Lectio divina para o 2º Domingo do Tempo Comum, Ano A, Ano A (Podcast)

Descarregue o podcast da Lectio Divina no seu telemóvel e faça a sua reflexão em qualquer lugar e a qualquer hora...

Texto: Pe. José Henrique
Vozes: Ezequiel Gonçalves e Maria Gonçalves
Pós-Produção: José Simões

«Eis o Cordeiro de Deus»

Introdução

São João não narra o momento do batismo de Jesus como os outros evangelistas. Oferece-nos, porém, o testemunho de João Batista que, ao ver aproximar Jesus, recorda como sobre Ele desceu e permaneceu o Espírito, e proclama Jesus como o Cordeiro de Deus, o Filho de Deus. Com esta apresentação, João Batista transporta-nos já para ambiente pascal, em que o sangue do Cordeiro é sinal da salvação que Deus oferece à humanidade. Jesus é este Cordeiro que se faz presente na Eucaristia, memorial da salvação que Deus nos oferece.

Palavra de Deus

Vamos escutar uma passagem do Evangelho segundo São João (Jo 1, 29-34)

Naquele tempo, João Batista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou: «Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. É d’Ele que eu dizia: ‘Depois de mim vem um homem, que passou à minha frente, porque era antes de mim’. Eu não O conhecia, mas foi para Ele Se manifestar a Israel que eu vim batizar na água». João deu mais este testemunho: «Eu vi o Espírito Santo descer do Céu como uma pomba e permanecer sobre Ele. Eu não O conhecia, mas quem me enviou a batizar na água é que me disse: ‘Aquele sobre quem vires o Espírito Santo descer e permanecer é que batiza no Espírito Santo’. Ora, eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus».

Meditação

Sente-se como que uma “urgência” da parte do Precursor: chegou o momento para o qual fora escolhido e preparado por Deus, o momento de dar testemunho do Messias. Há uma novidade que não pode ficar calada: Deus faz-se próximo e solidário com a humanidade pecadora, e vem Ele mesmo para se oferecer pela sua salvação.

Ao falar do “cordeiro”, João Batista tem presente duas imagens bíblicas sugestivas: recorda-nos não apenas o “cordeiro pascal”, símbolo da ação libertadora de Deus no êxodo do Povo do Egito, mas também a imagem do “servo sofredor”, cordeiro levado ao matadouro que assume os pecados do Povo e realiza a expiação do pecado.

Jesus é aquele que vem libertar. É o que “tira o pecado do mundo”. É também o “Filho de Deus”: nele permanece o Espírito Santo e, por Ele, toda a vida de Deus, a sua misericórdia e amor, envolve a humanidade que é batizada, “submergida” no mesmo Espírito.

Em cada Eucaristia, escutamos de novo a afirmação de João Batista. Diante da presença de Jesus no Pão consagrado, respondemos com as palavras do centurião: “Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo”. Neste diálogo professamos a nossa fé no Filho de Deus, o Cordeiro entregue para tirar o pecado, presente e alimento na Eucaristia; e reconhecemos, com humildade, que é Ele quem nos procura, nos salva e nos alimenta na nossa fragilidade. Ao comungar, voltamos sempre a querer deixar-nos “submergir”, por dentro, no seu Espírito de amor.

– Procuro viver a Eucaristia e, de modo particular, a comunhão sacramental, como um verdadeiro encontro com Jesus Cristo?

– Acolho a sua presença e ação salvadora na minha vida?

– Reconheço a presença e ação do Espírito Santo de Deus na minha vida?

– O que faço para aprofundar a minha relação pessoal com a pessoa do Espírito Santo?

«Aprendamos de João Batista a não presumir que já conhecemos Jesus, que já sabemos tudo sobre Ele. Não é assim. Contemplemos com os olhos e ainda mais com o coração; e deixemo-nos instruir pelo Espírito Santo, que interiormente nos diz: É Ele! Ele é o Filho de Deus feito cordeiro, sacrificado por amor. Ele, só Ele carregou, só Ele sofreu, expiou o pecado, o pecado de cada um de nós, o pecado do mundo, e também os meus pecados. Todos. Assumiu-os todos sobre si e libertou-nos deles para que finalmente fôssemos livres, já não escravos do mal. Sim, somos ainda pobres pecadores, mas não escravos, não, não escravos: filhos, filhos de Deus!» (Papa Francisco).

– Como procuro aprofundar o meu conhecimento, comunhão e intimidade com Jesus Cristo?

– Sinto-me verdadeiramente um pecador a quem Jesus ofereceu a salvação?

– Como dou testemunho de Jesus com a minha vida e palavra?

Oração final

Senhor Jesus,
acreditamos que Tu és o Cordeiro de Deus,
que na cruz te ofereceste por nós,
o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
Acreditamos que és o Filho de Deus:
acolhendo o dom da tua vida no Batismo,
em ti, pelo Espírito, somos, também nós, filhos de Deus.
Faz-nos encontrar em ti, Senhor,
a luz que veio ao mundo para iluminar o nosso caminhar,
aprendendo contigo a viver como filhos de Deus.
Ámen.

OUVIR
https://anchor.fm/leiria-fatima
Repositório PODCAST
http://l-f.pt/podlec
O módulo não pode ser fornecido porque o conteúdo solicitado não é (por mais tempo) acessível. Entre em contato com o administrador para obter acesso.

Esquemas alternativos em texto: https://lectio.leiria-fatima.pt

plugins premium WordPress