Entrevista a Manuel Lourenço, diretor do Colégio de São Miguel: “Cada aluno é visto na sua individualidade”

Foi conhecido recentemente o ranking das escolas do País, destacando-se nesta classificação várias escolas do distrito de Leiria, algumas delas de instituições religiosas da Diocese de Leiria-Fátima. O Colégio de São Miguel destacou-se nesta listagem, ao colocar-se no 1.º lugar nacional do ranking do sucesso do ensino secundário e na 28.ª posição da geral.

Este feito notável da instituição que é propriedade da Diocese de Leiria-Fátima conferiu reconhecimento pelo trabalho ali desenvolvido.

Atualmente, o Colégio de São Miguel tem Manuel Lourenço como diretor. Natural do concelho de Baião (Porto), com 44 anos de idade, é licenciado em Sociologia pela Universidade do Porto e tem estudos pós-graduados em Estatística e Gestão da Informação na Universidade Nova de Lisboa. Foi ainda docente na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e coordenador de atividades pedagógicas no Colégio Alemão do Porto.

O jornal Presente, numa pequena entrevista, apresenta algumas das diretrizes de Manuel Lourenço, o primeiro leigo que está à frente do Colégio de São Miguel, apresentando resultados de sucesso e históricos para aquela instituição de ensino de Fátima.

Por Joaquim Santos

2018-02-18 colegio2O que significa para o Colégio São Miguel ser reconhecido no 1.º lugar nacional do ranking de sucesso do ensino secundário?

Fiquei muito contente. Já no ano passado tínhamos ficado em 9.º lugar no “ranking de sucesso”, o que demonstra que, a esse nível, o trabalho desenvolvido no Colégio é muito eficaz. De qualquer forma, as boas classificações nos rankings são um bom indicador, mas não esgotam os nossos objetivos. Nem sequer são a parte principal. Queremos que os nossos alunos, quando terminam o seu ciclo de estudos no Colégio, estejam bem preparados para a vida, sejam bons cidadãos, quer prossigam para estudos superiores, quer iniciem uma atividade profissional. O nosso sucesso mede-se pelo sucesso dos nossos alunos. Os rankings são importantes, mas são uma reduzida parte no sucesso na vida dos nossos alunos.

 

Na classificação geral, entre mais de 600 estabelecimentos de ensino, ficarem na 28.ª posição geral é um feito notável. Que metodologias utilizam para atingir esta posição?

O projeto educativo do colégio de São Miguel assume que cada aluno é visto na sua individualidade específica, mas também nas suas múltiplas dimensões. Acredito num projeto educativo integral que, de forma equilibrada, promova a formação intelectual, física, moral e espiritual, relacional, artística, criativa e afetiva. Se conseguirmos intervir em todas essas dimensões de forma equilibrada, envolvendo no processo e de forma eficaz toda a comunidade educativa e sempre com um sentido de trabalho, rigor e responsabilidade, então teremos sucesso. Neste sentido, completamos a oferta formativa com atividades de enriquecimento curricular (clubes, projetos internacionais, concursos internos e externos), com atividades de apoio ao estudo e oficinas específicas das várias disciplinas. Temos também, e de forma permanente, um Serviço de Psicologia e Orientação e um Núcleo de Apoio Educativo Especializado, que, em articulação com todo o corpo docente, estão atentos a todas as situações mais complexas que exijam uma intervenção necessariamente atempada.

 

Entre toda a comunidade educativa existe a alegria de integrar um espaço escolar desta natureza. A formação cristã teve influência neste sucesso?

Sim, sentimos a alegria que se vive no Colégio no dia a dia. O Colégio de São Miguel é uma Escola Católica que pertence à diocese de Leiria-Fátima. Como Escola Católica, caracteriza-se por ser das pessoas e para a pessoa. Como defendia o Papa São João Paulo II, “A pessoa de cada um, com as suas necessidades materiais e espirituais, é central na mensagem de Jesus: por isso a promoção da pessoa humana é o fim da escola católica”. Com esta matriz no pensamento, todo o projeto educativo do Colégio tem como objetivo principal a formação integral da pessoa humana nas suas múltiplas dimensões, não nos fixando apenas nos saberes académicos. Este sentido cristão está sempre presente, é partilhado por todos os intervenientes no processo educativo e é visível quer nas atividades comunitárias, quer nas atividades pedagógicas, quer nas atividades lúdicas. Destaco que 10% dos nossos alunos têm necessidades educativas especiais ou são crianças institucionalizadas, com histórias de vida complexas. Estes têm a nossa atenção redobrada, num espírito de serviço que sempre caracterizou o Colégio de São Miguel. Neste contexto, os resultados escolares naturalmente aparecem.

 

No ano em que a Diocese de Leiria-Fátima assinala os seus 100 anos da restauração, este alcance é uma boa prenda?

Este desempenho do Colégio assenta muito bem no período festivo que se vive, seja pelo Centenário das Aparições de Fátima, seja pelo Centenário da Restauração da Diocese. No entanto, a alegria que sentimos não nos pode tolher a ação. Os desafios do futuro exigem energia constante e atenção redobrada. Recordo as palavras de D. António Marto na homilia da Ação de Graças pelo Centenário da Restauração da Diocese, onde refere que a memória “é dever de gratidão e estímulo formidável para olhar para o futuro com confiança e esperança”, pois “o Espírito que trabalhou em nossos pais no passado, em condições por vezes difíceis e adversas, é o mesmo que com energia indómita nos anima e assegura que continuará a trabalhar em nós e connosco, hoje e amanhã”. É com esta confiança que continuaremos a trabalhar, certos de que temos uma missão pela frente que não podemos falhar.

 

Colégio de São Miguel em dados e números

Alunos: 1125
Professores: 70
Não docentes: 39
Alunos com necessidades educativas especiais (NEE): 79
Alunos institucionalizados: 29

Oferta formativa

2.º ciclo
3.º ciclo
Secundário – Cursos Científico-Humanísticos (Ciências e Tecnologias; Línguas e Humanidades)
Secundário – Cursos Científico-Tecnológicos (Ação Social; Contabilidade e Gestão; Atividade Física e Desporto Adaptados; Informática; Design, Cerâmica e Escultura)

Dados Históricos

Ano de fundação: 1962
Diretores:

1963 – Pe. Manuel Henriques
1966 – Pe. Joaquim Ventura
2012 – Pe. Adelino Guarda
2017 – Dr. Manuel Lourenço

 

As escolas católicas de Leiria e Fátima

No ranking das escolas de Portugal de 2017, a Diocese de Leiria-Fátima tem seis escolas católicas, três em Leiria e três em Fátima.

No que respeita a Leiria, no ensino secundário, em 14.º da geral, encontra-se o Colégio de Nossa Senhora de Fátima, sendo 5.º nos indicadores de sucesso. Segue-se o Colégio Conciliar de Maria Imaculada (Colégio da Cruz da Areia), que é 38.º na geral e 270.º na taxa de sucesso.

Em Fátima, no ensino secundário, em 28.º lugar da geral temos o Colégio de São Miguel, instituição que alcançou o 1.º lugar no ranking de sucesso. Em 171.º da geral aparece o Centro de Estudos de Fátima, escola que se classifica em 71.º lugar nos indicadores de sucesso. Nos indicadores do ensino até ao 9.º ano, encontramos o Colégio Sagrado Coração de Maria, no 324.º da geral e 43.º lugar no ranking de sucesso.

A Diocese de Leiria-Fátima tem ainda a Escola Monsenhor José Galamba de Oliveira, nos Marrazes, mas não está referida no ranking das escolas de 2017.

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.