Idosos dos Pousos estiveram hoje com o Papa e deixaram correr lágrimas de emoção

Para o único grupo português oficialmente presente na praça, a maior surpresa veio a seguir, quando todos os elementos foram convidados a participar nos cumprimentos pessoais ao Papa Francisco.

Na segunda-feira, dia 13 de junho, uma comitiva de 12 idosos e 13 cuidadores do Centro Social e Paroquial dos Pousos (CSPP), fez aquela que, pelos menos para alguns deles, vai ser certamente uma das viagens das suas vidas. O programa da sua ida a Roma para poderem ver de perto o Papa Francisco já estava a ser preparada há largos meses e era bem percetível a ansiedade que se tinha apoderado de cada um dos elementos da comitiva. A enfatizar ainda mais a iniciativa, estiveram os destaques que foram dados um pouco por toda a comunicação social.

Idosos dos Pousos estiveram hoje com o Papa e deixaram correr lágrimas de emoção

Hoje, finalmente, puderam realizar o sonho principal da sua viagem e estiveram com o Papa Francisco na habitual audiência das quartas-feiras. O grupo foi instalado muito próximo do local da presidência, onde estava o Papa. Se, aí, os idosos ficaram consolados com o aceno do Papa quando passou por eles durante o trajeto que realiza na praça de São Pedro, mais eufóricos ficaram quando, durante a saudação, fez referência ao CSPP e as suas palavras foram especialmente direcionadas para os idosos e para os seus cuidadores. Para o único grupo português oficialmente presente na praça, a maior surpresa veio a seguir quando todos os elementos foram convidados a participar nos cumprimentos pessoais ao Papa Francisco. Cada um, individualmente, teve a oportunidade de saudar o Sumo Pontífice e dirigir-lhe umas breves palavras.

Muita emoção

O primeiro cuidador a cumprimentar o Papa foi Lúcio Roda, que faz parte da direção do Centro. A ele coube a apresentação do grupo e fez questão de fazer referência ao bispo D. António Marto, que também esteve envolvido na iniciativa, ajudando a fazer a ligação com a Santa Sé.

Quem também ficou comovida com a ocasião, foi Alexandra Neves, que esteve na organização da viagem: “foi um momento muito emotivo; o Santo Padre cumprimentou todos, tocou todos, ofereceu um terço a cada idoso e cada cuidador”. Uma das ofertas, que o Centro Social deu ao Papa foi, como não podia deixar de ser, uma garrafa de vinho com a sua chancela. Na lista dos presentes esteve também um terço confecionado por uma das utentes, e uma pintura alusiva a Nossa Senhora, executada por um artista plástico.

O pároco, padre Luís Morouço, ficou de fora dos cumprimentos, mas pôde testemunhar a forma como o Papa Francisco tocava as mãos de cada um: “há imagens do Papa a olhar para cada um deles que são extraordinárias; e as mãos parece que se encontram num ato de criação de vida na vida dos nossos idosos”. Acrescentou que “embora não tendo tido a emoção pessoal de estar com o Papa, pude contemplar a emoção dos que ajudei a levar até ele”.

No final dos cumprimentos, o sentimento geral era revelador do que tinham vivido. “Havia algum silêncio”, confidenciou-nos um dos elementos da comitiva, “porque ainda estavam a saborear o momento, mas também houve muitos abraços e lágrimas de emoção”.

VÍDEO da AUDIÊNCIA
https://youtu.be/yN0-Ue25c2w

Dias de surpresas

A viagem deste grupo foi, por si, um momento alto. A maior parte dos idosos era a primeira vez que saía de Portugal, que andava de avião e que se instalava num hotel. E logo para visitar dois países ao mesmo tempo: Itália e Vaticano.

Já durante o voo de ida, a tripulação do avião tinha cumprimentado os idosos e com eles estiveram a conversar. Inclusive, foram convidados a ir à cabine durante e no final do voo, onde tiveram a oportunidade de se sentar na cadeira do piloto e carregar em alguns botões.

O segundo dia, terça-feira, culminou na catedral de São Paulo extramuros. Aí puderam realizam uma cerimónia privada presidida pelo padre Luís Morouço e pelo missionário espiritano Tony Neves, que trabalha em Roma como conselheiro geral da sua congregação. Nesta cerimónia foram homenageadas duas famílias de benfeitores do Centro Social Paroquial dos Pousos e, nomeadamente, desta iniciativa. O casal de uma dessas famílias faz este ano os 25 anos de casados, e foram surpreendidos com a presença dos seus filhos que vieram do estrangeiro, onde trabalham.

O regresso está previsto para amanhã, quinta-feira. Na bagagem terão ainda mais histórias para contar e experiências que nenhuma estória conseguirá relatar.

ÁLBUM FOTOGRÁFICO
https://drive.google.com/drive/folders/http://l-f.pt/wrbd

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress