres humanos? Quando e como afasto o meu coração do Senhor?

«Será como o cardo na estepe, que nem percebe quando chega a felicidade: habitará na aridez do deserto, terra salobre, onde ninguém habita». 

Obrigado, Senhor, pela Água viva da tua presença em mim. Obrigado, porque a felicidade tem chegado à minha vida. Por isso é essencial que eu não me afaste de Ti.

– A minha vida espiritual tem sido árida? Tenho vivido profundidade a relação com Deus? A oração tem-me dado raízes, que procuram água na profundidade da terra árida? Como procuro Deus na minha vida? 

 «Bendito quem confia no Senhor e põe no Senhor a sua esperança». 

Obrigado, Senhor, pela tua presença em tantos momentos da minha vida. Tu estás presente nos Sacramentos da Igreja. Estás presente na Eucaristia, na tua Palavra, na comunidade cristã. Tu és um Deus presente. 

– Tenho confiado em Deus e posto n’Ele a minha esperança? Quando é que não confio e não espero n’Ele?

«É como a árvore plantada à beira da água, que estende as suas raízes para a corrente: nada tem a temer quando vem o calor e a sua folhagem mantém-se sempre verde; em ano de estiagem não se inquieta e não deixa de produzir os seus frutos».

Obrigado, Senhor, porque estás comigo, está em mim. Que eu saiba procurar-Te sempre e me aproxime de Ti. Que eu me refugie em Ti, na tua presença na Eucaristia. Tu és a Água viva que nutre a minha vida e faz que eu cresça, floresça e dê fruto. Contigo nada temo. 

Tenho procurado estar sempre na presença de Deus? A minha confiança n’Ele faz-me não temer o “calor” e manter a minha folhagem sempre verde? Tenho feito do meu dia-a-dia uma oportunidade de estar com Deus? A Eucaristia dominical é sempre esse momento de encontro com Deus? 

Oração

Tu, Senhor, és a Água viva.
Eu sou aquela árvore próxima de Ti.
Tu, Senhor, cuidas de mim. Que eu nunca me afaste de Ti.
Bendito sejas, Senhor, pelo Teu amor.
Bendito sejas porque me alimentas e me capacitas a dar frutos.
Confio na Tua Palavra, confio em Ti.
Tu estás presente em mim.
Ajuda-me, Senhor, inspirando-me com o teu Espírito,
a confiar em Ti.
Ajuda-me, Senhor, com a força do teu Espírito,
a permanecer em Ti.
Eis-me aqui, Senhor!
Eu quero estar em Ti!
Ámen.

OUVIR
https://anchor.fm/leiria-fatima
DESCARREGAR
http://l-f.pt/podlec

Esquemas alternativos em texto: https://lectio.leiria-fatima.pt

plugins premium WordPress