Diocese tem novo Conselho Presbiteral

O anterior tinha cessado funções com a chegada de D. José Ornelas, que, no dia 6 de setembro, assinou o decreto que nomeia 21 sacerdotes para o auxiliarem "na promoção do bem pastoral do povo de Deus que lhe foi confiado".
http://lefa.pt/?p=50008

O Conselho Presbiteral da diocese de Leiria-Fátima tem uma nova composição. O anterior tinha cessado funções com a chegada de D. José Ornelas, que, no dia 6 de setembro, assinou o decreto que nomeia 21 sacerdotes para o auxiliarem “na promoção do bem pastoral do povo de Deus que lhe foi confiado”, de acordo com o Código de Direito Canónico.

Dos nomeados, cinco são membros por inerência do cargo, três são designados pelo bispo — André Batista, Cristiano Saraiva e Armindo Janeiro — e os restantes são eleitos representantes das nove vigararias, das congregações religiosas, da Cúria diocesana e do Santuário de Fátima.

Os membros natos, pelas funções que desempenham, são o vigário geral, Jorge Guarda, o vigário judicial, Fernando Varela, o reitor do Seminário Diocesano, José Augusto Rodrigues, o reitor do Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas, e o chanceler, Nuno Gil.

Os membros eleitos em representação das nove vigararias são os padres Adelino Guarda (Vigararia Batalha), José Frazão (Vigararia Colmeias), Fidel Ortega (Vigararia Fátima), Luís Morouço (Vigararia Leiria), Patrício Oliveira (Vigararia Marinha Grande), Filipe Lopes (Vigararia Milagres), João Feliciano (Vigararia Monte Real), Pedro Ferreira (Vigararia Ourém) e Luís Ferreira (Vigararia Porto de Mós).

São ainda nomeados, em representação de outros serviços, os padres Francisco Pereira e  Rui Ruivo. Pelos religiosos, estão Rui Lopes e Ricardo Rainho.

De acordo com os Estatutos de 10 de julho de 2020, o “Conselho Presbiteral deve pronunciar-se nos casos em que o Direito canónico determina que este órgão seja consultado pelo Bispo diocesano: ereção, supressão ou alteração de paróquias; destino das ofertas paroquiais e a remuneração dos sacerdotes ao serviço das paróquias; construção de uma nova igreja; redução de uma igreja a uso profano; imposição de tributos a pessoas jurídicas públicas sujeitas ao Ordinário do lugar e convocação de um sínodo diocesano”. Para além disso, “compete ao Conselho Presbiteral tratar das questões que dizem diretamente respeito à vida e ministério dos presbíteros, e também daquelas que com eles estão indiretamente relacionadas”.

DECRETO
http://l-f.pt/trHM

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email
Captura de ecrã 2024-04-17, às 12.19.04

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress