Mensagens & Notas Pastorais

É com estes sentimentos e com verdadeira emoção, alegria e esperança que saúdo toda a Igreja de Leiria-Fátima, a começar pelo Cardeal D. António Marto, ao qual me liga uma grata amizade fraterna, nascida à sombra do Evangelho e no serviço da Igreja.
Com sentimentos de louvor e de júbilo comunico-vos que hoje o Santo Padre acaba de nomear novo bispo da nossa querida Diocese de Leiria-Fátima o Senhor D. José Ornelas de Carvalho, até agora Bispo de Setúbal e Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, ao mesmo tempo que aceitou o meu pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese.
Estas catequeses podem constituir uma boa experiência de catequese em grupo: para catequistas, pais e famílias, grupo coral, acólitos e outros ministros que prestam serviço na liturgia eucarística. Também os movimentos e outros grupos eclesiais podem fazer frutuosamente este percurso de reiniciação eucarística.
Na caminhada de oito dias seremos ajudados pelos vídeos publicados em cada dia nas redes sociais da Diocese. Com essa ajuda aliamos os frutos da Palavra de Deus – fortalece a esperança, purifica a vida, alegra o coração, cultiva a comunhão e anuncia o amor – com as dimensões essenciais da espiritualidade da peregrinação.
A reflexão “Desafios pastorais da pandemia à Igreja em Portugal”, aprovada a 13 de novembro de 2020 na Assembleia Plenária da CEP e divulgada a 1 de janeiro de 2021, vem no seguimento do documento “Recomeçar e Reconstruir – Reflexão da CEP sobre a sociedade portuguesa a reconstruir depois da pandemia Covid-19”, aprovado a 16 de junho na Assembleia Plenária da CEP.
A CULTURA DO CUIDADO COMO PERCURSO DE PAZ O ano de 2020 ficou marcado pela grande crise sanitária da Covid-19, que se transformou num fenómeno plurissectorial e global, agravando fortemente outras crises inter-relacionadas como a climática, alimentar, económica e migratória, e provocando grandes sofrimentos e incómodos.
Para além da habitual mensagem que todos os anos publica para esta quadra, o prelado quis ainda dedicar palavras de conforto e ânimo aos mais idosos e aos enfermos que, por todas as vicissitudes resultantes da pandemia, são obrigados a estar longe dos afetos dos seus familiares e amigos.