Centro Escutista na Quinta do Escuteiro faz 35 anos

No dia 23 de outubro, tiveram início as comemorações, com uma cerimónia presidida pelo assistente regional padre José Henrique, que fez a benção das árvores que iriam ser plantadas no âmbito da iniciativa "A tua árvore na QE".

A Quinta do Escuteiro, Centro Escutista da região de Leiria-Fátima, faz 35 anos, que merecem ser celebrados! 

No dia 23 de outubro, tiveram início as comemorações, com uma cerimónia presidida pelo assistente regional padre José Henrique, que fez a benção das árvores que iriam ser plantadas no âmbito da iniciativa “A tua árvore na QE”; Para a anfitriã deste evento, a chefe Daniela Casimiro, diretora deste Centro Escutista, “este espaço, se tratado e acarinhado, será sempre um espaço natural, ideal para a vivência do escutismo e que proporciona muitos momentos de felicidade”, tendo agradecido a presença de todos, em nome da Junta Regional de Leiria-Fátima, da equipa da Quinta do Escuteiro e da equipa Pica-Pau, como é conhecido o staff deste Centro. 

Nesta cerimónia estiveram também presentes o chefe Sérgio Mouta, Secretário Nacional do Ambiente e Sustentabilidade do CNE, o chefe António Rendeiro, do Departamento Nacional de Centros Escutistas, o chefe regional de Coimbra e adjunto, e chefes dos centros escutistas Viriato-Viseu e Penha-Guimarães. Representando a vila da Batalha, onde se localiza a Quinta do Escuteiro, esteve o presidente da câmara, Raúl Castro, e o pároco, padre Armindo Castelão Ferreira.

Vitor Tavares, antigo escuteiro e membro da comissão de honra destas comemorações, não podendo estar presente, enviou o seu contributo por escrito, onde refere que a região, “em 1986 ansiava por um local onde pudessem fazer actividades e receber escuteiros de outros países. Era uma mais valia e uma necessidade”. Relembrou também o “chefe Jacinto de Sousa Gil que, no seu íntimo, assumiu este desafio e teve artes de encontrar este espaço e a forma de o adquirir”. Falou-nos igualmente “da colaboração contínua do município da Batalha ao longo destes 35 anos”.

Raúl Castro, actual presidente da Câmara Municipal,  dirigiu-se aos escuteiros presentes na cerimónia, falando do seu percurso como escuteiro e de “ter e conhecer os valores e princípios de Baden-Powell”. Disse ainda que, “o Campo que os escuteiros têm na Batalha, tem um grande significado por ser um espaço e instrumento para desenvolver atividades”. Disse-nos ainda que a importância da interação com a comunidade levará o município a apresentar em breve, um conjunto de iniciativas com isso relacionadas.

Sérgio Mouta, do SNAS, definiu a Quinta do Escuteiro como um Campo de “referência para todos os campos escutistas em Portugal e para a vivência do escutismo, porque congregou à sua volta tudo o que é o âmago do escutismo” e “põe em campo todos os programas pedagógicos e ambientais que o escutismo defende”.

Armindo Castelão Ferreira, actual pároco da Batalha, era há 35 anos o assistente regional, relembrou o primeiro contacto que teve com o escutismo enquanto seminarista, no agrupamento 35-Seminário e a importância desse agrupamento para o desenvolvimento do escutismo na região – foram alguns desses seminaristas, já padres, que impulsionaram o aparecimento de novos agrupamentos. Lembrou também o processo de aquisição do terreno da Quinta do Escuteiro – parte comprado, parte oferecido pela proprietária, Maria Ercília Zúquete – e a importância deste espaço numa região em crescimento.

Este projecto “A tua árvore na QE” que teve início neste dia, é a forma de todos os escuteiros da região darem um “presente” à Quinta do Escuteiro e às gerações futuras. Cada secção de todos os agrupamentos pode ter uma ou mais árvores plantadas nos terrenos deste Centro Escutista. Ao longo dos últimos meses, os agrupamentos valorizaram e personalizaram uma placa de madeira reciclada, bem como, procuraram espécies de árvores frutíferas ou arbustos mais característicos da zona do seu agrupamento. São o caso das macieiras “rostimau” trazidas pelo 1142-Olival, concelho de Ourém; dos vidoeiros trazidos pelo 1209-Bidoeira, do concelho de Leiria ou do alecrim e tomilho que virão do 1336-Minde, do concelho de Alcanena.

 “A tua árvore na QE”, terá continuidade até Março de 2022, de modo a que todos os agrupamentos da região de Leiria-Fátima possam ter oportunidade de plantar as suas árvores, sem haver ajuntamentos desnecessários e assim conseguirmos comemorar o 35º aniversário da Quinta do Escuteiro com o máximo de segurança e felicidade.

Receba as notícias do SÍNODO em tempo real

Pode, ainda, escolher quais as notícias que quer receber: destaques, lectio divina, catequese, da sua paróquia…

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia…

Leia esta e outras notícias na...

Escrito por:

Partilhar / Print

Share on facebook
Share on twitter
Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.


Obrigado a quem nos ajuda!

Estes são os nossos mais recentes benfeitores:

Se quiser fazer o seu donativo...

Por Multibanco:

Entidade: 21 800
Referência: 351 617 062
Valor: (*)

Obs:
* o mínimo permitido com esta referência é de 10,00€
Os donativos feitos por esta via não permitem identificar o remente.
Se não pretenderem anonimato, devem enviar um email ou sms a informar a oferta: 
gic@leiria-fatima.pt