Lectio divina para o 14º Domingo do Tempo Comum, Ano A (Podcast)

Descarregue o podcast da Lectio Divina no seu telemóvel e faça a sua reflexão em qualquer lugar e a qualquer hora...

Texto: Ana Ferreira e Nuno Prazeres
Vozes: Jorge Maia, Sandra Maia e Carla Pereira
Pós-Produção: José Simões

«Vinde a Mim, todos os que andais cansados e oprimidos»

Introdução

Todos nós procuramos uma vida com mais saúde, mais vigor, mais prazer. Compramos pomadas para tirar as dores, comprimidos para curar uma gripe, cremes para rejuvenescer a pele, produtos que garantem a satisfação dos consumidores. 

E Jesus, o que tem para nos oferecer? Um coração renovado que impulsione a cura das nossas feridas e nos faça encontrar o sentido para a vida.

Palavra de Deus

Escuta com atenção esta passagem do Evangelho segundo São Mateus (Mt 11, 25-30)

Naquele tempo, Jesus exclamou: «Eu Te bendigo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas verdades aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, Eu Te bendigo, porque assim foi do teu agrado. Tudo Me foi dado por meu Pai. Ninguém conhece o Filho senão o Pai e ninguém conhece o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar. Vinde a Mim, todos os que andais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e a minha carga é leve».

Meditação

  • «Eu Te bendigo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas verdades aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos.»

Jesus mostra-nos que a lógica de Deus não é dos homens. O sucesso da vida não se mede pela riqueza nem pelo poder. A verdadeira felicidade é fruto do reconhecimento de Deus como Pai, Senhor do Céu e da Terra, de quem recebemos a vida e a quem devemos uma atitude de gratidão e de solicitude.

Costumo bendizer a Deus? Celebro a Eucaristia como verdadeira ação de graças pelos dons que recebo de Deus? Ou vou à missa apenas para cumprir um ritual?

  • «Ninguém conhece o Filho senão o Pai e ninguém conhece o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.»

Jesus é o Filho bem-amado de Deus. É o mestre da sua comunidade e o caminho para chegar ao Pai. Reza no meio do povo, revela-se muito humano e, ao mesmo tempo, o Salvador.

Reconheço Jesus como o meu Salvador e vivo como seu discípulo, de modo coerente? Faço da Eucaristia tempo de encontro com Deus e alimento de vida cristã?

  • «Vinde a Mim, todos os que andais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei

Jesus fala para todo o seu povo: para as vítimas da pobreza, da violência e da injustiça, mas também para aqueles que são os responsáveis pela miséria imposta a tantos. Ele propõe uma mudança de paradigma, uma inversão de valores: alargar o horizonte da vida à eternidade e, ao mesmo tempo, estar disponível a ser instrumentos da Graça de Deus na vida daqueles que nos rodeiam. Este coração renovado é o que Jesus nos oferece: um coração manso e humilde onde Deus pode reinar e através do qual se manifesta na sua infinita misericórdia. Acolhendo a proposta de Jesus e seguindo-O, encontramos o consolo do Pai e descobrimos a vida plena, a salvação.

Ser cristão é para mim uma alegria permanente? Ou uma prisão a hábitos e tradições sem sentido? Sinto-me comprometido e responsável pelos irmãos que sofrem? Ou vivo alheio à sua realidade?

Oração

Rezemos com São Francisco de Assis:

Ó glorioso Deus altíssimo,
ilumina as trevas do meu coração,
concede-me uma fé verdadeira,
uma esperança firme
e um amor perfeito.
Mostra-me, Senhor, o recto sentido e conhecimento,
a fim de que possa cumprir o sagrado encargo
que na verdade acabas de me dar.
Ámen. 

OUVIR
https://anchor.fm/leiria-fatima
Repositório PODCAST
http://l-f.pt/podlec
O módulo não pode ser fornecido porque o conteúdo solicitado não é (por mais tempo) acessível. Entre em contato com o administrador para obter acesso.

Esquemas alternativos em texto: https://lectio.leiria-fatima.pt

plugins premium WordPress