Foi bom surfar a onda da JMJ. Será bom continuar a surfar a onda da JMJ

Foi no longínquo 24 de fevereiro de 2022. A nossa percepção da Jornada Mundial da Juventude era ainda distante.
http://lefa.pt/?p=54330

Faz agora 80 semanas que iniciámos este suplemento “Há pressa no ar” na REDE – Revista Digital de Leiria-Fátima. Foi no longínquo 24 de fevereiro de 2022. A nossa percepção da Jornada Mundial da Juventude era ainda distante. Talvez alguns ainda duvidassem que fosse mesmo acontecer.

Hoje, lendo os apelos à mobilização e as partilhas que íamos fazendo nesta página sobre o que se vive numa JMJ, procurando mobilizar a diocese, parece que estávamos numa outra dimensão (se puderem, façam esse exercício, eu fiz!). Hoje já percebemos que aquelas palavras ficavam muito aquém do que efetivamente é uma JMJ. Podem comprová-lo os 1 500 peregrinos da Diocese de Leiria-Fátima na JMJ de Lisboa.

Famílias de acolhimento

Procurámos, desde início, a cada semana, mobilizar as famílias da diocese para esta experiência. Chegámos às 1 300 famílias de acolhimento que acolheram cerca de 4 000 jovens nos Dias nas Dioceses.

EALs e COVs

Este suplemento serviu também para unir e motivar os Comités Organizadores Vicariais (COV) e as Equipas de Acolhimento Local (EAL). Por detrás destas siglas estão homens e mulheres de todas as idades que tornaram tudo possível. A eles se juntaram milhares de voluntários um pouco por toda a diocese.

Leiria Faith n’ Fun

Foi o ponto alto dos Dias nas Dioceses como oportunidade de celebração e de encontro mas também de comunicar à “cidade” que temos orgulho e alegria em sermos esta Igreja de Cristo.

COD

O Comité Organizador Diocesano foi a equipa de retaguarda que sonhou todo este caminho desde muito cedo, mobilizou a diocese, procurou criar pontes e foi-se alargando ao longo dos tempos para dar resposta às exigências que se foram colocando. 

Vitamina 23

A 23 de cada mês fomos lançando um novo desafio, uma nova proposta para marcar o ritmo até à JMJ Lisboa 2023.

Peregrinação dos Símbolos

Sentimos que a peregrinação dos Símbolos da JMJ pela nossa diocese foi o momento a partir do qual tudo ganhou um novo ritmo, foi um impulso mobilizador. Esse resultado deveu-se em grande parte ao nosso esforço de comunicação não só neste suplemento semanal como nas redes sociais e noutros meios de comunicação.

Testemunhos

Em cada semana partilhamos um testemunho de como foi viver uma JMJ, inspirando outros a participar em Lisboa 2023.

O número 80 deste suplemento é um virar de página. Não queremos fechar o livro da JMJ, mas sentimos que chegou a hora de colher os frutos do evento para que dêem mais frutos nas nossas comunidades e na evangelização dos nossos jovens no rescaldo do evento.

O que vamos fazer com os dinamismos criados? Como vamos continuar a acolher a disponibilidade e potenciar a alegria com que as famílias de acolhimento receberam os jovens em suas casas? Como vamos continuar a proporcionar aos voluntários a alegria de servir? Como vamos acompanhar em Igreja os jovens que foram peregrinos da JMJ, em Lisboa? Como vamos continuar a transmitir à sociedade a imagem de uma Igreja viva, feliz a seguir Cristo Vivo?
Para terminar, agradeço particularmente à Cristiana a sua dedicação e esforço semanal, assinando a quase totalidade dos textos ao longo deste ano e meio de “Há pressa no ar”.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress