Cáritas de Leiria apela à generosidade para dar resposta ao aumento de pedidos

As ajudas podem ser feitas através de bens alimentares e produtos de higiene pessoal, que podem ser entregues na sede da Cáritas, ou donativos por transferência bancária para o IBAN PT50 0035 0393 00019702432 93.

Devido ao período de confinamento provocado pela pandemia, este ano não foi realizado o peditório de rua e os ofertórios de Missas, na Semana Nacional da Cáritas, cuja receita iria ajudar a suprir as necessidades dos mais carenciados que, todos os dias, recorrem à Cáritas Diocesana de Leiria. Por esta razão, o presidente daquela instituição, José Marques de Sousa, fez chegar à imprensa uma nota a fazer um apelo à generosidade de todos, sobretudo dos cristãos, para ajudar a sua missão de “exercer a Pastoral da Caridade e estar ao serviço dos mais pobres, promover e defender a dignidade humana à imagem de Cristo”.

O presidente da Cáritas de Leiria informa que “a Cáritas, nos últimos meses, tem recebido muitos pedidos destas famílias que necessitam de ajuda alimentar, medicação, pagamentos de serviços básicos; água, eletricidade, gás e renda de casa”, e que têm o seu rendimento muito baixo, ou até sem qualquer rendimento. Esse aumento de pedidos é facilmente explicável pela situação de emergência que atingiu “todos os sectores produtivos nomeadamente as pequenas e médias empresas, o que levou muitos trabalhadores para o lay-off e todos que trabalhavam em regime temporário ficaram sem o seu sustento, nomeadamente as famílias mais pobres e vulneráveis”.

José Marques de Sousa refere a expressão “Hospital de Campanha” que o Papa Francisco usa, para descrever a identidade da organização a que preside, aonde se dirigem os que mais precisam de ajuda. “Todos são acolhidos, escutados, orientados e ajudados pelas técnicas dando todo o apoio e carinho que lhes é possível”, explica. Também é deixada uma referência ao bispo da Diocese de Leiria-Fátima, D. António Marto que, na Carta Pastoral “Chamados à Caridade”, refere-se à Cáritas como sendo “a expressão da atividade sócio caritativa organizada da nossa Igreja Diocesana para ajudar toda a comunidade diocesana a tornar-se comunidade de caridade, respondendo às necessidades imediatas das situações de pobreza”.

As ajudas podem ser feitas através de bens alimentares e produtos de higiene pessoal, que podem ser entregues na sede da Cáritas, ou donativos por transferência bancária para o IBAN PT50 0035 0393 00019702432 93.

Nota de Imprensa

Cáritas apela à generosidade

Estamos a passar tempos que nos levam a ter uma vida isolada e confinada ao nosso espaço habitacional. Toda esta situação imaginária há uns meses, refletiu-se brutalmente na nossa sociedade atingindo todos os sectores produtivos nomeadamente as pequenas e médias empresas, o que levou muitos trabalhadores para o lay-off e todos que trabalhavam em regime temporário ficaram sem o seu sustento, nomeadamente as Famílias mais pobres e vulneráveis.

A Cáritas nos últimos meses tem recebido muitos pedidos destas famílias que necessitam de ajuda alimentar, medicação, pagamentos de serviços básicos; água, eletricidade, gás e renda de casa. Famílias que tem o seu rendimento muito baixo, ou até sem qualquer rendimento.

A Cáritas é o “Hospital de Campanha” como nos fala o Papa Francisco, ali se dirigem os que mais precisam de ajuda e todos são acolhidos, escutados, orientados e ajudados pelas técnicas dando todo o apoio e carinho que lhes é possível.

É esta identidade da Cáritas Diocesana, como refere o D. António Marto na Carta Pastoral Chamados à Caridade:

“A Cáritas é a expressão da atividade sócio caritativa organizada da nossa Igreja Diocesana. É, pois um organismo pastoral para ajudar toda a comunidade diocesana a tornasse comunidade de caridade, respondendo às necessidades imediatas das situações de pobreza.”

A Cáritas Diocesana é, portanto, uma Instituição da Igreja a qual deve ser acarinhada e apoiada por todos, mas principalmente por todos nós, Cristãos.

É esta a Missão da Cáritas Diocesana, exercer a Pastoral da Caridade e estar ao serviço dos mais pobres, promover e defender a dignidade humana à imagem de Cristo.

Quero salientar que devido ao período que vivemos não foi realizado o peditório de rua, ou os ofertórios de Missas, na Semana Nacional da Cáritas, os quais eram recursos na ajuda aos mais carenciados.

Neste sentido, venho apelar em nome da Cáritas Diocesana de Leiria e desde já agradeço à generosidade dos corações mais sensíveis para a ajuda de bens alimentares e produtos de higiene pessoal, que podem ser entregues na sede da Cáritas, ou donativos por transferência bancária 50 0035 0393 00019702432 93.

O Presidente da Direção da Cáritas Diocesana
José Marques de Sousa 

Leia esta e outras notícias na...

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter

Print

Print Friendly, PDF & Email

REDE - Revista Digital

Mais recente

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.