Bispo diocesano viu “Rostos de fé e alegria” na visita da Imagem Peregrina

O Bispo diocesano, D. António Marto, resume num breve texto a sua vivência da visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima, entre 1 e 13 de maio. A oração que proferiu na receção da Imagem no Santuário de Fátima, no dia 13, é também um belo testemunho de fé e amor a Maria. Na conclusão da visita a todo o país, iniciada em maio do ano passado, foi feita no Santuário a consagração de todas as dioceses portuguesas a Nossa Senhora.

 

2016-05-19 imagem0
©LMFerraz

Rostos de fé e alegria

A visita da Imagem Peregrina encerrou na Diocese de Leiria-Fátima a sua peregrinação pelas dioceses de Portugal. Apesar de o Santuário se situar no território da nossa Diocese e existir uma ligação muito próxima com Nossa Senhora de Fátima, foi com imensa alegria que verifiquei como este povo compreendeu o significado particular desta visita e saiu das suas casas para acolher com especial carinho, entusiasmo e emoção a Imagem, vendo nela o sinal da Mãe que vem visitar os filhos nos seus lugares e nas suas comunidades.

Acompanhei a visita da Imagem aos grandes centros da diocese e fui recebendo notícias de como ia sendo acolhida nas vilas e aldeias. Pude ver multidões significativas com a presença de crianças, jovens, muitos homens e mulheres, doentes e idosos, autoridades locais, que nem sequer as condições adversas do tempo, por vezes, demoveram de marcar presença. Quero sublinhar apenas alguns momentos emocionantes: a chegada a Leiria com o ato de entrega da Diocese a Nossa Senhora na Sé repleta de fiéis; a visita à prisão e os jovens reclusos com lenços brancos a acenar; a visita ao hospital com a imagem presente na capela por onde foram passando doentes, profissionais da saúde e funcionários e a transmissão da Eucaristia por canal interno.

Emocionantes foram também os dois momentos finais. O primeiro foi a entrega da Imagem Peregrina ao Santuário, acompanhada pelo pároco de Santa Catarina da Serra (última paróquia a receber a visita), no dia 13 de maio, e a receção “em sua casa” com a aclamação vibrante da multidão imensa de peregrinos, de todo o episcopado e com a saudação que tive a felicidade de dirigir à Virgem Peregrina: “Tu és a honra do nosso Povo e a glória dos nossos corações”! O último momento foi o ato de consagração das dioceses e de Portugal ao Imaculado Coração de Maria feita pelo Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. Manuel Clemente, Cardeal Patriarca de Lisboa, precisamente 85 anos depois da primeira peregrinação dos bispos portugueses a Fátima e do primeiro ato de consagração de Portugal a Nossa Senhora de Fátima, em 1931. Também eu me comovi!…

A melhor leitura que se poderá fazer do significado desta visita é a que fazemos nos rostos dos fiéis. Vimos expressões de alegria e festa, de sorrisos abertos acompanhados por flores, fitas, balões e frequentes aplausos à passagem da Imagem. Vimos faces marejadas e doridas, entregando a Maria pedidos de conforto e ajuda para suportar as agruras da vida. Vimos olhos elevados ao céu ou postos no chão, em contemplação serena dos mistérios da Mãe de Deus.

Foram dias de festa, oração e expressão pública de fé que ficarão para sempre marcados nas memórias dos muitos milhares de pessoas que os viveram. Uma verdadeira bênção de Deus, através de Maria, para a renovação da fé e da vida espiritual deste povo de Leiria-Fátima. A Imagem partiu; a mensagem e a ternura da Mãe ficou e certamente dará frutos!

† António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

 

Oração do Bispo de Leiria-Fátima
na recepção da Imagem Peregrina

I.
Virgem Peregrina,
Senhora do Rosário de Fátima,
Tu és a honra do nosso Povo e a glória dos nossos corações!
Na tua Imagem que nesta hora recebemos em tua casa
e que passou por cada uma das dioceses de Portugal
contemplámos a presença amorosa de Deus
que continua a vir ao encontro do ser humano
para construir a mais bela história de Amor.
Ao passares diante da nossa casa,
a tua Imagem branca, coroada e luminosa,
transportou nas mãos os mistérios de Cristo Redentor
que queremos viver e anunciar.
E pudemos ver como das tuas mãos de ternura
os continua a vir a luz de Deus
que ilumina todos os batizados peregrinos sobre a terra.
Dos teus pés que são sempre peregrinos
nos vem o modelo da missão e o ardor da Caridade.
Por isso queremos exaltar o teu exemplo de mulher peregrina
que, cheia de graça, continua a trazer a misericórdia de Deus à história humana.

 II.
Virgem Peregrina,
Senhora do Rosário de Fátima,
mulher da veste branca!
Ao longo da peregrinação pela Igreja Portuguesa,
tornaste a nossa veste batismal cada vez mais configurada
com a luz de Deus que Francisco, Jacinta e Lúcia experimentaram e viveram.
Sabemos que ouviste a nossa voz a dizer
“donde me é dado que venha ter comigo a mãe do meu Senhor”,
e sabemos que acolheste com solicitude materna
o grito de louvor e a súplica de todos os que,
em cada lugar de Portugal, procuram a força da tua intercessão:
– estabeleceste em cada diocese a cátedra
para ensinares às multidões as verdades eternas
e a arte de orar, crer e amar;
– guiaste os bispos, presbíteros e diáconos de cada igreja particular,
foste alento de todos os consagrados,
a alma de cada família
e a alegria dos agentes da pastoral;
– foste conselho dos que governam
e dos que trabalham pela paz
e olhaste para a condição dos que, nas periferias,
vivem as dificuldades do mundo contemporâneo;
– amparaste as crianças, os adolescentes e os jovens,
foste o conforto dos idosos, a saúde dos enfermos
e a esperança dos atribulados;
– difundiste a beleza de Deus a todos os que estudam,
a todos os que trabalham por um mundo melhor,
aos criadores e a todos os que se abrem à luz do Espírito;
– mostraste a todos que és mãe
e levaste-nos à alegria da Páscoa de Cristo.

 III.
Virgem Peregrina,
Senhora do Rosário de Fátima,
Mestra do Anúncio e Profecia do Amor!
Ao passares junto de nós,
renovaste os apelos da Mensagem de Cristo
que há quase 100 anos aqui proclamaste.
Virgem Peregrina,
Senhora do Rosário de Fátima:
a ti nos queremos consagrar
para sermos cada vez mais fieis à condição de filhos de Deus.
Continua connosco peregrina na fé,
na esperança e na caridade
e, no mais íntimo do teu imaculado coração,
sê nosso refúgio e caminho para Deus!

† António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

 

2016-05-19 imagem2
©Luís de Oliveira

A coroar visita da Virgem Peregrina

Dioceses portuguesas
consagradas a Nossa Senhora de Fátima

As dioceses portuguesas, que a Virgem Peregrina visitou, no decorrer do último ano, e o país foram consagrados a Nossa Senhora de Fátima, no passado dia 13 de maio, 85 anos depois de idêntico ato feito pela primeira vez pelo episcopado de Portugal.

Após mais de 22 mil quilómetros percorridos, a Virgem Peregrina terminou a visita às comunidades católicas de Portugal, no Santuário de Fátima, em dia de Peregrinação Internacional Aniversária de maio, no 99.º aniversário da primeira aparição. “Animados pela vossa promessa, queremos hoje renovar, diante da vossa imagem, a consagração das nossas dioceses ao vosso Coração Imaculado, tal como o fizeram, pela primeira vez há 85 anos, neste mesmo dia, os bispos portugueses”, disse o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. Manuel Clemente, numa oração acompanhada por todos os bispos das dioceses portuguesas, em volta da imagem venerada na Capelinha das Aparições.

A consagração das Dioceses de Portugal aconteceu antes da procissão do Adeus, evocando a “presença protetora” da Virgem Maria, em particular para as famílias, nas suas dificuldades.

“Intercedei junto do vosso Filho para que derrame a luz e a sabedoria do Espírito Santo sobre os que governam o nosso país, para que promovam a dignidade humana, edifiquem uma sociedade justa e solidária, construam a paz e protejam a vida”, pediram os responsáveis católicos.

Para o ano, celebram-se os cem anos das Aparições e este foi um “acto pleno de significado, que coroa uma peregrinação jubilosa e intensa, cuja importância foi reconhecida pela Conferência Episcopal Portuguesa”, referiu, dias antes, o reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, na edição de maio do jornal “Voz de Fátima”.

“Este acto de consagração, no contexto do Centenário das Aparições, insere-se numa já longa tradição e aponta para o futuro, confiando Portugal a Maria, Senhora de Fátima, pois nela encontrará o caminho que conduz até Deus”, escreveu o sacerdote.

 

No final da celebração, a Imagem voltou ao seu lugar, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima:2016-05-19 imagem3
©JG

Leia esta e outras notícias na...

Telegram: Leiria-Fátima News

Todas as notícias de www.leiria-fatima.pt em primeira mão no seu smartphone.
Canal unidirecional para divulgação de notícias da Diocese de Leiria-Fátima.

Telegram: Leiria-Fátima Chat

Canal de conversação da Diocese de Leiria-Fátima.
Para troca de ideias sobre os canais digitais da Diocese de Leiria-Fátima e partilha de conteúdos entre os seus colaboradores na área da comunicação.

Newsletter

Nota: Depois de submeter a sua inscrição, deve confirmá-la. As instruções estão num email que irá receber.