Lectio divina para o 13º Domingo do Tempo, Ano C

A partir deste domingo, o Evangelho apresenta Jesus caminhando para a Paixão desejando acolher e levar consigo todos os que encontrar neste caminho e estejam dispostos a segui-lo.

Quero seguir-te!

Breve introdução

A partir deste domingo, o Evangelho apresenta Jesus caminhando para a Paixão desejando acolher e levar consigo todos os que encontrar neste caminho e estejam dispostos a segui-lo. Já a primeira leitura lança o desafio do seguimento lançado pelo profeta Elias a Eliseu. 

1. Invocação

Senhor Jesus, neste dia, diante da tua Palavra, quero me deixar invadir pelo teu amor que ultrapassa todo o meu entendimento. Quero pedir-te que pelo teu Espírito Santo me seja concedida a graça de seguir-te de uma forma decidida, disposto a seguir-te até ao fim.

2. Escuta da Palavra de Deus 

2.1. Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo Segundo São Lucas (Lc 9, 51-62)

Aproximando-se os dias de Jesus ser levado deste mundo, Ele tomou a decisão de Se dirigir a Jerusalém e mandou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram numa povoação de samaritanos, a fim de Lhe prepararem hospedagem. Mas aquela gente não O quis receber, porque ia a caminho de Jerusalém. Vendo isto, os discípulos Tiago e João disseram a Jesus: «Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu que os destrua?». Mas Jesus voltou-Se e repreendeu-os. E seguiram para outra povoação. Pelo caminho, alguém disse a Jesus: «Seguir-Te-ei para onde quer que fores». Jesus respondeu-lhe: «As raposas têm as suas tocas e as aves do céu os seus ninhos; mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça». Depois disse a outro: «Segue-Me». Ele respondeu: «Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai». Disse-lhe Jesus: «Deixa que os mortos sepultem os seus mortos; tu, vai anunciar o reino de Deus». Disse-Lhe ainda outro: «Seguir-Te-ei, Senhor; mas deixa-me ir primeiro despedir-me da minha família». Jesus respondeu-lhe: «Quem tiver lançado as mãos ao arado e olhar para trás não serve para o reino de Deus».

Palavra da salvação.

2.2. Breve comentário

Jesus toma uma atitude firme e decidida de seguir o caminho de Jerusalém. É um caminho geográfico da Galileia à Judeia, mas mais que isso, é um caminho de total confiança no Pai e a orientação total da sua vida para o Pai. Jesus caminha sem hesitação para a cruz.

Para preparar este caminho, Jesus envia mensageiros que vão preparar a vinda do próprio Jesus. A nossa missão é sempre de mensageiros. A mensagem é o próprio Jesus Cristo. Nós apenas abrimos as portas e os corações para que entre o Rei da Glória.

Percebendo que havia quem não estava disponível para acolher o Senhor, Tiago e João queriam dizimar a população. Estes discípulos sabiam a linguagem da ameaça e do poder, mas ainda não tinham aprendido de Jesus a pedir e a receber; a pedir e a receber com humildade, sabendo que a rejeição faz parte da vida de Jesus, não só na Samaria, como também tinha acontecido em Nazaré e como o esperava também em Jerusalém.

No texto de hoje, alguns manifestam o desejo de seguir Jesus. Alguém cujo nome, intenções a até resposta desconhecemos foi o primeiro e a quem Jesus respondeu sem rodeios que seguir Jesus é colocar-se numa aventura verdadeiramente radical: “o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”, se o quiseres seguir sabes que é com isto que vais contar!

Mais adiante, diz a alguém “segue-me”, mas a necessidade de ir primeiro sepultar os mortos impõe-se, e nós percebemos a intenção de Jesus e do evangelista em ajudar a compreender que em Jesus a atitude diante da morte é radicalmente transformada. O mesmo em relação ao que pede para se despedir da família e a quem Jesus mostra a urgência da nova missão acolhida com radicalidade.

3. Silêncio meditativo e diálogo

Ele tomou a decisão de Se dirigir a Jerusalém

Quando olho para as contrariedades da minha vida, sinto-me com esta atitude decidida de as enfrentar, acolhendo-as como caminho para seguir Jesus e encontrar uma vida renovada?

mandou mensageiros à sua frente

Eu não sou a mensagem, eu sou apenas o mensageiro. Quando participo na Eucaristia vou com a predisposição de acolher Jesus, ou vou cheio de mim mesmo, das minhas seguranças e preocupações sem disponibilidade para o receber na Palavra e no Pão da Eucaristia?

Tiago e João disseram a Jesus: «Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu que os destrua?».

No meu dia a dia sou capaz de acolher com humildade as rejeições, as incompreensões e as formas de pensar diferentes da minha?

Segue-me».

Estou disponível para seguir Jesus, sabendo que Ele pede um seguimento radical?

4. Desafio e Oração final

Terminar com uma oração pelas vocações:

Senhor da messe
e pastor do rebanho,
faz ressoar em nossos ouvidos
o teu forte e suave convite:
“Vem e segue-me”!
Derrama sobre nós o teu Espírito,
que Ele nos dê sabedoria
para ver o caminho
e generosidade
para seguir a tua voz.

Senhor,
que a messe não se perca
por falta de operários.
Desperta as nossas comunidades
para a missão.
Ensina a nossa vida
a ser serviço.
Fortalece os que querem
dedicar-se ao Reino,
na vida consagrada e religiosa.

Senhor,
que o rebanho
não pereça por falta de pastores.
Sustenta a fidelidade
dos nossos bispos,
padres e ministros.
Dá perseverança
aos nossos seminaristas.
Desperta o coração
dos nossos jovens
para o ministério pastoral
na tua Igreja.

Senhor da messe
e pastor do rebanho,
chama-nos para o serviço
do teu povo.
Maria, Mãe da Igreja,
modelo dos servidores do Evangelho,
ajuda-nos a responder “sim”.

Ámen.

Repositório LECTIO DIVINA
https://bit.ly/2W4uDI6

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress