Barreira ensina a “arte de comunicar”

No domingo dia 24 de novembro, a Equipa da Pastoral Familiar da paróquia da Barreira, em conjunto com a catequese, proporcionaram aos pais, e outros educadores interessados, um momento de formação e partilha com o tema "A ARTE DE COMUNICAR", orientado pelo casal Graça Pedro e Jorge Gonçalves da Marinha Grande.
http://lefa.pt/?p=21571

No domingo dia 24 de novembro, a Equipa da Pastoral Familiar da paróquia da Barreira, em conjunto com a catequese, proporcionaram aos pais, e outros educadores interessados, um momento de formação e partilha com o tema “A ARTE DE COMUNICAR”, orientado pelo casal Graça Pedro e Jorge Gonçalves da Marinha Grande.

Foi um encontro de conversa e partilha sobre a importância da comunicação entre pais e pais/filhos, um tema tão importante e desafiante nos dias de hoje. Pais de três filhos, o casal Graça e Jorge, não sendo peritos nesta matéria, como os próprios declararam, baseando-se nas suas próprias vivências e experiência de pais, chamaram à atenção para alguns pontos muito importantes sobre a forma de conversar com os filhos e a sua educação.

Cada vez mais nos deparamos com as constantes chamadas de atenção das nossas crianças, depressões, e outras “doenças” muitas vezes resultado dos problemas e relações familiares. O contributo na educação dos filhos deve ser responsabilidade em partes iguais dos dois pais. A educação das crianças é responsabilidade destes e não da escola, sendo que os pais não podem desculpar todo o comportamento dos filhos, mas sim, educá-los. Educá-los com o exemplo, com a palavra, com o acompanhamento.

As regras devem ser incutidas desde sempre, as crianças entendem-nas desde muito pequenos. Não podemos, nem devemos, quer evitar a todo o custo que os nosso filhos “sofram” pois isto também os ajuda a crescer. Não devemos ter medo de dizer não e de “ser pais chatos” . A educação que lhes damos e as ferramentas que lhe conseguimos ajudar a criar são o que eles levam para a vida.

E não podemos esquecer que ser pais é para a vida toda e a tempo inteiro. Assim devemos aproveitar todos os momentos para estar com eles, para os acompanhar, para os educar. Qualquer momento do dia é bom e deve ser valorizado para educar, a hora da refeição, os passeios, a hora de ver um filme ou uma novela, o tempo de viagem a caminha da escola ou das atividades… Devemos aproveitar todos os momentos!

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress