Lectio divina para o 13º Domingo do Tempo Comum (Podcast)

Descarregue o podcast da Lectio Divina no seu telemóvel e faça a sua reflexão em qualquer lugar e a qualquer hora...

Texto: P. José Henrique Pedrosa
Vozes: Paula Costa e Xavier Ferreira

Eu te ordeno: Levanta-te

Lectio Divina para o Domingo XIII do Tempo Comum (Ano B), 27/6/2021

Introdução

No Evangelho deste domingo, na sua forma longa, Jairo, um dos chefes da sinagoga, vem procurar Jesus para que imponha as mãos à sua filha de doze anos que está a morrer. Pelo caminho uma mulher que sofre com o fluxo de sangue há doze anos, toca as vestes de Jesus na esperança de ser curada, o que de facto acontece. O caminho interrompido por este encontro, continua até casa de Jairo, onde Jesus ordena àquela menina que se levante.

São duas narrações interligadas, com o centro na fé, revelando que Jesus é Aquele que restitui a vida a quem confia plenamente nele. Escutamos e meditamos a forma breve do texto, que nos centra nos acontecimentos em torno de Jairo e da sua filha.

Palavra de Deus (Mc 5, 21-24.35b-43)

Vamos escutar uma passagem do Evangelho segundo São Marcos 

Naquele tempo, depois de Jesus ter atravessado de barco para a outra margem do lago, reuniu-se uma grande multidão à sua volta, e Ele deteve-Se à beira-mar. Chegou então um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo. Ao ver Jesus, caiu a seus pés e suplicou-Lhe com insistência: «A minha filha está a morrer. Vem impor-lhe as mãos, para que se salve e viva». Jesus foi com ele, seguido por grande multidão, que O apertava de todos os lados. Entretanto, vieram dizer da casa do chefe da sinagoga: «A tua filha morreu. Porque estás ainda a importunar o Mestre?». Mas Jesus, ouvindo estas palavras, disse ao chefe da sinagoga: «Não temas; basta que tenhas fé». E não deixou que ninguém O acompanhasse, a não ser Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago. Quando chegaram a casa do chefe da sinagoga, Jesus encontrou grande alvoroço, com gente que chorava e gritava. Ao entrar, perguntou-lhes: «Porquê todo este alarido e tantas lamentações? A menina não morreu; está a dormir». Riram-se d’Ele. Jesus, depois de os ter mandado sair a todos, levando consigo apenas o pai da menina e os que vinham com Ele, entrou no local onde jazia a menina, pegou-lhe na mão e disse: «Talita Kum», que significa: «Menina, Eu te ordeno: Levanta-te». Ela ergueu-se imediatamente e começou a andar, pois já tinha doze anos. Ficaram todos muito maravilhados. Jesus recomendou-lhes insistentemente que ninguém soubesse do caso e mandou dar de comer à menina.

Palavra da salvação

Meditação

«A minha filha está a morrer. Vem impor-lhe as mãos, para que se salve e viva».

Nesta oração sentimos a preocupação de cada pai pela vida e pelo bem dos seus filhos. Mas também a grande fé que Jairo tem em Jesus. Sentir-se necessitado de cura e confiar em Jesus são as duas condições essenciais para ser curado. Quem o faz, pode saber-se acompanhado, como acontece com aquele pai que logo encontrou Jesus a caminhar a seu lado.

  • Sinto necessidade de ser curado? De algo, de algum pecado, de algum problema? E, se sinto isto, tenho fé em Jesus e busco a sua ajuda?

«Não temas; basta que tenhas fé».

No momento do anúncio da morte da sua filha, Jairo escuta estas palavras de Jesus que infundem coragem. E di-las também a nós, muitas vezes: «Não temas; basta que tenhas fé». Perante as situações de escuridão, de morte, de desânimo, a verdadeira fé em Jesus faz-nos redescobrir a esperança.

  • Acredito que Jesus me pode despertar da morte? Creio na ressurreição e na vida eterna? 

«A menina não morreu; está a dormir». Riram-se d’Ele. 

«Jesus é o Senhor, e diante dele a morte física é como um sono: não há motivo para desesperar. A morte que devemos recear é outra: a do coração endurecido pelo mal! Dessa sim, devemos ter medo!» (Papa Francisco). Perante as incompreensões, e mesmo de quem troça e se ri da fé na ressurreição, esta é fonte da nossa esperança, e o grande anúncio que temos para partilhar com a humanidade: a nossa vida neste mundo é uma peregrinação que nos conduz, com Jesus, à casa do Pai, na eternidade.

  • Procuro aprofundar a minha fé na ressurreição? Procuro viver cada Eucaristia como um verdadeiro encontro com Cristo ressuscitado?

«Talita Kum»: Ela ergueu-se imediatamente e começou a andar. 

«Mesmo que toquemos o fundo, somos alcançados pela voz terna e forte de Jesus: “Eu te ordeno: Levanta-te!”. É bom ouvir esta palavra de Jesus dirigida a cada um de nós: “Eu te ordeno: Levanta-te! Vai. Levanta-te, coragem, levanta-te!”» (Papa Francisco). A palavra de Jesus continua a dar-nos coragem para não ficarmos imóveis diante das situações de morte: é preciso começar, sempre de novo, a andar.

  • Procuro escutar, aprofundar e rezar a Palavra de Deus para nela encontrar Jesus que me fala e me encoraja?

Jesus mandou dar de comer à menina.

O cuidado de Jesus para que aquela menina, que começou a andar, não caia de novo, passam por esta indicação tão prática: a vida nova precisa de ser alimentada. A família e a comunidade, ali representada pelo pai da menina e pelos discípulos que acompanhavam Jesus, são convidadas a não descuidar esta missão essencial: alimentar a vida recebida. Alimento que se encontra e partilha na Palavra e na oração, na reflexão e na catequese, na caridade e no serviço, nos Sacramentos e, sobretudo, na Eucaristia.

  • Como procuro alimentar a minha fé e a vida nova recebida no Batismo? Encontro, na Eucaristia, um alimento de vida eterna?

Oração 

Senhor Jesus,
tu que percorreste os caminhos da humanidade
para a salvar e levantar da morte,
dando, por nós, a tua vida na cruz,
derrama sobre nós o Espírito Santo
para que não desanimemos diante das dificuldades.
Nós te pedimos: aumenta a nossa fé!
Ajuda-nos a viver confiantes da tua presença,
para que sejamos, também nós, fonte de esperança
para aqueles que caminham a nosso lado.
Ámen.

OUVIR
https://anchor.fm/leiria-fatima
DESCARREGAR
http://l-f.pt/podlec

Esquemas alternativos em texto: https://lectio.leiria-fatima.pt

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.