Festa da Esperança na paróquia da Ortigosa

Numa celebração em que se festejou também a Ascensão do Senhor e realizada num mês consagrado a Maria, ficou marcada pela alegria, pelo simbolismo e por muitas emoções.
http://lefa.pt/?p=48632

No sábado dia 28 de maio, os jovens do 5.º ano da catequese da paróquia de Ortigosa celebraram a sua festa: a “Festa da Esperança”.

A celebração teve início recordando a história do Povo de Deus: a “História da Salvação”.

A este propósito é digna de registo a homilia desta bonita celebração:
“Acabamos de recordar alguns momentos desse caminho que Deus fez com a humanidade, desde o início… Evocamos as ações de Deus, a sua bondade e misericórdia, a sua preocupação com a vida e a salvação do seu Povo, a sua ternura para com todos os seus filhos e filhas.
Ao ver tudo isso, ocorre-nos perguntar: Porquê? Porque é que Deus sempre nos acompanhou? Porque é que Deus sempre nos ajudou? Porque é que Deus sempre esteve ao nosso lado, a dizer-nos onde estava a Vida e a felicidade? Só há uma resposta para isto: Deus ama-nos com um amor sem limites, com um amor de pai e de mãe… Por isso, preocupa-se com a vida e a felicidade de todos os seus filhos e filhas. Deus fez todas estas coisas boas e bonitas em favor da humanidade, porque nos ama. Toda a história da relação entre Deus e a humanidade é uma história de amor.
Este ano de catequese mostrou-nos isto: Deus ama todos os homens e mulheres que criou… Por isso, está sempre presente no nosso caminho, no caminho que percorremos todos os dias, dando-nos Vida e conduzindo-nos ao encontro d’Ele. Nada temos a temer, ainda que muitas vezes encontremos, ao longo da nossa vida, situações difíceis, que nos afligem e trazem angústia. Deus ama-nos, Deus vai connosco, Deus dá-nos Vida, Deus cuida de nós, Deus espera-nos de braços abertos na sua cidade de Vida plena e de felicidade sem fim. Ele é a garantia da nossa esperança!
Vamos louvá-lo pela sua bondade e pelo seu amor…”

Numa celebração em que se festejou também a Ascensão do Senhor e realizada num mês consagrado a Maria, ficou marcada pela alegria, pelo simbolismo e por muitas emoções. Como sinais deste sentir marcaram presença: a âncora como sinal de esperança e confiança em Deus; o tradicional ramo da Quinta-feira da Ascensão lembrando que as suas flores são um apelo ao amor e à alegria, as espigas um apelo para que nunca nos falta o pão e o raminho de oliveira um apelo para que entre todos haja sempre luz e paz; um terço feito com a participação de todo o grupo, e oferecido a Nossa Senhora, representando os cinco continentes da terra rogando a Maria para que nos ajude a construir um mundo melhor, sem barreiras, sem armas… Onde haja mais Fé e mais Amor e que sempre habite em nós a Esperança de vermos chegado esse dia.

Escrito por Marília Ferreira

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress