Golpilheira em festa: 23 crianças fizeram a Primeira Comunhão e seis foram batizadas

Pedras vivas que fizeram uma caminhada catequética nestes três anos, sentindo-se muito felizes por este momento em que se preparavam para acolher Jesus em si.
http://lefa.pt/?p=52914

No passado dia 7 de maio, dia da Mãe, 23 crianças do 3º ano celebraram a tão ansiada Primeira Comunhão, recebendo Jesus Cristo na hóstia consagrada. Dia de festa para eles, suas famílias, catequistas e também motivo de júbilo para toda a Comunidade Cristã da Golpilheira que com eles celebrou este passo importante na sua vida de fé e prática cristã. Pedras vivas que fizeram uma caminhada catequética nestes três anos, sentindo-se muito felizes por este momento em que se preparavam para acolher Jesus em si.

Estando as pessoas já na igreja, a entrada fez-se em cortejo com todos eles acompanhadas do canto “Sou de Cristo sou Feliz”.

Foram depois chamados um a um por uma catequista, apresentando-os a toda a assembleia, que enchia por completo a igreja, decorada com um cartaz da Primeira Comunhão, lindos arranjos de flores nos bancos e símbolos em forma de cálice identificando os nomes de cada criança. Ainda uma foto individual aplicada num coração a apelar ao amor a Jesus, junto de imagens de trigo, pão e vinho. Essencial também um conjunto de vasos com o trigo que cada um semeou e viu crescer, o trigo do qual se faz o pão que é, pela consagração, transformado em Corpo de Jesus. 

Ao longo da celebração, as crianças participaram em vários momentos, como na leitura, no peditório, ofertório ou nos cânticos, mas o momento especial foi mesmo o da própria Comunhão: “Comungar é receber Jesus no nosso próprio coração…como Jesus é bom! Quer ser alimento e dá-Se na comunhão”. Deu para perceber que as crianças estavam muito compenetradas no que estava a acontecer e no ato em que iam participar pela primeira vez: receber Jesus na sagrada comunhão. E fizeram-no com fé e amor a Ele.

Após a comunhão, cantaram “Uma sementinha de trigo” e ouviram os seus pais a fazer o compromisso de continuarem com eles neste caminho que conduz até Deus, pelos seus bons exemplos e ajuda para cumprirem os seus deveres religiosos, manter os filhos no caminho de Deus. Estavam assim conscientes da importância deste dia e que iriam continuar a desempenhar a sua missão de primeiros educadores da fé dos seus filhos.

A juntar a este dia da Mãe, as crianças ofereceram uma flor a Nossa Senhora e outra a cada mãe, em forma de gratidão pela vida e amor incondicional que delas recebem, cantando-lhe louvores.

Por fim, receberam como recordação um diploma da Primeira Comunhão e uma simbólica dezena e tudo terminou com um coro de 23 almas lindas, cantando com muito fulgor e alegria: “Guiado pela mão com Jesus eu vou”. 

Não deixando de partilhar ainda que cerca de uma hora antes desta celebração, seis crianças manifestaram querer ser cristão, recebendo o sacramento do batismo.

O celebrante, revestido das vestes litúrgicas, dirigiu-se à porta da igreja onde estavam as crianças e os pais ou responsáveis, saudando-os juntamente com toda a assembleia. Dialogou com eles que, já não sendo bebés, pediram o consentimento dos pais para serem batizadas, trazendo-os juntamente com os padrinhos para junto do celebrante. Ainda à entrada da igreja, ele interrogou as outras pessoas presentes: “Estas crianças precisam de ser ajudadas pela nossa fé e amizade para continuarem o caminho que hoje começam. Pergunto-vos, pois, a vós, que sois seus amigos e companheiros: estais dispostos a ajudá-las neste seu caminho na fé cristã?” – É isso mesmo que devemos fazer para estes nossos novos irmãos de Fé.

Já dentro da igreja, foi então a celebração dos batismos propriamente dita, onde uma criança leu pela primeira vez uma das leituras. Momento solene que foi muito sentido e feliz para cada criança e para as suas famílias, que de forma diferente viram os seus filhos passar a fazer parte da família de Cristo, através da unção e do derrame da água sobre as suas cabeças, iluminadas pelo Espírito Santo.

Com estas vivências, todas as crianças, famílias e comunidade cristã sentiram-se envolvidas e felizes por mais esta linda e tocante tarde festiva, essencialmente no coração destas crianças. Uma “sementinha de trigo” e de Cristo foi semeada para que se continue, com a ajuda de todos nós, a caminhada de fé e dos bons valores humanos que Jesus nos ensinou. 

“Deixai vir a mim as criancinhas”, na beleza da inocência de cada uma, desde a alegria e o entusiasmo delas, o carinho e empenho das catequistas que também muito se entusiasmaram e contribuíram, juntamente com os pais, para mais uma das mais belas celebrações da vida cristã que toda a assembleia pode assistir.

Cerimónias marcadas por momentos que tocaram o coração, não apenas pelas palavras, mas por ver nos rostos das crianças e restante comunidade emoção, alegria e uma paz que transbordava. 

Jesus prometeu que estaria sempre connosco; não vem apenas para nos visitar, mas permanece em nós através da Eucaristia.

Bem-haja a todos pela presença, empenho e colaboração na partilha deste momento solene, em mais um passo no seu percurso de fé, no sacramento da Eucaristia, que ilumine e abençoe cada um neste percurso.

Esperamos e desejamos agora que continuem ativa e condignamente a receber o Corpo de Cristo, reforço, com a ajuda dos pais e nossa.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress