Lectio divina para o 20º Domingo do Tempo, Ano C (Podcast)

Descarregue o podcast da Lectio Divina no seu telemóvel e faça a sua reflexão em qualquer lugar e a qualquer hora...

Texto: Pe. Pedro Viva
Vozes: Carla Pereira, Francisca Ferreira, Filipe Ferreira e Bernardo Ferreira
Pós-Produção: José Simões

A fé e a Esperança: fonte de Perseverança

Lectio divina para o XX Domingo do Tempo Comum – Ano C (14.08.2022)

Introdução

Neste tempo estival e, para muitos, de descanso e de férias, a Palavra de Deus deste domingo vem desinstalar-nos, a partir das palavras de Jesus e do exemplo de Jeremias. A obra da evangelização requer um empenho constante, um esforço diário, um risco permanente para quem a quer abraçar não apenas como uma tarefa a cumprir, mas como uma vocação/missão. Propor um mundo novo, uma lógica nova (a de Deus), exige persistência e audácia, criatividade e capacidade de leitura dos sinais dos tempos. A perseverança na missão da Igreja só é possível quando é gerada na fé e na esperança. Jeremias é bem o exemplo de como podemos alternar entre a confiança e a desilusão, entre a coragem e o medo. Porém, quem for perseverante até ao fim, esse encontrará a alegria da salvação. 

Palavra de Deus

Vamos escutar uma passagem do Livro de Jeremias

“Naqueles dias, os ministros disseram ao rei de Judá: «Esse Jeremias deve morrer, porque semeia o desânimo entre os combatentes que ficaram na cidade e também todo o povo com as palavras que diz. Este homem não procura o bem do povo, mas a sua perdição». 

O rei Sedecias respondeu: «Ele está nas vossas mãos; o rei não tem poder para vos contrariar». Apoderaram-se então de Jeremias e, por meio de cordas, fizeram-no descer à cisterna do príncipe Melquias, situada no pátio da guarda. Na cisterna não havia água, mas apenas lodo, e Jeremias atolou-se no lodo. 

Entretanto, Ebed-Melec, o etíope, saiu do palácio e falou ao rei:

«Ó rei, meu senhor, esses homens procederam muito maltratando assim o profeta Jeremias:

meteram-no na cisterna, onde vai morrer de fome, pois já não há pão na cidade».

Então o rei ordenou a Ebed-Melec, o etíope: «Leva daqui contigo três homens e retira da cisterna o profeta Jeremias, antes que ele morra».”

Meditação

– O profeta Jeremias, como tantos profetas antes de si e depois si, por fidelidade à missão recebida de Deus, sentiram-se perseguidos, injustiçados e incompreendidos. Muitos arriscaram a vida, preferindo a morte do que desobedecer a Deus. Também Jesus faz a mesma experiência. Abandonado por muitos, mas confortado e amparado por Deus-Pai. 

Como vivo eu as contrariedades que enfrento por ser um cristão comprometido?

– Metido numa cisterna, no meio do lodo e sem alimento, Jeremias deve ter sentido que o seu fim estava próximo. Mas Deus, através de um escravo etíope, veio em seu auxílio. 

E hoje, a quem sou eu enviado a levar a libertação e a salvação de Deus, apesar da minha pequenez e aparente insignificância?

– A Eucaristia, sacramento do Mistério Pascal de Jesus, é memorial do Seu amor por cada um de nós. Hoje a salvação de Deus pode chegar a muitos que se sentiram interpelados no final da Eucaristia: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe». Um ide comprometido a fazer o bem, na certeza de que o Senhor está connosco. 

Ao participar neste sacramento, sinto-me interpelado a ser também este pão entregue em resgate dos que se encontrem à beira do desespero e da morte? A ser um outro Cristo que fiel à vontade de Deus-Pai, anuncia a esperança e a salvação?

Oração

Na confiança de filhos, rezemos como Jesus, exaltado nos céus, nos ensinou: 

Pai-nosso…

OUVIR
https://anchor.fm/leiria-fatima
Repositório PODCAST
http://l-f.pt/podlec
O módulo não pode ser fornecido porque o conteúdo solicitado não é (por mais tempo) acessível. Entre em contato com o administrador para obter acesso.

Esquemas alternativos em texto: https://lectio.leiria-fatima.pt

plugins premium WordPress