Catequese da Freixianda celebrou Festa dos Pastorinhos

Cada criança trouxe uma flor para oferecer aos Pastorinhos. Fizeram-no logo no início da celebração como prova de estima e amizade para com as crianças que o Papa Francisco declarou santas.
http://lefa.pt/?p=52028

No dia 19 de fevereiro, um dia antes da festa litúrgica dos santos Francisco e Jacinta Marto, a catequese celebrou a Festa dos Pastorinhos, na igreja paroquial, correspondendo ao convite que umas semanas antes lhes havia sido feito. Com as crianças e adolescentes vieram os pais, os avós e outros membros da comunidade paroquial. E a igreja encheu-se.

Cada criança trouxe uma flor para oferecer aos Pastorinhos. Fizeram-no logo no início da celebração como prova de estima e amizade para com as crianças que o Papa Francisco declarou santas e como expressão de alegria e felicidade, pois não há festa sem flores. E foi com alegria e muita ordem que cada criança, com a ajuda dos catequistas, pôs a sua flor junto das imagens do Francisco e da Jacinta, que ladeavam o altar onde decorreu a celebração da Eucaristia.

Foram as crianças e adolescentes proclamaram as leituras e os diferentes textos, desde o ato penitencial à oração dos fiéis e à ladainha dos Santos Pastorinhos. O grupo coral, entoando cânticos adequados à liturgia e ao ritmo das crianças, deu um contributo importante para que toda a celebração fosse muito vivida, participada e animada. A projeção da letra dos cânticos em datashow contribuiu para que todos pudessem acompanhar. Nalguns deles sobressaíam as vozes das crianças.

No diálogo que o pároco foi mantendo com as crianças, sobressaiu a vontade de ser santos como o Francisco e a Jacinta, dando como eles prioridade a Deus, na oração, na contemplação de “Jesus Escondido”, na realização da sua vontade, e dedicando-se aos outros, como eles tão bem faziam, partilhando a merenda e fazendo sacrifícios pelos pecadores. Sobressaiu também a certeza de que o Francisco e  a Jacinta estão no céu e são nossos intercessores, ajudando-nos a ser bons e amigos.

Como expressão do interesse e da compaixão pelos outros, as crianças, no final desta Festa dos Pastorinhos, vieram para as portas da igreja, recolher os donativos que as pessoas quisessem dar em favor das crianças que ficaram órfãs por causa do terramoto que aconteceu, há duas semanas atrás, na Turquia e na Síria. As pessoas corresponderam. Juntaram-se 520,12 euros, que já foram enviados, através da UNICEF, a entidade da ONU vocacionada para acudir a este tipo de emergências.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress