Lectio divina para o 5º Domingo do Tempo Comum, Ano A

Após a proclamação das bem-aventuranças, Jesus dirige-se aos seus discípulos para definir a sua missão com as imagens do sal e da luz.
http://lefa.pt/?p=51818

 

Como tornar-se sal e luz para o mundo  

Lectio Divina para o Domingo V do Tempo Comum (Ano A). 05.02.2023

Breve introdução

Após a proclamação das bem-aventuranças, Jesus dirige-se aos seus discípulos para definir a sua missão com as imagens do sal e da luz: os discípulos devem difundir no mundo a sabedoria que impregna a vida de sabor e significado, não deixar que a humanidade se deteriore e apodreça, levada pelo mal, e testemunhar a infalibilidade do amor de Deus, respondendo a este amor com a prática das boas obras. 

Em cada domingo, ouvindo a Palavra de Deus e participando na Eucaristia, o cristão recebe a força de Jesus Cristo para se tornar capaz de praticar as obras do amor em relação ao seu próximo.

  • Invocação

Concedei-nos, Senhor, a graça de ter um coração aberto e disponível,
capaz de mergulhar no teu amor
para aurir toda a força necessária para vencer
as tentações da vaidade e da arrogância dos nossos pecados
e poder dar testemunho deste mesmo amor
pelas nossas ações do dia-a-dia
em favor dos nossos irmãos e irmãs. Amem.

2. Escuta da Palavra de Deus

2.1. Vamos ouvir um excerto do Evangelho segundo S. Lucas

Nas parábolas, através de imagens conhecidas pelo seu auditório, o Senhor aproxima-se verdadeiramente de todos e chega ao coração onde está o afeto e o querer e de onde surge a vontade: a decisão e a escolhas cotidianas da existência. Assim, hoje o discípulo é convidado a assumir a sua identidade cristã, deixando-se guiar pelo Espírito, de maneira a manter no mundo de hoje a sabedoria divina e o amor que dão sentido e sustentam toda a vida.

2.2. Leitura do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Mateus (Mt 5, 13-16)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Vós sois o sal da terra. Mas se ele perder a força, com que há de salgar-se? Não serve para nada, senão para ser lançado fora e pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende uma lâmpada para a colocar debaixo do alqueire, mas sobre o candelabro, onde brilha para todos os que estão em casa. Assim deve brilhar a vossa luz diante dos homens, para que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai que está nos Céus”.

Palavra da salvação

(momento de silêncio para interiorizar a Palavra)

2.3. Breve comentário

Face este Evangelho, cabe-nos descobrir a força real destas imagens e a maneira de poder levar até às nossas ações este desejo do Senhor de sermos suas testemunhas no meio dos homens na nossa vida cotidiana.

No fundo, é uma questão de fé. Parece que antigamente havia mais fé do que hoje, mas será? O que havia era uma maior afluência de gente na igreja, mas isso é fé? Se calhar, segundo os nossos critérios é! A partir desta Palavra do Senhor, descobrimos que o critério de fé de Jesus é outro: mesmo que muitos dos fregueses habituais da Igreja continuem a reduzir a sua relação com Deus ao cumprimento escrupuloso de práticas religiosas, o que verdadeiramente interessa ao Senhor é a retidão e a justiça da nossa vida, ou seja, a presença do amor nas nossas ações a favor de outrem. Mas uma coisa não impede a outra:  é preciso ir á missa dominical e praticar o amor em relação aos outros.

  • Silêncio meditativo e diálogo

“Vos sois o sal da terra. Mas se ele perder a sua força, com que há de salgar-se? Não serve para nada, senão para ser lançado fora e pisado pelos homens”

O Senhor convida o cristão a conservar a sabedoria divina na vida, pelas ações, não excluindo a Deus, mas combatendo a apatia e indiferença atual da sociedade – que já perdeu o sabor, é insossa e vive só a dimensão material e consumista da vida, que deixa um grande vazio de sentido existencial: o sabor da vida não é tanto o ter, mas experimentar a alegria de ser amado por Deus e partilhar este amor pela vida fora. E mais: conservar os valores cristãos, não deixar caducar na vida a presença de Deus, “porque agora a sociedade mudou”, como dizem muitos. Mas a fé não mudou, a Palavra de Deus não mudou. É preciso deixar-se guiar pelos valores evangélicos para superar a perversão, o ódio, a violência, o abuso, as guerras, resgatar o valor sagrado da vida, etc. 

Sou capaz de fazer presente a minha fé na sociedade? Qual é a minha postura de fé perante o valor inviolável da vida, posto em causa pela violência, o aborto, a eutanásia…?

“Vos sois a luz do mundo”

Os discípulos são continuadores da missão confiada por Deus a Israel de serem depositários da sabedoria divina revelada a Moisés. Jesus não se refere só a esta luz sapiencial mas às obras de amor, concretas, verificáveis. É com estas obras que o Senhor quer que os discípulos iluminem o mundo.

Sou consciente da minha vocação cristã de iluminar o mundo? São “luminosas” as minhas ações? Como posso aumentar a luz da minha vida?

“Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte”

O aparecer não é simplesmente para serem notados, para se mostrarem, o que seria uma contradição, já que as boas obras têm por fim último glorificar a Deus, fonte de todo bem. O que o Senhor quer é que a vida dos discípulos seja orientada pelo Seu Espírito.

Que sinal passo para o mundo com a minha vida? Que atitudes e obras da minha vida dão testemunho de que sou cristão?

“Nem se acende uma lâmpada para a colocar debaixo do alqueire, mas sobre o candelabro, onde brilha para todos os que estão em casa”

Desde o alto, a lâmpada ilumina tudo, até os cantos mais escondidos: o discípulo é chamado a não ocultar, a não esconder as partes mais exigentes da mensagem do Senhor. O cristão manifesta na própria vida a sua fé, sem medo de não ser ouvido ou até de ser perseguido ou ridicularizado…

Falo do Senhor e dou testemunho da minha fé em toda parte? Ou guardo-a só para a minha intimidade? Tenho medo de ser visto como antiquado?

  • Propósito e oração final 

– Durante esta semana, rezo este texto do Evangelho, louvo e agradeço a Deus pelas luminosa e animadoras palavras de Jesus. Procuro estar atento às oportunidades para ser luz e sal no mundo, fazendo algumas boas obras.

Rezemos um trecho de Isaías:

Dias virão em que o monte da casa do Senhor
Será estabelecido no mais alto das montanhas
E se alçará acima de todos os outeiros.
A ele acorrerão todas as nações,
Muitos povos virão, dizendo:
“Vinde, subamos ao monte do Senhor,
À casa do Deus de Jacob,
Para que ele nos instrua a respeito dos seus caminhos
E assim andemos nas suas veredas.”
Com efeito, de Sião sairá a Lei,
E de Jerusalém, a palavra do Senhor. (Is 2, 2-3)

Repositório LECTIO DIVINA
https://bit.ly/2W4uDI6
O módulo não pode ser fornecido porque o conteúdo solicitado não é (por mais tempo) acessível. Entre em contato com o administrador para obter acesso.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress