Banda católica The Sun atuou em Santa Catarina da Serra

Após uma grande reviravolta na vida, Francesco Lorenzi conhece Jesus e deixa-se atrair pelo amor do cristianismo. Um conversão pessoal que acabou por ser transmitida aos amigos e companheiros da banda, um por um. 

No passado dia 30 de abril, os The Sun atuaram no salão paroquial de Santa Catarina da Serra. Tudo começou com um belo dia de sol! Quem esteve presente sabe que não foi uma simples atuação de uma banda estrangeira católica, mas sim muito mais do que isso! Um concerto inesquecível recheado de mensagens de espiritualidade e testemunhos de vida de cada um dos membros da banda. Um após outro, contaram as suas histórias de conversão e encontro com Deus, a começar pelo vocalista, Francesco Lorenzi.

Banda católica The Sun atuou em Santa Catarina da Serra

Mas final quem são eles, perguntas tu? Os The Sun são uma banda de rock, italiana, nascida e iniciada em 1997 por quatro amigos, como Sun Eats Hours. Considerada a “melhor banda de punk rock italiana do mundo” em 2004, tiveram um longo percurso de fama com mais de 900 concertos por todo o mundo, desde Europa, Japão, América Central, Israel, Jordânica e Brasil. Dividiram o palco com grandes bandas como The Offspring, The Cure, Deep Purple e Muse. Tudo isto foram anos de grandes excessos e vícios, desde álcool a drogas, que levaram a vários conflitos na banda. Acabam em 2007.

Após uma grande reviravolta na vida, Francesco Lorenzi conhece Jesus e deixa-se atrair pelo amor do cristianismo. Um conversão pessoal que acabou por ser transmitida aos amigos e companheiros da banda, um por um. 

A banda renasceu em 2009 como The Sun. Nasceram novas canções escritas em italiano inspiradas em profundas experiências pessoais, com mensagens cheias de fé e vida! Atualmente seguida por milhares de jovens em todo o mundo, participaram nas Jornadas Mundiais da Juventude de Cracóvia em 2016 e do Panamá em 2019. Os The Sun são um verdadeiro testemunho de vida e de esperança para os jovens da nossa sociedade, que muitas vezes se perdem por maus caminhos. Percorrendo um percurso das “trevas para luz”, são o exemplo de que, mesmo depois de um passado desperdiçado, há sempre uma segunda oportunidade, “há sempre um bom motivo para viver”.

A passagem pela paróquia de Santa Catarina da Serra não foi uma mera coincidência, mas um cumprir da frase de Fernando Pessoa: “Deus quis, o homem sonhou e a obra nasceu”.

Partilhar / Print

Print Friendly, PDF & Email

Leia esta e outras notícias na...

Receba as notícias no seu email
em tempo real

Pode escolher quais as notícias que quer receber: destaques, da sua paróquia

plugins premium WordPress