DE REPENTE…

http://lefa.pt/?p=58000

E de repente vem aquela secura, aquele tempo escuro, em que parece que não Te sinto, não Te toco, em que quero rezar e os pensamentos, as palavras não me saem, em que escrita, sempre tão presente em mim, (presente Teu, sem dúvida), é quase “arrancada a ferros” e não me satisfaz.

E é curioso que muitas vezes isto acontece depois de ter tido uma experiência viva, tocante, emocionante, da Tua presença em mim, tocando-me com o Teu infinito amor, como há poucos dias aconteceu.

Talvez seja, Senhor, para que eu não dê nada como adquirido, nada como se eu fosse merecedor de algo, para que eu nunca desista de Te procurar em mim e nos outros.

Sim, Senhor, mesmo que o tempo seja de secura, seja escuro, a luz da Fé, que um dia semeaste em mim, continua acesa e dá-me a certeza inabalável que Tu estás aqui, dando-me a mão, ajudando-me no caminho de cada momento, de cada dia.

Vem Espírito Santo afasta a secura e a escuridão, abre-me o coração, encharca-me de vida, de amor, de oração, e faz-me ver, faz-me sentir o amor do Pai, a vida no Filho e o Teu encanto, Espírito Santo!

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress